Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Um rosto para cada rua

30 de abril de 2013 1

Foto: E. Becker, Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul

A foto acima foi reproduzida do livro O Tempo e o Rio Grande nas Imagens do Arquivo Histórico do RS, organizado pela historiógrafa Rejane Penna. Sabe-se que o flagrante faz parte do acervo do AHRS e que é anterior a 1928.

O curioso é que, entre os fotografados, quatro deles (detalhe acima) acabaram por se tornar nomes de ruas e avenidas da Capital. Além de atribuir um rosto para cada uma das quatro vias de Porto Alegre, a foto (e o tempo) reúne o que a geografia dispersa pelo mapa da cidade.

Confira abaixo quem é quem:

1 – Protásio Alves (1859-1933) – Gaúcho de Rio Pardo, foi médico e político. Membro do Partido Republicano, foi vice-presidente da Província por duas vezes. Um dos fundadores da Faculdade de Medicina da UFRGS. É nome de uma das mais extensas avenidas da Capital.
2 – Otávio Rocha (1877-1928) – Militar e engenheiro, político e jornalista. Também era republicano. Prefeito de Porto Alegre de 1924 até 1928, morreu durante o mandato. Foi um  reformador preocupado em modernizar a Capital. Homenageado com uma praça e uma avenida.
3 – José Montaury (1858-1939) – Carioca, foi engenheiro e político. Foi o primeiro intendente (prefeito) eleito pelo voto direto. Chefe do Partido Republicano e homem de confiança de Júlio de Castilhos. Assumiu em 1897 e foi reeleito outras seis vezes. Governou a Capital por 27 anos.
4 – André da Rocha (1860-1942) – Nasceu em Natal (RN) e chegou ao RS como juiz. Professor e magistrado, foi juiz e desembargador. É um dos fundadores da Faculdade de Direito e foi o primeiro reitor da Universidade de Porto Alegre, instituição estadual, posteriormente UFRGS.

Comentários (1)

  • Marcelo Xavier diz: 3 de maio de 2013

    Imaginei que fosse alguma reunião partidária do antigo PRR, não sei se é, ainda que todos tivessem ligação com o partido do Borges. Mas a foto parece ter sido batida na própria Faculdade de Direito da UFRGS, confere?

Envie seu Comentário