Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "Teatro Pedro Ivo"

Festival Isnard Azevedo toma conta do Centro de Florianópolis e tem ótimos destaques na programação do final de semana

18 de outubro de 2014 0

IsanardAber

Fotos Charles Guerra (Agência RBS)

Texto Fifo Lima

Mesmo com a perspectiva de chuva, o público ficou concentrado na noite de ontem no Largo da Alfândega para acompanhar o cortejo teatral Subo para Esquecer o que de Baixo já não Consigo Ver, do grupo mineiro Carabina Cultural, que abriu o Floripa Teatro – 21º Festival Isnard Azevedo.  Os atores percorreram a Praça XV até o Largo da Catedral, acompanhados por espectadores que estavam nas ruas e nos prédios do centro da cidade.

Leia mais sobre o Isnard Azevedo

Com pouco mais de uma hora de duração, o espetáculo é envolvente e o público não fica alheio à caravana. Na peça, o grupo Carabina trabalha com o tradicional cortejo teatral, aliando elementos circenses a aparatos inovadores, unindo tecnologia, música e audiovisual, que incluiu projeções por todo o itinerário sobre pequenas telas sustentada pelos atores ou nas paredes dos prédios históricos do Centro.

IsnardAber2

A direção é do dramaturgo e diretor teatral Carlos Canela, que é também diretor de cinema e tem pelo menos três curtas-metragens que se destacam por temas fantásticos ou de ficção científica. O espetáculo aborda de forma crítica alguns aspectos da histórica da humanidade, da barbárie à civilização, das guerras pela sobrevivência ao conflitos políticos e surgimento das religiões como ferramenta para harmonizar as relações humanas.

isnardAbert3


DESTAQUES DO FIM DE SEMANA

No sábado e domingo, às 21 horas, a Cia dos Anjos Pornográficos, de São Paulo, apresenta a tragicomédia A História do Comunismo no Teatro Ademir Rosa no CIC.  Nos anos 1950, pouco antes da morte de Joseph Stálin, o diretor de um manicômio em Moscou convida um autor para escrever aos pacientes a história do comunismo e da revolução de 1917.

Às 19h30 de domingo, no Teatro Álvaro de Carvalho, o grupo N.A.F.T, de Florianópolis, encena Insólito. A peça narra a vida comum de um casal, tratando de forma cômica a existência humana como um absurdo e o distanciamento e a frieza na comunicação entre as pessoas.

A agenda do final de semana está repleta de peças teatrais para adultos e crianças e há espetáculos Teatro Pedro Ivo, Teatro Sesc Prainha, Casa das Máquinas na Lagoa da Conceição, Teatro da UFSC e nos parques municipais do Morro da Cruz e da Lagoa do Peri. Confira a programação completa em www.floripateatro.com.br.

Confira a programação completa do Festival

IsnardAber1

Romeu e Julieta em linguagem “palhacês”

13 de outubro de 2014 0

Por Betina Humeres *

O Dia das Crianças é de alegria e nada mais propício que encerrar o dia lindo de domingo no teatro – com sorrisos (e suspiros) ‘shakespeareanos’. Com público diversificado, Romeu e Julieta – Shakespeare para todos, do Elefants Núcleo de Arte, é realmente uma peça democrática e encantadora.

Fotos: Betina Humeres / Agência RBS

Fotos: Betina Humeres / Agência RBS

Em comemoração aos 450 anos do nascimento do dramaturgo e poeta inglês William Shakespeare, o grupo dirigido por Márcio Cabral escolheu um dos textos mais conhecidos e traduzidos no mundo, Romeu e Julieta, para brindar o artista com um espetáculo romântico, cheio de cores e humor, adaptando o texto clássico à linguagem clown.

