Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Juiz que mandou prender Planet Hemp é condenado por corrupção

28 de maio de 2013 0

O juiz Wilmar José Barreto Pinheiro, que em 1997 mandou prender os integrantes da banda Planet Hemp por apologia às drogas e proibiu os shows e a venda de CD’s do grupo no Distrito Federal – DF, foi “condenado” pelo Conselho Especial do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios – TJDFT à aposentadoria compulsória, acusado de ter recebido R$ 40 mil para conceder a liberdade a um traficante de drogas quando era titular da 1ª Vara de Entorpecentes e Contravenções Penais de Brasília.

Marcelo D2 (centro) e dois integrantes do Planet Hemp quando da prisão ordenada por Wilmar José Barreto Pinheiro (foto: Ivo Gonzalez/Arquivo O Globo – 10.11.97)

A decisão foi por maioria de votos (11 a 4), em processo que tramitou sob segredo de justiça e se arrastou por longos e inexplicáveis dez anos. Com a aposentadoria compulsória, Barreto está impedido de exercer a magistratura, mas continuará recebendo o salário da classe, que atualmente é de R$ 28.761,43.

No Facebook, a turma do Planet Hemp considerou a punição “se não uma ironia, ao menos uma escancarada safadeza do poder judiciário brasileiro”. No texto intitulado Retrato da hipocrisia e falso moralismo da sociedade brasileira, a banda noticia a condenação do juiz e convoca a sociedade a desintoxicar sua percepção.

Envie seu Comentário