Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Retrato de Menina

21 de setembro de 2007 3

retrato
Retrato de Menina 

Na gaveta das coisas esquecidas,

não de todo, porque envoltas

nos panos frágeis do existido,

eu menina.

Prefácio apenas.

Minha inocente identidade,

amálgama do herdado,

está ali, inocente e clara.

Nos cabelos, o vento brinca,

contínuo movimento.

Meus olhos se apertam :

o sol, o pai, então eu tinha.

De permanente, só dois dentes.

Os outros são de leite.

Assim, leite e permanência, pensava a vida.

Um cortejo? a procissão ? o carnaval ? não sei.

O que esperava se perdeu e me observa.

Postado por ana mariano

Bookmark and Share

Comentários (3)

  • Juliana Eichenberg diz: 21 de setembro de 2007

    Ana querida,
    Bom que compartilhes, também aqui, a tua poesia conosco. O Julio me contou do blog; vim logo fazer-te visita.
    um beijo carinhoso da amiga e leitora,
    Juliana

  • Angela Valente Warlet diz: 21 de setembro de 2007

    Que surpresa agradável! Nos guardados da memória a imagem da menina que a tudo observa.Reinventar a vida trazendo no coração a fragilidade da menina e a força da mulher. Belíssimo teu poema!!! Angela.

  • Pena Cabreira diz: 6 de outubro de 2007

    Muito bom, Ana!

Envie seu Comentário