Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Boxer perdido no bairro Saguaçu

27 de junho de 2016 0

Este filhote de boxer entrou no carro do seu Celso Sebben, no bairro Saguaçu, e não quis mais sair. Ele levou o cachorro para casa, mas está à procura de seu dono ou de alguém que possa ficar com ele.

Contato: (47) 9974-7117

13494899_826562194112050_7235367392797424031_n (2)

Procura-se Geléia, um buldogue inglês

08 de setembro de 2015 0

Abrigo Animal convida os joinvilenses a levarem os cães da ONG para passear

14 de agosto de 2015 0

Os joinvilenses estão convidados a visitar o Abrigo Animal, no bairro Vila Nova, e levar as centenas de cães atendidos pela ONG para passear neste sábado . A iniciativa é da Frada Joinville e da Católica SC. O projeto-piloto de passeadores voluntários ocorre das 13h30 às 17h30. Os interessados devem se inscrever no Facebook da Frada.

O projeto-piloto foi idealizado pela jornalista Melanie Peter, sob a coordenação da Frente de Ação pelos Direitos Animais (Frada), em parceria com a Católica de Santa Catarina Centro Universitário. A ação é aberta a toda a comunidade.

Para participar, é necessário estar apto fisicamente para conduzir os cães em passeios individuais de cerca de 30 minutos cada (atividade leve). O pré-requisito fundamental é gostar de cães para dedicar-se a uma tarde repleta de emoção e muito carinho. Menores de idade precisam estar acompanhados por um adulto.

Para organizar a ação, a Frada abriu inscrições online pelo Facebook e se surpreendeu com a repercussão. No início da semana já havia mais de 600 interessados, que devem receber um e-mail com orientações até esta sexta-feira, véspera do evento.

O ponto de encontro dos inscritos será em frente Católica SC, na rua Visconde de Taunay, no Centro, às 13 horas, com organização de caronas solidárias, já que a associação não conseguiu doação de transporte até o abrigo, localizado no bairro Vila Nova.

Os participantes também estão sendo orientados a levar suas próprias guias/coleiras. A Frada disponibilizará cerca de 50, compradas a partir de doações. Profissionais que trabalham diariamente com comportamento animal também estarão presentes.

Abrigo Animal lotado

O Abrigo Animal de Joinville completou 14 anos de atividades em julho e hoje está impossibilitado de receber novos animais, devido à superlotação (estima-se em 600 cães, além de gatos, abrigados no local).

— Ainda que os animais sejam atendidos em suas necessidades mais básicas – como limpeza, água e comida -, no caso dos cães eles são privados de uma necessidade natural imprescindível à espécie: caminhar. A maioria dos joinvilenses também conhece o Abrigo Animal apenas superficialmente. Nossa proposta é convidá-los a conhecer este espaço e, paralelamente, melhorar as condições de vida dos animais, objetivando, também, o aumento significativo de adoções e apadrinhamentos – consequência da empatia gerada entre passeadores e cães — explica Melanie.

A ideia é dar continuidade aos passeios periodicamente. Quem tiver interesse de participar das próximas ações do projeto pode enviar um e-mail para passeio.cachorros.abrigo@gmail.com.

Lembretes importantes:

- A locomoção até o Abrigo Animal será de responsabilidade de cada participante (sugestão de caronas solidárias com partida em frente à Católica SC, às 13 horas).

- Levar sacolas plásticas para coletar dejetos e guias/coleiras extras tamanhos médio ou grande (preferencialmente peitoral).

Se chover, a ação ocorrerá no sábado seguinte (22/8). O adiamento será comunicado até o meio-dia no Facebook da Frada.

Centro de Castração e Identificação Animal inicia os serviços em Araquari

12 de agosto de 2015 0

Centro de Castração e Identificação animal inicia os serviços_2533
Alguns animais já foram recolhidos das ruas e passaram pelo processo de castração e identificação no Centro de Castração e Identificação Animal de Araquari (CCIA), que está localizado na rua Bom Jesus, 111, no Centro da cidade. Procedimento que vai ser estendido para outros cães e gatos que foram abandonados no município. Após este processo, enquanto aguardam o pós-operatório, os amigos peludo ficam a disposição para a adoção da comunidade.

