Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Hiram Machado Ribeiro, um dos nomes importantes do rádio gaúcho

14 de maio de 2014 0
Hiram ocupou o microfone das principais rádios da Capital nas décadas de 1940 e 1950. Foto: Arquivo Pessoal

Hiram ocupou o microfone das principais rádios da Capital nas décadas de 1940 e 1950. Foto: Arquivo Pessoal

Um dos nomes importantes do rádio gaúcho estaria completando 87 anos hoje. O locutor Hiram Machado Ribeiro, nasceu em Rio Grande, em 14 de maio de 1927, e foi lá que, ainda muito jovem, começou a trabalhar na ZYC-3 Rádio Cultura Rio Grandina, transferindo-se depois para Pelotas, onde atuou na PRC-3 Rádio Sociedade Pelotense. Já identificado como um bom locutor, Hiram foi convidado para trabalhar na Capital, onde chegou ainda na década de 1940, para ocupar o microfone da Voz dos Pampas na Rádio Sociedade Gaúcha. Logo estava na PRH-2 Rádio Farroupilha, na qual apresentou o mais célebre noticioso radiofônico, o Repórter Esso, em substituição a Ruy Figuera, antes de Lauro Hagemann chegar para tornar-se o titular do programa. Em junho de 1950, Hiram foi chefiar a equipe de locutores da Rádio Difusora e lá permaneceu até 1957.

O radialista também apresentava bailes de Carnaval em clubes porto-alegrenses, como na Sociedade Santa Catarina. Foto: Arquivo Pessoal

O radialista também apresentava bailes de Carnaval em clubes porto-alegrenses, como na Sociedade Santa Catarina. Foto: Arquivo Pessoal

 

Hiram foi também representante comercial da vidraria Santa Marina e vendedor dos mimeógrafos e máquinas de escrever Remington. Em 1949, o radialista casou-se com dona Iracema Moll Ribeiro e teve como padrinhos de núpcias os colegas Ernani Behs e Ary Rego. O casal teve dois filhos: Renato e Sonia. Hiram conviveu com Ivan Castro, Walter Broda, Jayme Copstein, Lauro Rodrigues e toda uma geração de sucesso dos anos dourados do rádio aqui no Sul. A escolha das rainhas de bailes de carnaval também contavam com a sua voz para as apresentações, assim como as festas do 1001 Noites, na zona sul de Porto Alegre. A Sociedade Santa Catarina, na Rua Dona Firmina, no Partenon, ficava diante da casa onde morava, e Hiram era frequentador e apresentador assíduo das festas que lá se realizavam. O radialista, boêmio e bom cozinheiro, morreu no dia 13 de setembro de 1993, aos 66 anos de idade.

 Colaborou Sônia Moll Ribeiro

Envie seu Comentário