Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Voto da coluna nos destaques da Copa Interligas

31 de maio de 2016 Comentários desativados
Capitão Marquinhos entrou na seleção da coluna  Foto: Leonardo Cardoso/Divulgação

Capitão Marquinhos entrou na seleção da coluna Foto: Leonardo Cardoso/Divulgação

Chegou a minha vez de revelar o voto para a seleção da Copa Interligas. O meu time ideal tem cinco atletas do Estrela Azul, três do Fundos, dois do Cerâmica Silveira e um do Grêmio Cachoeira. Optei em votar no técnico Silvano Mello, do Fundos, que conseguiu acertar o time de Biguaçu no decorrer da competição.

Já o meu voto de dirigente foi para o Lídio Chagas, do Campinas, que fez uma bela campanha na 1ª fase e conseguiu chegar à semifinal com um time caseiro. A competição teve vários atletas de qualidade e, com certeza, teria a condição de fazer uma segunda seleção usando 11 diferentes jogadores. Quando os votos forem divulgados, publicaremos aqui a seleção oficial da Interligas.

Seleção da Copa Interligas pelo Amador FC
Goleiro – Peu (Grêmio Cachoeira)
Lateral-direito – Tiaguinho (Estrela Azul)
Zagueiro – Michel Nunes (Estrela Azul)
Zagueiro – Kaká (Fundos)
Lateral-esquerdo – Wellington (Estrela Azul)
Volante – Queixo (Cerâmica Silveira)
Volante – Marquinhos (Estrela Azul)
Meia – Juninho (Fundos)
Meia – Biel (Cerâmica Silveira)
Atacante – Marcelo Silva (Estrela Azul)
Atacante – Felipinho (Fundos)

Técnico – Silvano Mello (Fundos)
Destaque – Wellington (Estrela Azul)
Revelação – Biel (Cerâmica Silveira)
Dirigente – Lídio Chagas (Campinas)
Massagista – Jorge (Estrela Azul)
Árbitro – Eduardo Cordeiro
Assistente – Adenilson Cardoso (Liff)
Assistente – Samiro (LJF)
Delegado – Wilson Corrêa (LJF)

Santa Cruz dispara na liderança em Florianópolis

31 de maio de 2016 Comentários desativados

Gilberto (c) fez o 1º dos 10 gols do jogo  Foto: José Tiago de Albuquerque/Divulgação

Gilberto (c) fez o 1º dos 10 gols do jogo Foto: José Tiago de Albuquerque/Divulgação

Com a vitória de 6 a 4 sobre o Arsenal, domingo, na Costeira do Pirajubaé, o Santa Cruz/BS disparou na liderança da Segunda Divisão de Florianópolis. A equipe da Barra do Sambaqui abriu quatro pontos sobre o 2º colocado e pode até perder na próxima rodada que, mesmo assim, permanece na ponta da tabela.

O Santa Cruz começou arrasador e abriu três gols de vantagem. O Arsenal diminuiu e o time do técnico Rafinha fez 5 a 1. A partir daí, o clube da Costeira esboçou uma reação e chegou a encostar com um 5 a 4, mas nos acréscimos o Santa Cruz ampliou. O Arsenal teve o volante Rafael expulso.

Os gols
Arsenal
Lucas – 2
 Gustavo Alemão – 2

Santa Cruz
Gilberto
Markinhos
William
Luciano
Victor Dias – 2

Empate entre líder e vice da 2ª Divisão de Palhoça

31 de maio de 2016 Comentários desativados

Na única partida da Segunda Divisão de Palhoça realizada no último fim de semana, Eldorado e Bela Vista empataram em 1 a 1 no bairro Jardim Eldorado. A partida colocou frente a frente, respectivamente, o líder e o vice-líder da competição. A partida teve três expulsões.

O Eldorado saiu na frente com o zagueiro Bruno Augusto no 1º tempo. O Bela Vista empatou com o atacante Tomas na etapa final. O zagueiro Marlon e o volante Donevam, ambos do Bela Vista, foram expulsos. O atacante Alisson, do Eldorado, também ganhou o cartão vermelho, porque entrou sem caneleira e depois fez uma falta grave.

Portela é campeão da Copa São José

30 de maio de 2016 Comentários desativados

Título após o empate sem gols  Foto: Arquivo Pessoal

Título após o empate sem gols Foto: Arquivo Pessoal

Na final da Copa São José, o Portela foi campeão com o empate sem gols com o José Nitro, domingo pela manhã, no campo do Ipiranga. Na última quinta-feira, o time do presidente Anderson Vieira venceu por 1 a 0. Apesar da festa pelo título, a decisão terminou com uma briga generalizada.

A torcida do José Nitro invadiu o campo para agredir o goleiro Bruno Popó, do Portela, que foi expulso na última quinta-feira. O goleiro precisou sair escoltado com a Polícia Militar. Segundo a diretoria da equipe vice-campeã, Popó teria provocado os torcedores. O atleta do Portela nega as acusações.