— O objetivo é poder reduzir a população de animais de rua e também oportunizar um lar para eles — comenta o veterinário do município que está responsável pelo serviço, Alex Silva Marquezi.

Segundo ele, até o momento já foram castrados mais de 30 animais entre os de rua e os de tutores de baixa renda. A dificuldade está em formar uma lista de pessoas que queiram adotar um animalzinho, mesmo com a divulgação feita pelo órgão durante o processo de implantação do projeto.

— Nós temos mais de 200 cadastros de pessoas de baixa renda que querem castrar e identificar seus animais, mas, precisamos de pessoas que possam adotar os que saírem das ruas para que eles não precisem voltar para as ruas após o pós-operatório — diz.

Lei

A castração e Identificação de cães e gatos faz parte de um projeto de lei que foi sancionado pelo prefeito, João Pedro Woitexem no dia 15 de maio de 2014. A lei 2917/2014 vem em benefício dos animais de rua de Araquari e dispõe sobre o controle da reprodução de cães e gatos no município. Atualmente não há registros do número de animais abandonados na cidade, assim, não é possível afirmar se são números altos, mas, o desejo é cuidar dos bichinhos que já estão por aí.

E o veterinário ainda lembra: “abandono de animais é crime instituído por lei federal”. O artigo 164 do Código Penal prevê o crime de abandono de animais, estipula a pena de detenção de 15 dias a seis meses ou multa para quem praticar o ato.

Centro de Castração e Identificação animal inicia os serviços_2532

Projeto

Para colocar o projeto em funcionamento foi necessário escolher o espaço para a realização das cirurgias, adaptá-lo, comprar os equipamentos e medicamentos, selecionar os funcionários, buscar as liberações dos órgãos públicos responsáveis para que só então, iniciasse os atendimentos aos animais.

A Fundação Municipal do Meio Ambiente de Araquari (Fundema) também está vinculada ao projeto. “Nós ficamos responsáveis pela compra dos medicamentos, pelo auxílio com um profissional de limpeza e pela fiscalização pós-adoção”, informa Antônio Acir de Almeida, presidente da Fundema.

Quem adotar um bichinho castrado ainda pode ter direito a descontos no Imposto sobre Propriedade Predial (IPTU), conforme informa a lei.

Quem pode adotar e ter descontos no IPTU: qualquer pessoa que atenda os pré-requisitos pode adotar um animal.

Conheça os pré-requisitos:

O contribuinte deverá atender os requisitos abaixo:
- Estar em dia com o IPTU.
- Ter a casa murada, cercada e portões fechados.
- Ter condições financeiras de custear a alimentação dos animais que estejam sob sua tutela.
- O contribuinte será responsabilizado, na forma da lei, por todo dano sofrido ao animal.
- Deverá encaminhar o animal para tratamento veterinário quando se fizer necessário.
- Permitir aos órgãos de fiscalização ou conveniados a visitação a residência para acompanhar o desenvolvimento do animal.
- Informar qualquer alteração que houver na relação com o tutelado seja por mudança de residência, óbito, doença, desaparecimento ou outros eventos possíveis.

Saiba como são os descontos:

Após a adoção do animal no Centro de Castração, o novo tutor é encaminhado para o setor de Tributos da Prefeitura que realizará os procedimentos.
Os descontos serão progressivos e na ordem descrita abaixo, de acordo com o decreto de nº 94/2014.

De 10% para adoção de um animal que permaneça com o tutor em perfeitas condições de saúde e domiciliado. De 20% para adoção de dois ou mais animais que permaneçam com o tutor em perfeitas condições de saúde e domiciliado e de até 50% para animais que permaneçam com o tutor por mais de 5 anos e que gozem de perfeita saúde e vacinação em dia.

O projeto também prevê a castração e identificação dos animais que possuem tutores de baixa renda. Para isso, é necessário fazer a  inscrição no (CCIA), contudo, estes não terão o desconto no IPTU. O objetivo é ter um controle sobre a população dos bichinhos que possam fugir e também devolvê-lo para o seu lar se ele for encontrado pelas ruas.

O veterinário ainda lembra que quem encontrar um animal de rua e quiser participar do projeto levando este bichinho até o CCIA para os procedimentos, basta entrar em contato por telefone para fazer o agendamento. “Nós estamos dando prioridade para esses animais”, diz.

