Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Visita de Gronchi

28 de abril de 2016 0

1   Nos dias 12 e 13 de setembro de 1958, aqui na Capital e, principalmente, em Caxias do Sul, não se falava em outra coisa. Era a primeira vez que um presidente italiano visitava o Brasil. Giovanni Gronchi, acompanhado da mulher, Carla, ficou no país durante 10 dias, teve calorosa recepção e disse que “se sentia em casa”. Chegou ao Rio de Janeiro no dia 4 de setembro. Assinou acordos e assistiu, ao lado do presidente Juscelino Kubitschek, à grande parada militar no Dia da Independência.

4

Foi conhecer as obras da nova capital, Brasília, e depois visitou São Paulo. Na sexta-feira, dia 12, desembarcou no aeroporto Salgado Filho, onde foi recebido pelo governador Ildo Meneghetti. Desfilou em carro aberto pelo centro da cidade, sendo saudado por uma chuva de papel picado. Brindou com o prefeito Leonel Brizola, outro oriundi como Meneghetti, comeu churrasco e recebeu os títulos de Cidadão de Porto Alegre e de Doutor Honoris Causa da Universidade do Rio Grande do Sul.

5

À noite, teve banquete no Palácio Piratini. Na manhã de sábado, viajou de carro para Caxias do Sul. Conforme reportagem do jornalista Flávio Carneiro para a Revista do Globo, a cidade estava embandeirada. O comércio e a indústria fecharam suas portas e a população, ansiosa, vestiu suas melhores roupas de passear. O presidente JK juntou-se a Gronchi no Monumento ao Imigrante. No ambiente festivo, escolares uniformizados acenavam bandeirinhas dos dois países. Faixas e cartazes curiosos denunciavam a forte presença italiana na região: “Siamo orgogliosi della nostra discendenza italiana. Ben Venuto, sig. presidente” ou “Nel giorno delle duo Patrie salutamos di cuore il presidente d’Itália”.

3

Envie seu Comentário