Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Filme "Kiki - O Ritual da Resistência Kaingang" será lançado nesta terça em Chapecó

14 de abril de 2014 0

Kiki/Divulgação

E aí galera. Pra quem gosta de filme e cultura a gente tem uma ótima dica! Que tal apreciar um filme produzido em nossa região e que retrata a cultura e os costumes da etnia Kaingang? Você pode conferir o trailer do filme que está fantástico. 

Data: 15 de abril de 2014 

O que: Lançamento do filme “Kiki – O Ritual da Resistência Kaingang”.

Local: Centro de Cultura e Eventos de Chapecó, na Sala Agostinho Duarte. 

Horário: 20h

Confere o release e ainda o trailer! Não perde essa:

“O filme gravado em 2011 na Aldeia Condá, aborda o mais importante ritual da etnia Kaingang que fora retormado em 2011 depois de 10 anos da última realização. Em todas as suas etapas, o ritual foi conduzido pelos indígenas mais velhos, alguns dos poucos pajés que ainda existem em TIs Kaingang. Os preparativos e a cerimônia atraíram pesquisadores e estudiosos da cultura kaingang, todos muito preocupados com a possível extinção deste ritual.

“Kiki, o ritual da resistência Kaingang” documenta essa vivência que resgata os costumes, crenças, e mais do que isso, o respeito e o reconhecimento da cultura Kaingang. Com uma abordagem cronológica, o filme mostra os preparativos na mata e na aldeia. As expectativas dos mais velhos que queriam vivenciar um ritual completo, como há muito não era feito, e dos jovens que nunca haviam participado do Kiki.

A construção das casas na mata para receber os rezadores, a chegada dos pajés, a escolha da araucária, cujo tronco serviu de cocho para a bebida, as orações, a preparação da bebida que levou mais de dez dias para ficar pronta, a pintura das marcas nos rostos dos kaingang, definindo as duas metades: kamé e kainru-kré, todo o processo foi acompanhado e registrado.

O filme é apresentado em quatro línguas: kaingang, português, inglês e espanhol. O documentário de 35 minutos, que foi dirigido por Cassemiro Vitorino e Ilka Goldschmidt, contribui para o estudo da uma parte da cultura Kaingang. A ideia de documentar o Kiki é poder vivenciar um ritual que revela expressões e valores que já foram comuns aos Kaingang. A realização do ritual do Kiki na Aldeia Condá foi uma tentativa de revitalizar e fortalecer o dualismo Kaingang que se manifesta na divisão deste povo em duas metades exogâmicas.

O filme também será lançado na abertura do II Seminário Internacional de Culturas e Desenvolvimento, II Congresso Sul-Brasileiro de Promoção dos Direitos Indígenas e V Colóquio Catarinense de Ensino Religioso, dia 14 de maio, às 08h30 na Unochapecó”.

Fonte:  Margot Produções

Envie seu Comentário