Informações podem ser obtidas no Centro de Castração e Identificação Animal ou pelo telefone: (47) 8489 3921

Procura-se Romeu, o cão

29 de julho de 2015 0

romeu
Talvez Romeu tenha saído para uivar diante da janela de uma donzela, mas o fato é que há uma família sentindo muitas saudades desse cachorrinho, inclusive uma menina de 10 anos.

Ele não tem raça definida, tem pelagem amarela e porte médio. Há sete dias, sumiu de casa. A última vez que Romeu foi visto ele estava dando uma cheiradinha ali perto da Panificadora Stefany, no Morro do Meio, que é o mesmo bairro onde ele mora.

Se alguém encontrá-lo, pode entrar em contato com Jonathan pelos telefones 3455-4941 e 8849-1250.

Cachorrinha procura tutores que gostam de brincar

30 de junho de 2015 0

Para doação
Ela é linda, dócil e adora brincar, mas acabou abandonada em frente ao portão de uma casa desconhecida. Por sorte, os moradores eram bons e amavam animais, e a acolheram temporariamente para que não sentisse fome, nem medo, nem frio.

O lar é temporário. Quem quiser uma bela cachorrinha, pode adotá-la. É só mandar e-mail para a Lenir no endereço lfvondentz@gmail.com ou ligar no telefone (47) 8495-8057.

Ah, ela já está castrada!

Cachorrinho perdido na rua Visconde de Taunay

26 de junho de 2015 0

Um uivo cortou a manhã na região Central de Joinville. Vinha de um cachorro sujo de dar dó — ele tinha os pelos brancos, mas estava marronzinho de sujeira. Uma folhinha presa ao pelo, embaixo da boca, gerava ainda mais angústia no meio daquela falta de banho.

O cachorro uivava e cheirava o chão, como se buscasse pistas. Tem uma coleira, mas parece estar longe de casa há muito tempo. Tem medo, e não deixa ninguém tocá-lo. Nem mesmo para tirar a folhinha presa abaixo do focinho.

O dono de uma clínica veterinária já tentou pegá-lo, informou a secretária, mas o cãozinho reage e tenta morder. Ele vive por ali, entre a Visconde de Taunay e a rua Braço do Norte (a famosa rua do Papai Noel). O palpite do pessoal da clínica veterinária é que alguém o deixou partir de casa. Portanto, ele provavelmente não tem mais tutor.

Ainda assim, fica aqui a foto, se alguém estiver procurando por ele ou quiser adotá-lo.

IMG_20150626_092400947

Lar temporário para filhote assustado

14 de abril de 2015 0

filhote abandonado
Este cachorrinho foi abandonado dentro de uma bolsa em Joinville. A Aline Queluz, que resgatou o pequenino, não pode ficar com ele e está em busca de um lar, mesmo que temporário. Segundo ela, ele é bem carinhoso e está com muito medo. Pela carinha, dá para perceber que ele é um fofo, não dá?

Quem puder adotá-lo ou cuidar dele por uns dias, o contato dela é 8896-4532.

Procura-se cachorra desaparecida o bairro Iririú em Joinville

07 de abril de 2015 0

Pessoal,

A internauta Francine Fritzke, de Joinville,  está precisando de ajuda para encontrar a cachorrinha dela. A peludinha fugiu no domingo, por volta das 19 horas nas redondezas do Iririu, da rua Papa João 23 e Gustavo Ponick, Franklin Roosevelt, Vitor Konder.

cachorro

Ela chama Vitória e tem 8 anos. Marrom, sem raça definida, aprx 30 com de altura – porte pequeno.
Fugiu durante a chuva forte que teve e não sabemos onde está.
Se alguém a encontrar peço encarecidamente que me avise pelos fones: 3437-9749 / 8462-5538 / 9675-2769 / 3433-2889

Cachorra atropelada no Boa Vista está internada em hospital veterinário à espera de seu tutor

20 de fevereiro de 2015 0

Uma cadelinha de raça schnauzer foi atropelada na rua Helmuth Fallgatter, no bairro Boa Vista, em Joinville, na tarde desta quinta-feira.

O acidente aconteceu em frente à Central de Polícia. A cadelinha foi socorrida e levada para um hospital veterinário na rua Presidente Campos Salles. O tutor ainda não foi localizado. ​

 

cachorro