Durante os 90 minutos, foram quatro gols anulados. O time da Rua Eugênio Portela, em Barreiros, balançou as redes três vezes, mas todas em impedimento. Já o José Nitro teve um gol anulado após a falta no goleiro Juliano. Aliás, os goleiros tiveram um grande destaque na decisão.

Destaques
Artilheiro – Leonardo Max, o Nado, do Portela
Goleiro menos vazado – Ademir Conceição, do José Nitro
Time mais disciplinado – Ponte Júnior

Nado foi o artilheiro com oito gols  Foto: Arquivo Pessoal

Nado foi o artilheiro com oito gols Foto: Arquivo Pessoal

Resultados

30 de maio de 2016 Comentários desativados

Final da Copa São José terminou no empate sem gols  Foto: Arquivo Pessoal

Final da Copa São José terminou no empate sem gols Foto: Arquivo Pessoal

Copa Interligas
Estrela Azul 1 x 0 Fundos

Copa São José
Portela 0 x 0 José Nitro

Antônio Carlos – 1ª Divisão
Grêmio Louro 2 x 4 Internacional
Vila Doze 1 x 3 Santa Maria
Rachadel 2 x 4 Estrela Azul

Florianópolis – 2ª Divisão
100% EC 0 x 0 União
Vila Nova 1 x 1 Canasvieiras
Floripa 1 x 2 Barrense
Entre Amigos 2 x 3 Pântano do Sul
Arsenal 4 x 6 Santa Cruz/BS

Palhoça – 2ª Divisão
Bela Vista 1 x 1 Eldorado

Estrela Azul é campeão da Copa Interligas 2016

29 de maio de 2016 Comentários desativados
estrela_azul_campeão

Time de Santo Amaro fez a festa em casa. Foto: Marcus Bruno/Ag.RBS

Por Marcus Bruno

Nem a chuva e nem a lama afastaram os moradores de Santo Amaro da Imperatiz do campo de Longino Horstmann neste domingo, onde o Estrela Azul conquistou o primeiro título no torneio Interligas, que reúne os melhores times do futebol amador da Grande Florianópolis. A equipe da casa bateu o Fundos de Biguaçu por 1×0. O visitante era favorito por ter vencido o então campeão Grêmio Cachoeira nas semifinais. Até por isso, a conquista foi tão celebrada pelos jogadores e comissão técnica.

— Esse título foi uma benção, porque deixou a cidade feliz. E eu estou muito contente por ter feito o gol do título – comemorou o atacante Marcelo Silva, o Marcelinho. O heroi da partida começou a carreira no Figueirense, teve destaque no Joinville e hoje, aos 37 anos, brilha no futebol amador.

Mas o jogo começou complicado para o campeão. Havia parado de chover há poucos instantes do início da partida, e o campo estava pesado. O time de Biguaçu entrou pressionando e forçou o Estrela a cometer duas faltas na entrada da área. As duas cobranças foram perigosas. O adversário ainda teria uma chance clara: em uma bola cruzada na pequena área do Estrela, Higor sozinho com o goleiro chutou para fora.

A equipe da casa só teve uma chance, aos 17 minutos, com um chute cruzado do jogador Diego, espalmado pelo goleiro. Mas nos minutos finais, o Estrela Azul conseguiu reter a bola e fazer pressão. Com isso dois defensores do Fundos fizeram falta e levaram cartão amarelo: Ricardo e Carlos Alberto. A primeira etapa foi marcada por muita reclamação contra o árbitro Rodrigo David da Silva.

No segundo tempo, a chuva apertou. Isso não atrapalhou Marcelinho, que balançou as redes logo aos 4 minutos num chute rasteiro. Depois do gol, o time da casa segurou o jogo. Nos quase 30 minutos seguintes, não houve chances claras de nenhuma equipe, mas sim muitas faltas no gramado enlamaçado e substituições. Foram três trocas feitas pelo Fundos e quatro pelo Estrela.

Essas mudanças fizeram bem aos visitantes, que nos minutos finais puseram muita pressão, deixando a torcida aflita e impaciente.  Foram três boas chances quando o cronômetro já chegava aos 40 minutos. Teve um chute forte de fora da área defendido pelo goleiro, outro chute perigoso para fora e a última oportunidade foi do jogador Jonatan, o Playboy, que arriscou uma puxeta dentro da área. Mas já era tarde. O árbitro apitou para o centro de campo, que logo foi invadido pelo banco e diretoria do Estrela.

— A emoção é muito grande de entregar o título não só para o Estrela Azul, mas para todo o município. Para mim, foi o auge da minha carreira. Obrigado Santo Amaro por me dar a oportunidade de estar aqui — celebrou Nádio Rachadel, treinador da equipe campeã.

Já anoitecia quando os jogadores davam a volta olímpica com a taça do Interligas. A festa seguiu no Longino Horstmann com churrasco, cerveja e carros de som. Este ano, o troféu fica em Santo Amaro da Imperatriz.