A inovação é surpreendente e leva o público de qualquer idade a embarcar nessa viagem até Verona do século 16, um pouco mais leve, descontraída e moderna. Grande parte do texto original está ali, no verbo ou no corpo dos atores. O grupo teve a preocupação de não se prender à verborragia sem perder a essência da obra e dos personagens. A plateia de grandes e pequenos espectadores estava imersa nesse universo novo e antigo, lúdico, criado cuidadosamente com poucos elementos cênicos e um figurino com “cores de pirulito”, como disse uma das crianças.

rOMEU E jULIETA 2

Para o público que começa a ir ao teatro, conhecer Shakespeare desta maneira é um privilégio. Mesmo com o texto rebuscado e palavreado difícil para muitos em alguns momentos, o essencial estava ali. As escolhas estéticas do grupo facilitaram essa interlocução com a criançada, que interagiu bastante com os atores e com a história, dando conselhos aos personagens e muita risada. Nada escapou aos olhos dos pequenos novos espectadores de teatro. Todos os personagens davam vontade de tocar, é bem verdade.

rOMEU E jULIETA 3

Romeu e Julieta é universal, mesmo falado em ‘palhacês‘. Os sorrisos estampados no rosto do público é a melhor resposta que o grupo poderia ter. Pais e filhos experienciaram o teatro de outro jeito – e juntos -neste domingo.

 

* Betina Humeres é repórter fotográfica do Diário Catarinense.

rOMEU E jULIETA 4

Espetáculo Atreva-se em Florianópolis é uma boa atração para o domingo à noite

05 de outubro de 2014 0

FAbio Rabin e Veridiana 1 atreva-se-fernando-favoretto-3

Em cena Fabio Rabin, Veridiana Toledo.  Foto: Fernando Favoretto/Divulgação

Há dois anos em cartaz, incluindo uma passagem por Florianópolis no período, o espetáculo Atreva-se, dirigido por Jô Soares, volta este final de semana de eleições para a cidade. Duas apresentações ocorreram no sábado. Na noite deste domingo, às 19h, a comédia volta ao palco do Teatro Pedro Ivo e é, sim, uma boa opção de programação para a noite de hoje.

Assisti a peça no sábado e posso dizer que é um bom espetáculo, ou seja, você não vai chorar de rir, se emocionar ou sair do teatro estarrecido. Não dirá: uau, que peça! Tampouco terá uma moral da história que  ampliou sua visão de mundo, permitiu-lhe um outro ponto de vista sobre algum assunto, enfim, ensinou-lhe algo como a ARTE muitas vezes nos proporciona.

Confira outras opções de programação para o final de semana

Não é o caso. Atreva-se dedica-se a outra função do escopo cultural: entretenimento. E, aqui, fico com Mariana Santos. Vestida de paquita, a atriz, que acumula 18 anos de experiência e tem no currículo uma boa dose de teatro além de passagem pelo humorístico Zorra Total da Rede Globo, conduz os quatro atos de Atreva-se: A Mansão, O Medo, O Pacto e De Volta à Mansão.  Com sua atuação segura e divertidérrima, o espectador não perde o fio da meada. Mariana é praticamente uma narradora. Aparece sozinha entre um ato e outro e faz destes momentos um stand up particular em meio a trama. Interage com o público, distribui pipoca e conquista cada um de nós, fazendo com que fiquemos esperando o próximo retorno dela .

 

MAriana Santos 4  credito foto Priscila Prade

Mariana Santos está impagável na trama. Foto Priscila Prade/Divulgação

Fabio Rabin, Veridiana Toledo e Beatriz Morelli são os atores em cena nos 4 atos. Têm boas cenas, mas também momentos de marasmo em que a gente fica só esperando a paquina Mariana voltar. Não tente entender a história. Não dá. A trama mistura humor e suspense num enredo que se desenvolve num casarão antigo, voltando no tempo em alguns momentos histórico como a crise de 1929 e a Segunda Guerra do Mundial. Clássicos do cinema também ajudam a compor a trama.

fabio rabin e veridiana Cr_dito_Fernando_Favoretto_7_

Vale a pena. Certamente, você dará boas risadas, irá se entreter e terminará o domingo de uma maneira mais leve e divertida do que se ficar acompanhando a apuração das eleições voto a voto.

 

Atreva-se

O quê: espetáculo Atreva-se, com direção de Jô Soares.

Quando: domingo, às 19h

Onde: Teatro Pedro Ivo (Rod. SC-401, 4.600, Saco Grande, Florianópolis)

Quanto: R$ 80 e R$ 40 (meia), à venda no Blueticket e nas bilheterias dos teatros Pedro Ivo, TAC e CIC

Informações: teatropedroivo.sc.gov.br