Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Fisioterapia é opções de tratamento da incontinência urinária

28 de agosto de 2014 0

Dificuldade para segurar o xixi pode ser um problema bastante constrangedor e é muito mais frequente do que a gente imagina. Mas como tratar essa perda de urina? O ginecologista José Bento e a fisioterapeuta Rita Pavione explicaram que há diversos tipos de tratamento, entre eles, a fisioterapia.

No caso das crianças, a fisioterapia pode ser muito eficiente para combater o pesadelo do xixi na cama, como alertaram os especialistas.

Essa incontinência infantil acontece geralmente na hora do sono e, embora a maioria já tenha aprendido a controlar a micção em torno dos 3 ou 4 anos, ainda pode ser normal que algumas urinem durante a noite até os 5 anos – a partir dessa idade, se o problema continuar, os pais devem buscar um especialista.

A fisioterapeuta acrescentou ainda que existem exercícios que também podem ser eficazes em mulheres que têm incontinência urinária, já que ajudam a fortalecer a região pélvica. De acordo com o ginecologista José Bento, esse problema é mais comum na mulher e pode ser causado por fatores, como múltiplos partos, menopausa e flacidez no períneo. Mas isso não significa que os homens não possam ter – muitos, inclusive, começam a perder urina depois de fazer uma cirurgia de próstata.

Em ambos os casos, no entanto, existem fatores que podem agravar a incontinência, como o uso de bebidas alcoólicas, o cigarro, excesso de peso e diabetes. Por isso, é fundamental que o paciente – homem, mulher ou criança – procure tratamento o quanto antes. Além dos exercícios fisioterapêuticos e da terapia comportamental, pode ser ainda que ele precise tomar medicamentos ou, em alguns casos, colocar um suporte para sustentar a bexiga e a uretra ou, em situações mais leves, ainda optar por um tratamento com laser.

Fonte: Bem Estar/G1

 

Bookmark and Share

Envie seu Comentário