Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Parabéns Fisioterapeutas

13 de outubro de 2010 0

A Fisioterapia é uma profissão extremamente dinâmica em sua evolução, afinal consegue ter uma facilitação na interdisciplinaridade, obtemos pontes importantes com as mais diversas profissões e com um futuro extremamente promissor.

Temos uma profissão co-irmã que é a Terapia Ocupacional, que associados possuímos um complemento fabuloso na questão funcional. Mas não podemos esquecer as parcerias com a Medicina, Odontologia, Educação Física e Enfermagem.

Além de áreas já reconhecidas e consolidadas na atuação, como a ortopedia e traumatologia, neurologia, pediatria, cardiologia, desportiva, pneumologia e geriatria entre outras, temos também áreas que estão num crescimento avançado.

Tivemos nessa última década o aparecimento de outras áreas como a fisioterapia dermatofuncional  que se desenvolveu inicialmente sem estruturação e que necessitou de um amparo técnico-científico comprovando os benefícios das técnicas fisioterápicas, mostrando que a Fisioterapia é o curso que prepara de maneira mais adequada o profissional que o mercado necessita.

A tecnologia é um auxílio importantíssimo para a Fisioterapia, propiciando uma segurança maior nos dados obtidos durante as avaliações e tratamentos. A instrumentação para avaliação funcional que outrora era praticamente inacessível, hoje é realidade nas mais diversas áreas de atuação.

Em âmbito hospitalar temos um avanço cada vez maior na área de atuação, áreas que atualmente já são consagradas como a Fisioterapia em UTI, ganham cada vez mais força e responsabilidade, comprovando a boa formação acadêmica. Temos também atuação em Centros de Queimados, neonatologia, ortopedia e neurologia em pacientes agudos.

Atualmente os olhos estão voltados para a saúde e não para a doença, então os processos de prevenção devem ser ampliados, estudados e impregnados na cultura de saúde pública do país. Devemos entender que a saúde deve ser observada também pelo nível de independência motora e que através de atividades físicas bem orientadas por profissionais conhecedores de patologias e tratamento das mesmas traz um grande salto de qualidade para a vida da população. Por isso não tardará a inclusão maciça de Fisioterapeutas no Programa Saúde da Família (PSF) onde não há uma justificativa para que somente um enfermeiro e um médico formem a equipe que possa prevenir ou tratar a domicílio a população Brasileira. Fica a questão: quem irá reabilitar ou manter a função dessas pessoas?

Fisioterapeutas e acadêmicos mãos a obra, temos que nos sentir orgulhosos e trabalhar com responsabilidade nesta instigante e apaixonante profissão.

xx

Prof. Jean Rodrigo Zipperer

Gestor Acadêmico do Curso de Fisioterapia

Bookmark and Share

Envie seu Comentário