Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

ALIMENTAÇÃO E EXERCÍCIO FÍSICO

03 de setembro de 2013 0

Divulgação

Dentre os objetivos da alimentação equilibrada para o desportista, estão a melhora do rendimento físico, composição corporal e recuperação adequada dos estoques energéticos.

Além da duração, intensidade e tipo de exercício, a alimentação também tem papel fundamental na determinação do substrato a ser utilizado pelos sistemas energéticos e pode retardar o tempo de fadiga muscular, gerando melhora no desempenho.

As recomendações incluem a oferta de carboidratos de baixo índice glicêmico uma hora antes do início da atividade, de alto índice glicêmico durante atividades prolongadas e logo após o término dos exercícios, nesse momento em conjunto com a oferta de proteínas.

O índice glicêmico (IG) é o potencial que um determinado alimento tem de aumentar a carga de açúcar no sangue. O consumo de alimentos ricos em carboidratos que são digeridos rapidamente são responsáveis por um rápido aumento da concentração de glicose sanguínea, sendo portanto de alto índice glicêmico. Os alimentos que contém carboidratos de digestão lenta, e portanto liberam glicose gradualmente na corrente sanguínea são os de baixo índice glicêmico.

Alguns mitos em Nutrição Esportiva devem ser cautelosamente observados, como o uso de dietas cetogênicas por atletas ou desportistas, a dieta de super compensação de carboidratos antes da competição e a utilização abusiva dos suplementos alimentares.

No link abaixo está a tabela internacional de Índice Glicemico dos alimentos, vale a pena conferir!

http://www.diabetes.org.br/attachments/212_Tabela_de_IG.pdf

Fonte: http://manuellarangel.com.br/2011/09/28/alimentacao-e-exercicio-fisico/

Bookmark and Share

Envie seu Comentário