Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Nossa Senhora das Lágrimas

23 de fevereiro de 2013 0

Neste sábado e neste domingo (dias 23 e 24), a festa de Nossa Senhora das Lágrimas, no santuário localizado no município de Caraá, remete a uma tradição secular trazida pelos italianos.

O santuário de Caraá na capa do livro Nossa Senhora das Lágrimas. Foto: reprodução

A construção da igreja, ainda no século 19, partiu de uma promessa feita pelo imigrante Isidoro Meregalli (1859-1945). Vindo da Itália ainda pequeno, com a mãe Teodolinda e dois irmãos, ele mudou-se para o Alto Caraá – então município de Santo Antônio da Patrulha – em 1891. Naquele mesmo ano, com a esposa Regina doente, ele prometeu a sua santa de devoção, Madonna delle Lacrime (Nossa Senhora das Lágrimas), que iria erguer uma igreja em sua homenagem, em caso de cura.

A família de Isidoro Meregalli, na década de 1890, em Caraá. Foto: Arquivo Leda Gamba

Em 1893, a igreja, ainda em madeira, estava pronta. Em 1947, uma parte nova, com tijolos e cimento, foi construída. Uma nova igreja foi construída no lugar da anterior, em 1967. O templo recebeu o título de santuário em 1980 e, 23 anos depois, ganhou um afresco com a imagem de Nossa Senhora, pintado pelo brasileiro Hô Monteiro e pelo italiano Battista Mombrini.

O templo de Caraá seria o único dedicado a Nossa Senhora das Lágrimas fora da Itália – país em que o 28 de fevereiro, data oficial da devoção, é comemorado desde o século 16.

(colaborou Rodrigo Trespach)

Envie seu Comentário