Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Estréia"

Lorde lança videoclipe de "Team"

04 de dezembro de 2013 0

I Know There's Something More | @Arkasha12

Lorde, a revelação do ano de 2013, lançou na última terça-feira, dia 3, o videoclipe de “Team”. A música integra o álbum de estreia da neozelandesa de 17 anos “Pure Heroine”. “O vídeo nasceu de um sonho que eu tive, onde adolescentes possuem seu próprio mundo, um mundo com hierarquias e iniciações, onde o garoto que está em segundo no comando tem acne em seu rosto, assim como a garota que era a rainha.” afirmou a cantora.

Cone Crew lança clipe da música Chefe de Quadrilha

08 de outubro de 2012 0

Os cariocas da ConeCrewDiretoria lançaram na última sexta o clipe de Chefe de Quadrilha, que traz uma forte crítica à corrupção na política brasileira. O grupo aproveitou o período eleitoral para fazer o lançamento do trabalho e dar ainda mais impacto ao material.

 

O vídeo gira em torno da vida de um falso candidato a prefeito e tem direção assinada por Fred Ouro Preto, que dirigiu os últimos clipes de Emicida.

Assista abaixo:

Rihanna e Jim Parson,de Big Bang Theory juntos em animação

21 de junho de 2012 0

Depois de estrelar os filmes “Battleship – A Batalha dos Mares” e “The End of the World”, Rihanna assinou contrato com a DreamWorks para produzir um curta de animação.

Divulgação

O filme é uma adaptação de “The True Meaning of Smekday”, um livro infantil do ilustrador americano Adam Rex, e vai contar também com a participação do ator Jim Parsons, ganhador de um Emmy por seu personagem na série The Big Bang Theory.

O curta tem data prevista para estrear no final de 2014 com o título “Happy Smekday!”. O livro conta a história de um alienígena que invade a Terra para usar o planeta como esconderijo e aprende tudo sobre os seres humanos com um adolescente.


Na Moral

20 de junho de 2012 0

Pedro Bial  ganhará um novo programa na Rede Globo no dia 5 de julho. O programa de nome ” Na Moral “irá ao ar às quintas-feiras, logo após Gabriela. A ideia do programa, segundo Bial, é levantar um tema e discutí-lo sob diferentes ângulos. “Estou com 54 anos e ansioso por fazer uma coisa nova, disse o apresentador em entrevista coletiva.

Divulgação

“Não é exatamente um talk show. Será um programa de debates, mas não sei se isso explica direito. Sendo sincero, não sei ainda. O programa está em pleno processo de criação. Estou só vendo uma amostra do cenário, sem ser de forma virtual,disse Bial.

Relatos de pessoas que passaram por situações ligadas ao tema do dia serão mostrados em mini-documentários, ou mesmo por meio de encenações dramáticas. Um convidado terá à disposição um estudo de repertório para montar a trilha-sonora do programa da semana. A direção será de Luiz Gleiser. Também presente no evento, Gleiser comentou: “a ideia foi buscar atributos do Pedro. Não consigo ver nenhum outro talento com a abrangência que o Pedro tem, que vai desde correspondente de guerra, a fazer o paredão do Big Brother Brasil. Não consigo imaginar outra pessoa com uma capacidade de fazer”.

Rodrigo Santoro pode viver Senna no cinema

09 de maio de 2012 0

Rodrigo Santoro pode interpretar Ayrton Senna em uma futura cinebiografia. A informação foi confirmada pelo próprio ator em entrevista ao site Collider. Santoro divulga atualmente o filme O que Esperar Quando Você Está Esperado, comédia que estrela ao lado de Jennifer Lopez.

 

Foto-Divulgação

Os rumores sobre um filme de ficção retratando a vida de Senna já estão sendo divulgados há algum tempo. Santoro diz que não assinou nenhum contrato, mas que sim, “estão acontecendo conversas”.

 

“Eles estão trabalhando [no roteiro]. Já tem algo, uma estrutura”, ele afirmou sobre o projeto. “Eles estão tentando descobrir como fazer isso. É uma coisa grande, um projeto grande. Para o Brasil, é o maior.”

