Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Bom de embocadura

07 de maio de 2013 0

O trombonista Adalberto Bueno. Fotos: arquivo pessoal

O dia era 4 de junho de 1976. Adalberto Bueno vinha com sua Rural Willys pela Avenida Oscar Pereira. Próximo ao Cemitério Israelita, seu veículo foi colhido por um ônibus. Esse acidente tirou a vida do conhecido trombonista gaúcho.

Adalberto nasceu em Dom Pedrito em 1912, mas foi na banda do 9º Regimento de Cavalaria de São Gabriel, em 1936, que ele se encontrou na música (foto abaixo).

No início do anos de 1940, o músico já estava em Porto Alegre e era músico da Banda Municipal. Logo em seguida, passou a tocar nas principais rádios da cidade, Farroupilha e Gaúcha, e em bailes da Capital. Tocou em orquestras famosas como as de Karl Faust e Herbert Gehr. Trabalhava também no Banrisul. Nos anos de 1960, teve sua própria banda (foto abaixo).

A orquestra (acima) e um cartaz das apresentações do grupo

Adalberto também foi presidente do Sindicato dos Músicos (foto abaixo) por 20 anos. Casou-se com D. Gabriela, morava na Glória e, com o trombone na boca, deixou cinco filhos formados.

(colaborou Zith Bueno)

Envie seu Comentário