Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Hermana duda

27 de julho de 2008 7

 

No tengo a quien rezarle pidiendo luz,
Ando tanteando el espacio a ciegas.
No me malinterpreten,
No estoy quejándome.
Soy jardinero de mis dilemas.

Hermana duda,
Pasarán los años,
Cambiarán las modas,
Vendrán otras guerras,
Perderán los mismos
Y ojalá que tú
Sigas teniéndome a tiro.

Pero esta noche, hermana duda,
Hermana duda, dame un respiro.

No tengo a quien culpar
Que no sea yo,
Con mi reguero de cabos sueltos.
No me malinterpreten,
Lo llevo bien,o por lo menos
Hago el intento.

Hermana duda,
Pasarán los discos,
Subirán las aguas,
Cambiarán las crisis
Y pagarán los mismos
Y ojalá que tú
Sigas mordiendo mi lengua.

Pero esta noche, hermana duda,
Hermana duda, dame una tregua.

Hermana duda,
Pasarán los años,
Cambiarán las modas,
Vendrán otras guerras,
Perderán los mismos
Y ojalá que tú
Sigas teniéndome a tiro.

Pero esta noche, hermana duda,
Sólo esta noche, dame un respiro.

                                                 Jorge Drexler
letras acima
 

Postado por ana mariano

Bookmark and Share

Comentários (7)

  • ana mariano diz: 4 de dezembro de 2008

    Claro, Gisele, com o maior prazer. Os poemas são teus? Ou, de quais poetas tu gostas?  

  • Gisele diz: 3 de dezembro de 2008

    Olá Ana, adoro poemas na língua espanhola.
    Gostaria de compartilhas uns contigo. Isso seria possível?
    Att,

    Gisele

  • Renato diz: 27 de julho de 2008

    Às vezes a dúvida parece mortal com a gente.É poético dizer “somente esta noite dá-me um respiro”.Te sugiro que assistas ao filme RESPIRO italiano que tem tudo a ver com o que postaste!

  • Augusto diz: 27 de julho de 2008

    É isso aí ,Ana, “sou jardineiro dos meus dilemas.”Lindo!!!

  • ana mariano diz: 31 de julho de 2008

    Oi Cecília, que bom teres me visitado. Pessoal, essa é uma GRANDE poeta, minha companheira de apresentações do 5 in verso. Vale a pena dar uma olhada no blog dela, vale a pena mesmo, lua em libra.  

  • ana mariano diz: 28 de julho de 2008

    Também me chamou a atenção esse verso, Augusto.
    Não conheço o filme, Renato, vou tentar ver.

  • cecilia cassal diz: 30 de julho de 2008

    Ana, querida

    Tão bom voltar aqui e ler o Drexler, aquem também já postei, em seu Sea, outra música que adoro e cheia de significados. Postar Hermana duda é carpir no escuro, é arar nas pedras, é fazer britar poesia como brotam as flores no teu jardim lindo e acolhedor à beira-rio. Beijo, querida, saudade de ti.

Envie seu Comentário