Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Do Prado ao Jockey

30 de abril de 2015 0

img2

Foi na várzea (hoje Parque Farroupilha) que aconteceram as primeiras corridas de cavalos em Porto Alegre. Eram competições informais até que, em 1877, se estabeleceu o primeiro hipódromo, na Estrada do Mato Grosso (agora Avenida Bento Gonçalves). Durou pouco. Em 1880, foi inaugurado o Prado Boa Vista, nas imediações das ruas Vicente da Fontoura (ex-rua Boa Vista), Santana e São Luiz. No ano seguinte, foi inaugurado o Hipódromo Rio-Grandense, no Menino Deus, que funcionou até 1909, quando cedeu seu espaço às exposições agropecuárias.

Em 1891, surgiu ainda o Prado Navegantes. Duas entidades organizavam, aqui, as corridas no final do século 19 e no início do século 20: o Derby Club, fundado em 1899, e a Associação Protectora do Turfe, que iniciou suas atividades em 1907. A fusão dessas duas agremiações resultou na criação do Jockey Club do Rio Grande do Sul, em 1944. O Prado Independência, que funcionava no bairro Moinhos de Vento (onde hoje está o Parcão) desde 1894, passou por grandes reformas, promovidas com o surgimento do Derby.

imagem

Uma festa soberba no dia 1º de outubro de 1899, que reuniu “tudo quanto Porto Alegre tem de chique”, marcou a vida do hipódromo que passou a concentrar a atividade turfística local, eliminando, pela concorrência, todos os outros prados. Esse glamour, que o belo pavilhão de arquitetura característica abrigou, durou até 5 de novembro de 1959, quando os presentes assistiram ali a última corrida de cavalos. Dezesseis dias depois, era inaugurado o Hipódromo do Cristal.

Envie seu Comentário