Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Tempos de tantos veraneios

07 de janeiro de 2013 0

Foi em 1928 que o professor de ginástica alemão Georg Black (1877-1949), um dos pioneiros do escotismo no Brasil, inaugurou o Hotel e Pensão Itapeva, localizado na praia homônima, no sul da orla de Torres, no Litoral Norte.

O hotel em 1951. Foto: arquivo pessoal

Centenas de hóspedes, vindos do Exterior e de outras partes do Brasil, usufruíram dessa que foi uma das melhores e mais rústicas pousadas das praias gaúchas. A viagem de Porto Alegre a Itapeva, nos primeiros anos, podia levar até três dias, exigindo percursos de navio, trem e carretas de bois. Passeios a cavalo ao Itaimbezinho e a Barra do Ouro, ginástica funcional na praia, jogos e recreação, pescarias, vôlei, caminhadas pelas matas e dunas, além de rodas de corais e música, faziam parte do dia a dia dos hóspedes

Hóspedes diante do hotel em 1936. Foto: arquivo pessoal

A partir dos anos 1940, as empresas Jaeger, Ibanês, Santos Dumont, Atlantico e Unesul atendiam a região, deixando os hóspedes na praia – de onde eles tinham que se locomover pelas dunas, a pé ou em carreta de bois, numa distância de 600 metros morro acima.

Em 1971, o terreno da pousada foi decretado área de utilidade pública e desapropriado, encerrando, assim, as atividades do hotel.

(colaborou Arno Black)

Envie seu Comentário