Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Conheça o farol que virou poste em Capão da Canoa

19 de fevereiro de 2014 0
Foto: Damião Ribas, BD, 07/12/1982

Foto: Damião Ribas, BD, 07/12/1982

E dizer que o farol de Capão da Canoa já foi a construção mais alta daquela área do litoral gaúcho… Erguido em 1930, em volta só havia areia e, logo adiante, o mar imenso. No final dos anos de 1950 e início dos 60, os veranistas daquele balneário dispunham de duas opções para o banho de mar.

Eram dois postos de salva-vidas. Ou se tomava banho “no centro”, ou então a escolha era pelo “farol”. Minha família preferia o farol, pois ali havia ainda menos gente. Tem ideia? Caminhávamos até a Igreja e depois íamos por um grande e vazio gramado (onde agora está o minigolfe, táxis etc.) até o farol, onde começava a areia.

No pé, o farol era cercado por um muro alto com uma portinha de acesso, restrito, é claro, a quem fazia a sua manutenção. Uma das grandes traquinagens do grupo de garotos do qual eu fiz parte foi um dia pular o muro e subir a longa escada que levava até o topo, onde ficava a lâmpada protegida por um vidro espesso. Ver aquilo bem de perto e desfrutar a magnífica vista panorâmica da totalidade da zona urbanizada e do oceano infinito foi uma experiência inesquecível. Depois, o entorno passou a ser usado como local para instalação provisória dos parques de diversões.

Hoje, cercado de prédios, o velho e, antes imponente, farol está relegado a mero poste de iluminação do playground da Praça Caramuru. Ou da “Praça do Farol” como preferem chamar aqueles que lembram de seus tempos de glória e segurança para os navegadores. Para os mais nostálgicos, resta o consolo de saber que não foi posto abaixo e suprimido do mapa.

Foto: Ricardo Chaves, Agência RBS

Foto: Ricardo Chaves, Agência RBS

 

Envie seu Comentário