Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "Feira de Ciências"

Exposição revive o clima das antigas feiras de ciência

13 de agosto de 2014 1

 

Abriu na noite desta terça-feira, em Floripa, a exposição Feira de Ciências. Não se trata do formato tradicional de mostras com quadros pendurados na parede.

Feira de Ciências é arte contemporânea realizada por um time de artistas catarinenses afim de fazer diferente e de forma criativa. A curadoria  é de Fernando Boppré, Ana Viegas e Cristina Dallanora. Entre os nomes de expositores, estão Guto Lacaz, Lengo Noronha, Luisa Nasser e Maurício Muniz.

 

feira

 

- Falta bom humor na arte contemporânea e ao reunir esses artistas, buscamos humor para os trabalhos – comenta Boppré

São nove trabalhos de 10 artistas que nos faz lembrar as antigas feiras de ciência do colégio, com os trabalhos sobre carteiras escolares. Um dos mais interessantes e belo é o de Lengo Noronha. O artista criou uma escultura em formato de cogumelo, a Psilocibila, só com materiais como folhas, sementes e raízes do quintal de sua casa. Os materiais foram acomodados sobre uma malha de ferro redonda. Embaixo dela, o visitante pode brincar com um imã que ao ser colocado na parte debaixo da malha atrai o material, criando movimento.

IMG_1075.JPG

- Eu sou um catador. E sou um apaixonado pela natureza. Eu adoro ficar observando a natureza. É dessa observação que sai trabalhos como esse – comenta.

O grande barato da exposição éa interatividade. Todos os trabalhos podem ser tocados e experimentados pelo visitantes. O que mais deu certo – pelo menos na noite de abertura –  foram os aviões de papel feitos por Maurício Muniz. Todo mundo tratou de jogar de um lado para o outro.

Vale experimentar o Motorcine, criado com motor de ventilador e roda de bicicleta, e que remonta a ideia do cinema, com imagem quadro a quadro que criam movimento.

Diego de Los Campos criou as canetas vibratórias, que vibram e fazem movimentos contínuos ao serem usadas.

 

A exposição vai até 12 de setembro e vale levar as crianças para curtir a experiência. Talvez elas parem no vulcão em erupção ou na batata que ascende a luz, o que já é também uma bela aula.

Confira outras exposições em cartaz em Florianópolis