Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Mãos limpas

25 de maio de 2013 1

Fernando Ferrari em novembro de 1962. Foto: Assis Hoffmann, BD

Hoje se completam 50 anos do acidente aéreo fatal que interrompeu a carreira do político gaúcho Fernando Ferrari – ele tinha 42 anos incompletos. Em 25 de maio de 1963, a pequena aeronave Cessna, prefixo PP-BRR, colidiu com o Morro do Chimarrão, próximo a Torres, matando Ferrari, seu correligionário Ivan Macedo Coelho e o piloto Airton Braggio.

Como homenagem, em São Pedro do Sul, sua cidade natal, será lançado, às 19h, no Centro Cultural que leva seu nome, o livro Fernando Ferrari, Ensaio Sobre o Político das Mãos Limpas. A moralidade pública – assim como a justiça social e o desenvolvimento econômico – era uma das suas principais bandeiras.

Foto: arquivo pessoal

Dissidente do antigo PTB, Ferrari fundou o MTR (Movimento Trabalhista Renovador), foi três vezes deputado federal e chegou a concorrer a vice-presidente da República. O Centro Administrativo do Estado, em Porto Alegre, leva o seu nome.

Ferrari em entrevista coletiva, dois meses antes do acidente fatal. Foto: Banco de dados, 14/3/1963

Fernando Ferrari Filho, um dos autores da obra que resgata as ideias e propostas de seu pai, estará presente no evento deste sábado.

Comentários (1)

  • Marcelo Xavier diz: 25 de maio de 2013

    Ferrari também foi o precursor no Estatuto da Terra e teve o seu trabalho a respeito do tema lançado postumamente pela Globo em 63, no livro Escravos da Terra, a terceira publicação dele pela editora (os outros são o libelo Mensagem Renovadora e o autoral Minha Campanha, que fala da sua campanha pelo Brasil como candidato a vice), com prefácio do Erico Verissimo.

Envie seu Comentário