Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Exposição destaca atrativos e potencialidades de Uruguaiana

11 de novembro de 2014 0
Foto: Acervo do Centro Cultural de Urugua

O antigo porto da cidade, no Rio Uruguai. Foto: Acervo do Centro Cultural de Uruguaiana

Com a exposição inaugurada ontem e que vai até o dia 14 deste mês, com visitação das 8h30min até as 18h30min, na Galeria dos Municípios da Assembleia Legislativa (Praça da Matriz, na Capital), a cidade de Uruguaiana busca visibilidade e destaca seus atrativos e suas potencialidades. Sua posição geográfica (a 641 km de Porto Alegre) e história garantem a essa localidade gaúcha lugar especial na formação rio-grandense e grande importância estratégica no comércio internacional.

Foto: Acervo do Centro Cultural de Urugua

Vista da Praça do Barão em 1932. Foto: Acervo do Centro Cultural de Uruguaiana

Fundada em 24 de fevereiro de 1843 pelo governo farroupilha, depois que uma grande enchente destruiu e inviabilizou uma aldeia e acampamento militar então conhecida como Santana Velha (que ficava a uns 30 quilômetros) de onde agora está a cidade), Uruguaiana emancipou-se de Alegrete três anos após sua fundação. O lugar cresceu e se tornou polo de produção agrícola, especialmente no cultivo do arroz, e também se consolidou como uma das mais tradicionais áreas de criação de gado e equinos. Quanto ao comércio, o fato de estar plantada na margem do Rio Uruguai – na fronteira entre o Brasil, a Argentina e o Uruguai – foi sempre decisivo para assegurar seu grande movimento.

Foto: Acervo do Centro Cultural de Urugua

Rua Duque de Caxias no início do século passado. Foto: Acervo do Centro Cultural de Uruguaiana

Mesmo antes da inauguração, em 12 de outubro de 1945, da ponte internacional que a liga à cidade argentina de Passo de Los Libres, Uruguaiana já concentrava mercadorias vindas das mais diversas procedências, que ali chegavam por via fluvial e que eram posteriormente distribuídas pelo Estado e pelo país. Outro motivo de orgulho para o povo de Uruguaiana foi a decisão de libertar os escravos por lei municipal de 1884, antecipando-se à Lei Áurea, que só viria em 1888.

Colaborou Júlio Machado

Envie seu Comentário