Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Devolva o Neruda que você roubou

22 de abril de 2008 10

Gostaram do Neruda?
Para versos de amor, nada como o espanhol.
Coisas que em português ficam meio piegas, meio exageradas, em espanhol, pelo menos para mim, arrepiam.
Trago no Neruda I, a tradução dos versos que postei ontem.
Eu, pessoalmente,  acho que fica mais bonito em espanhol.
É para vocês verem como no poema não basta a idéia e nem a emoção, é preciso a força das palavras.
No segundo poema, acho muito bonita a parte em que ele diz mariposa del sueno te pareces a mi alma e te pareces a la palabra melancolia.
Não sei bem porque, talvez por associação livre com os versos do Chico, ou porque esteja gerando um poema, talvez porque seja algo que exista só em português, tenho pensado muito na palavra saudade.
Não tenho ainda uma definição própria de saudade.
Trago as do Chico e do João Guimarães.
Se vocês tiverem alguma outras definições, mandem, porque saudades todos nós temos.

Que a saudade é o revés de um parto
A saudade é arrumar o quarto
Do filho que já morreu.

  Pedaço de mim, Chico Buarque

A saudade é braço-e-mão do coração, e que, certas horas, quer segurar demais em alguma pessoa ou coisa. Mas não se deve de….

  João Guimarães Rosa, Corpo de Baile

Postado por ana mariano

Bookmark and Share

Comentários (10)

  • ana mariano diz: 23 de abril de 2008

    Sábias palavras, Carlos José, só que difíceis de se viver, que nem sei. Quem dera eu pudesse.

  • Fernanda diz: 24 de abril de 2008

    Ana, concordo plenamente contigo… somos seduzidas pelas palvras, por palvras e a partir delas.
    O poema é lindo, em especial nesse trecho.. Chama-se: Se Tu Me Esqueces, do livro Os Versos do Capitão do Neruda.

  • ana mariano diz: 23 de abril de 2008

    que coisa linda, Fernanda, sabes o nome desse poema ? eu não conhecia.
    Cada vez me convenço mais que o tal ponto G das mulheres é no ouvido. Tu não achas ? A sedução começa lá.

  • Ricardo diz: 22 de abril de 2008

    “Saudade é solidão acompanhada, é quando o amor ainda nao foi embora, mas o amado já…
    Saudade é amar um passado que ainda não passou, é recusar um presente que nos machuca, é não ver o futuro que nos convida…
    Saudade é sentir que existe o que não existe mais…
    …Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
    “aquela que nunca amou””…
    Pablo Neruda
    Dor… embora edifique, viver de saudade é ruim.

  • ana mariano diz: 23 de abril de 2008

    saudade é amar um passado que não passou, gostei. um beijo

  • Carlos José diz: 23 de abril de 2008

    “Não ficais o passado.Não se percais no futuro.O passado não mais existe.O futuro ainda não chegou”.

  • ana mariano diz: 23 de abril de 2008

    Esse mesmo, Angela, o poema do Vinícius. Tentei fazer eu também alguma coisa sobre Orfeu mas ainda não ficou do meu gosto. Muito interessante o estudo sobre a saudade que mandaste, pena que é grande para colocar aqui. Não tinha pensado no fato do conceito de saudade ultrapassar o individual, e entrar no coletivo.

  • Fernanda diz: 23 de abril de 2008

    Ana, só posso te agradecer pelo Neruda. Sou uma apaixonada por ele.
    “Mas se em cada dia,
    em cada hora,
    sentes que a mim estás destinada
    com doçura implacável.
    Se em cada dia em teus lábios
    nasce uma flor que me procura,
    ai, meu amor, ai, minha,
    todo esse fogo em mim se renova,
    em mim nada se apaga nem se esquece,
    o meu amor do teu amor se nutre, amada,
    e enquanto viveres continuará nos teus braços
    sem abandonar os meus.”

  • ana mariano diz: 24 de abril de 2008

    Ok, Fernanda, vou procurar, é mesmo muito bonito.beijo

  • angela diz: 23 de abril de 2008

    Essa saudade de estar perto,se longe,ou estar mais perto se perto,-é o que eu sei.Essa agonia de viver fraco.O peito extravasado,o mel correndo.Essa incapacidade de me sentir mais Orfeu.Ah!Eurídice meu verso,meu silêncio,minha música!Nunca fujas de mim.Sem ti sou nada.Sou coisa sem razão,jogada sou Pedra rolada.A existência sem ti é olhar para o relógio só com o ponteiro dos minutos.Tu és a hora,és o que dá sentido e direção ao tempo.Amiga mais querida!A beleza da vida és tu amada.Milhões amada!

Envie seu Comentário