Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Três obras de João Faria Vianna voltam ao Estado

01 de setembro de 2014 1
Gravura reproduz as docas do cais do Porto da Capital. Foto: Reprodução

Gravura reproduz as docas do cais do Porto da Capital. Foto: Reprodução

Não se sabe como três das clássicas gravuras de João Faria Vianna foram parar em Sergipe. Mas é certo que, na semana passada, elas voltaram para casa. O responsável pelo retorno foi o jornalista Cláudio Dienstmann, que, furungando na rede, encontrou os trabalhos sendo leiloados naquele Estado, os adquiriu e, com zelo, encaminhou-os às mãos habilidosas do Atelier Alice Prati de Restaurações, para um processo de limpeza e conservação.

Gravura mostra o casario colonial da Rua da Praia. Foto: Reprodução

Gravura mostra o casario colonial da Rua da Praia. Foto: Reprodução

Os pequenos e lindos quadros, de mais de 70 anos, estão duplamente assinados, na placa e fora. Portanto, as gravuras foram impressas e firmadas pelo artista enquanto vivo. Elas medem 47 centímetros de largura por 32 de altura. As cenas mostram uma Porto Alegre antiga – esse, aliás, o tema principal do gravador, pintor e desenhista.

Gravura mostra, no fundo, à esquerda, o Mercado Público de Porto Alegre, quando ainda tinha só um andar. Foto: Reprodução

Gravura mostra, no fundo, à esquerda, o Mercado Público de Porto Alegre, quando ainda tinha só um andar. Foto: Reprodução

João Faria Vianna nasceu e morreu na Capital (1905-1975) e era um apaixonado pela cidade. Os desenhos foram produzidos sob encomenda, em 1940, e dois deles foram publicados originalmente – com excelente qualidade – no raro livro Imagens sentimentais da cidade, de Athos Damasceno Ferreira. Faria Vianna foi também professor, ilustrador da Revista do Globo e, em 1938, fundou a Associação Riograndense de Artes Plásticas Francisco Lisboa (cujo nome homenageia o Aleijadinho), tendo sido o seu primeiro presidente.

O professor Faria Vianna, em 1970. Foto: Banco de Dados, 06/11/1970

O professor Faria Vianna, em 1970. Foto: Banco de Dados, 06/11/1970

No Brasil, obteve diversas premiações. Existem obras dele em várias coleções particulares nos Estados Unidos da América, Inglaterra, França, Portugal e Itália, o que de certa forma explica a presença destas no nordeste brasileiro. As cenas, baseadas em antigas fotos do final do século 19, reproduzem as docas, o antigo Mercado Público e o casario colonial da Rua da Praia.

A restauradora Elisane Quintana, do Atelier Alice Prati de Restaurações, trabalhando nas obras. Foto: Alice Prati, Arquivgo Pessoal

A restauradora Elisane Quintana, do Atelier Alice Prati de Restaurações, trabalhando nas obras. Foto: Alice Prati, Arquivgo Pessoal

Comentários (1)

  • Plinio Vieira Soares diz: 22 de dezembro de 2015

    Tenho 3 gravuras de grandes dimensões de João Faria Vianna, uma é uma vista das Missões outra é uma vista do Antigo Convento do Carmo em Porto Alegre e a terceira é uma casa de fazenda onde esteve hospedado o naturalista Saint Hilaire.
    Estou mudando e nao tenho condições de mante las por falta de espaço, qual seria o preço destas gravuras para venda? Quem o sr me aconselha a utilizar pensando em comercializar as gravuras?

Envie seu Comentário