Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Tipo exportação: Leozão a caminho da França

03 de junho de 2008 0

Leozão vai defender o AS Cannes, decacampeão francês/Emerson Souza

Um dos principais atacantes da temporada 2007/2008 da Tigre/Unisul está prestes a embarcar para a França. Na contra-mão de muitos jogadores da atualidade e até mesmo das novas normas da FIVB, Leozão sai de uma equipe brasileira para defender o AS Cannes na Liga Francesa, Copa da França e Champions League.

Léo só viaja em agosto. Por enquanto, curte as férias em Umuarama (PR), na casa dos pais, malhando diariamente, sem relaxar. A outra atividade do oposto é estudar francês, em uma pré-adaptação à rotina que virá pela frente. Léo conversou comigo sobre suas expectativas para defender o time europeu que é decacampeão francês, detém sete títulos da Copa da França, dois da Copa Européia, além de dois vices na Liga dos Campeões.

Léo ainda tem pouco conhecimento sobre o time: “Sei que irei atuar com oito jogadores da seleção francesa e estou muito feliz em retornar à Europa, onde já estive por 40 dias para as disputas do Campeonato A2 Italiano”, explicou.

Para ele, o nível do vôlei europeu é mais alto devido à quantidade de estrangeiros que atuam lá, o que pode mudar daqui para frente, já que a FIVB limitou o número de atletas de outros países que defendem as equipes nos campeonatos nacionais e continentais.

“Os melhores jogadores que atuam aqui no Brasil não conseguem receber o que se ganha lá fora. Agora, com essa imposição, com a qual eu não concordo, muitos jogadores terão que retornar, sendo que só vai para lá quem merece, quem é bom de bola”, disse o oposto.

No momento, as expectativas para a ida ao velho continente são as melhores possíveis. Léo está empolgado com a idéia de aprender uma nova cultura e crê que a chance de atuar pelo AS Cannes trará um futuro melhor para a carreira. “No voleibol, é muito importante ter esta experiência fora do país. É tudo muito diferente daqui. Os treinos físicos, por exemplo, no Brasil são mais puxados. Porém, lá, o que vale é a experiência e a técnica que você leva consigo na bagagem”, explicou, considerando a valorização que os times dão aos jogadores na Europa.

Experiência e técnica, no que diz respeito à campanha de Leozão na Superliga, não é problema. O jogador sai do Brasil com a satisfação de ter sido um dos melhores opostos da competição, sendo o maior pontuador em diversas rodadas e chegado à sexta colocação no ranking dos maiores pontuadores da temporada (anotou 357 de ataque, 39 de bloqueio e 23 no saque). Agora, é acompanhar o AS Cannes e torcer pelo sucesso de Leozão na Europa.

Postado por Michele Cardoso, Florianópolis

Envie seu Comentário