Veneno é o melhor time de fut-7 feminino da Grande Floripa

29 de maio de 2016 Comentários desativados
Meninas conquistaram o 3º título do semestre  Foto: Arquivo Pessoal

Meninas conquistaram o 3º título do semestre  Foto: Arquivo Pessoal

As meninas do Veneno/PREC confirmaram que têm o melhor time feminino de fut-7 da Grande Florianópolis. No último fim de semana, no Floripa Soccer, o Veneno bateu o Triunfo/Independente por 3 a 0 e conquistou a Copa Floripa. Foi o terceiro título neste semestre.

Na semifinal, o Veneno goleou o Atlético Catarinense por 5 a 0. Já o Triunfo passou pelo Elas de Ouro pelo placar de 2 a 0. Na disputa do terceiro lugar, a equipe Elas de Ouro bateu o Atlético Catarinense por 2 a 1.

 

Wellington é o destaque da Copa Interligas

28 de maio de 2016 Comentários desativados
Lateral jogou pelo Grêmio e Corinthians  Foto: Michael Gonçalves

Lateral jogou pelo Grêmio e Corinthians Foto: Michael Gonçalves

Com passagens pelo Grêmio (RS), Corinthians (SP), Náutico (PE) e Figueirense, o lateral-esquerdo Wellington Santos da Silva, 30 anos, é o destaque da Copa Interligas 2016. O atleta do Estrela Azul estará em campo neste domingo para disputar a final contra o Fundos, às 15h, no bairro Sul do Rio, em Santo Amaro da Imperatriz.

O toque refinado e a facilidade para bater na bola com os dois pés, faz o atleta do Estrela Azul ser diferenciado na competição.  Ele marcou três gols, mas um deles foi em cobrança de falta.

Wellignton começou a carreira profissional no União São João de Araras (SP) e também passou pelo Ituano (SP), América (SP)e Comercial (SP). Ele disputou a 1ª Divisão do futebol alemão pelo Mainz 05. Em Portugal, o lateral vestiu a camisa do Nacional da Ilha da Madeira.

“Nos últimos anos defendi o Cianorte (PR), o Juventus de Jaraguá do Sul e o Nacional de Rolândia (PR). No ano passado comecei no amador e fui campeão dos municipais de Imbituba e de Garopaba “,  lembrou.

Com um título Gaúcho na bagagem pelo Grêmio e a experiência de ter vestido a camisa da Seleção Brasileira sub-20, Wellington está confiante em sua primeira conquista da Copa Interligas.

“Achavam que o Fundos seria campeão com facilidade porque eliminou dois favoritos, mas demonstramos que vamos disputar o título de igual a igual. Fizemos uma campanha discreta e precisamos fazer uma partida sem erros”, comentou.

Em caso de empate, a disputa vai para os pênaltis. O jogo terá o comando do árbitro Rodrigo David, de Florianópolis.

 

Rodada

27 de maio de 2016 Comentários desativados

Copa Interligas

Domingo, 15h

Estrela Azul x Fundos

Copa São José

Domingo, 11h

Portela x José Nitro (Ipiranga)

Florianópolis – 2ª Divisão

Sábado,  15h

100% EC x União (Grêmio Cachoeira)

Vila Nova x Canasvieiras

Domingo, 15h

Floripa x Barrense

Entre Amigos x Pântano do Sul

Arsenal x Santa Cruz/BS (13h15min – Costeira)

São José – Série B

Domingo, 11h

Caçador x Aliança (SER Antônio Carlos)

Praieiros x Estrela Dourada (13h15min – Bela Vista)

Bom Sucesso x Tarjas (13h15min – Ipiranga)

Pantera Negra x Juventude (13h45min – Pradense)

Desportivo x Exalta (15h15min – Ipiranga)

AD Vitória x Montenegro (15h15min – Bela Vista)

Santo Amaro da Imperatriz – 2ª Divisão

Domingo, 9h30min

Amigos da Onça x Desportivo (Estrela Azul)

Vasco x PSG (10h)

Palhoça – 2ª Divisão

Sábado, 16h

Bela Vista x Eldorado (Eldorado)

Domingo, 15h15min

Enseadense x Noroeste

Grêmio Palhocense x Atlântico (Aerpi)

O mundo dá voltas

27 de maio de 2016 Comentários desativados

Sem o conhecimento do regulamento, o Estrela Azul fez a solicitação para ampliar na decisão da Copa Interligas o número de atletas no banco de reserva para a coordenação da competição. Ele gostaria de colocar mais dois jogadores na final diante do Fundos. O estranho é que em 2015, quando o Grêmio Cachoeira fez a mesma solicitação, o time de Santo Amaro foi contra.

Para evitar um novo desentendimento, o tema foi discutido no arbitral. Ficou definido que na final e se o banco de reserva suportar, cada equipe poderá colocar 12 jogadores na suplência. O coordenador Orivaldo Leal afirmou que não será aceito improviso, como cadeiras de plástico.