Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Livro conta a história de viagem de estudantes de arquitetura a Cuba em 1963

31 de março de 2014 0
Dorfma (com os tubos de papel na mão) e os colegas durante a viagem. Foto: Arquivo Pessoal

Dorfman (com os tubos de papel na mão) e os colegas durante a viagem. Foto: Arquivo Pessoal

O ano era 1963. No cais do porto de Santos, 400 estudantes de arquitetura aguardavam ansiosos o momento de embarcar num navio soviético para 13 dias de viagem rumo ao sétimo Congresso da União Internacional de Arquitetos e do Encontro Internacional de Professores e Estudantes, em Havana, Cuba. Quatro anos antes, a revolução socialista catapultara Fidel Castro ao poder e assombrara o mundo. Vinte e três gaúchos aderiram à trip e aproveitaram a oportunidade para conhecer de perto o que estava acontecendo no Caribe e monopolizando as atenções do mundo.

Estudantes de arquitetura durante viagem a Havana. Foto: Arquivo Pessoal

Estudantes de arquitetura durante viagem a Havana. Foto: Arquivo Pessoal

Lá, discutiram os rumos da arquitetura com gente de vários países, estiveram com Che Guevara e com Fidel, os barbudos e principais inimigos dos EUA, naqueles tempos de Guerra Fria. Voltaram. O Brasil, então, fervilhava. Num 31 de março, como hoje, 50 anos atrás, o caldo entornou. Participantes da histórica viagem acabaram tendo que dar explicações em longos interrogatórios promovidos pelo novo regime militar. A epopeia mudou a vida dos viajantes. O livro Havana 63, do arquiteto e urbanista Cesar Dorfman, conta essa história em detalhes. O lançamento, com sessão de autógrafos, será hoje, às 19h30min, na Livraria Cultura do Shopping Bourbon Country (Av. Túlio de Rose, 80, Porto Alegre). Cesar e seus colegas talvez não tenham entrado de gaiatos no navio. Mas, acabaram, como na música, encarando um cano.

Capa do livro "Havana 63". Foto: Reprodução

Capa do livro “Havana 63″. Foto: Reprodução

 

Envie seu Comentário