Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Veja o calendário de exibições do filme O Tesouro do Morro da Igreja

22 de dezembro de 2012 0

Até o começo de janeiro, o Museu de Imagem e Som de Santa Catarina (MIS/SC), espaço administrado pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC) em Florianópolis, exibirá o filme O Tesouro do Morro da Igreja em sessões gratuitas e abertas ao público. A produção genuinamente catarinense conta ainda com a exposição Tesouros do Cinema, aberta à visitação até março de 2013, na sala de exposições do MIS/SC, no Centro Integrado de Cultura (CIC).

A mostra multimídia reúne figurinos, objetos de cena e making-of da produção. O Tesouro do Morro da Igreja, idealizado pela professora Maria Helena Noronha, tem direção de Alexandre Corrêa. O evento conta com o apoio da FCC.

::: Sobre o filme

O drama de ficção se passa na região serrana catarinense, em meados do século XIX. O naturalista alemão Rudolf Fisher, que viaja para realizar pesquisas científicas, chega a uma fazenda de imigrantes portugueses. Sua visita causa mudanças no cotidiano da família. O encontro com o patriarca Juca Velho, um rude fazendeiro cheio de mistérios, e sua filha Rita de Cássia, acaba revelando antigos segredos. O filme ainda traz na trama uma lenda sobre um tesouro amaldiçoado que teria sido escondido na região. Mistério, paisagens deslumbrantes e trilha sonora marcante permeiam este média-metragem catarinense.

O argumento do filme foi idealizado pela professora Maria Helena Noronha, que contou com a ajuda da cineasta Maria Emília Azevedo e do diretor Alexandre Corrêa para a composição do roteiro. O filme é uma ficção e não se propõe a ser um registro histórico. Porém, é inspirado em algumas obras literárias como o livro do padre João Leonir Dall’Alba “O Tesouro do Morro da Igreja”. Esta obra registra relatos sobre uma grande quantidade de ouro e prata que teria sido escondida pelos jesuítas na região de Urubici por volta do século XVIII, gerando uma série de lendas locais sobre uma possível maldição para quem encontrasse o tesouro. O média-metragem foi rodado na região de Bom Jardim da Serra, Urubici e Florianópolis. Elenco e equipe técnica são formados por profissionais de Santa Catarina.

::: Confira a programação de exibição do filme:

DEZEMBRO
2012: 22 de dezembro de 2012 (sábado) – sessão às 20h

23 de dezembro de 2012 (domingo) – sessão às 20h

JANEIRO – 2013:

05/01/2013 (sábado) – sessão às 20h

06/01/2013 (domingo) – sessão às 20h

PROGRAMAÇÃO A DEFINIR

(a partir desta data serão definidos outros filmes, a programação será informada em janeiro de 2013): 12, 13, 19, 20, 26 e 27/01/2013 (sábados e domingos) – sessões às 20h

Bookmark and Share

Envie seu Comentário