Ele seguiu falando sobre a importância de Senna para o país. “Quer dizer, ele é um herói. No Brasil, ele é… ‘imenso’ não descreveria. Ele é um herói, um verdadeiro herói. É um assunto muito delicado; tenho tido muito cuidado em como iremos abordar isso”, se abriu Santoro, entregando que, embora ele não tenha assinado um contrato, está bem envolvido na ideia. “Se a gente realmente seguir em frente, será com a família dele. Será tudo feito de um modo muito, muito cuidadoso e respeitoso. Então sim, é possível. No momento, ainda estamos conversando, mas [o projeto está andando.”

Se tudo for confirmado, não será a primeira vez que Santoro interpreta um ídolo do esporte. Ele encarnou o jogador de futebol Heleno de Freitas, ídolo do Botafogo, em Heleno.

Senna, por sua vez, foi retratado recentemente em um premiado documentário, que leva o nome do piloto. “A gente queria dar a sensação de que ele estava vivo novamente”, contou o diretor Asif Kapadia à Rolling Stone Brasil.


Rolling Stone Brasil.

http://www.rollingstone.com.br/noticia/rodrigo-santoro-por-viver-senna-no-cinema/

Rihanna estréia no cinema em filme inspirado do jogo Batalha Naval

04 de maio de 2012 0

Cantora faz sua estréia no cinema em filme inspirado do jogo Batalha Naval.Com Alexander Skarsgård e Liam Neeson, longa estreia em 11 de maio.

 

Foto-Divulgação

Previsto para estrear em 11 de maio, o filme “Battleship – Batalha dos mares”, reúne, ao menos em teoria, um bom conjunto de atrativos: além de ter uma história inspirada no clássico jogo Batalha Naval, o longa marca a estreia de Rihanna no cinema. As imagens, que mostram os bastidores das gravações, trazem a cantora participando de uma sequência em que é filmada uma violenta partida. Ela, inclusive, comenta que não joga nada. Também aparecem em cena o ator Alexander Skarsgård, mais conhecido pelo papel do vampiro Eric na série “True Blood”, e o diretor da fita, Peter Berg, de Hancock (2008).

No material de divulgação de “Battleship”, o cineasta comenta que seu envolvimento com a temática do trabalho é antigo: “’Battleship’ é uma paixão minha porque, quando criança, eu passei tanto tempo em navios, ouvindo do meu pai histórias detalhadas sobre grandes batalhas da Segunda Guerra Mundial. Quando isso [o roteiro] caiu no meu colo, não demorei muito para encontrar uma abordagem para o filme — uma história contemporânea de uma frota internacional engajada em uma luta muito dinâmica, violenta e intensa, repleta de batalhas navais cheias de ação com grandes equipamentos e conflitos”.

Berg também fala sobre o jogo. “Você pode ir a qualquer lugar do mundo e dizer ‘Battleship’ [no Brasil, Batalha Naval], e as pessoas vão conhecê-lo. No mercado atual, isso é uma grande vantagem para tranformar uma marca em um filme”. Os direitos de comercilização do jogo foram adquiridos, em 1984, pela Hasbro, a mesma empresa que recentemente viu outros de seus brinquedos levados à tela: “Transformers” e “G.I. Joe”.

No filme, Taylor Kitsch, o protagonista de “John Carter – Entre dois mundos” (2012), vive o capitão-tenente Alex Hopper – Skarsgård interpreta seu irmão mais velho, comandante do navio. Já Rihanna foi escalada como a terceiro-sargento Cora Raikes, descrita como “tripulante colega de Hopper e especialista em armamento”.

Também integram o elenco de “Battleship” Brooklyn Decker, de “Esposa de mentirinha” (2011), como Sam, a noiva de Hopper, o japonês Tadanobu Asano, na pele do antagonista, e Liam Neeson, de “A lista de Schindler” (1993), como “oficial superior de Hopper e Stone (e pai de Sam), Almirante Shane, comandante da Frota do Pacífico”.

 

 


Noel Gallagher vem ao Brasil mostrar show solo pela 1ª vez

01 de maio de 2012 0

Noel Gallagher é um velho conhecido do público brasileiro: o (agora) cantor e guitarrista já esteve no país quatro vezes para shows de sua ex-banda, o Oasis.

Após lançar, em outubro do ano passado, o disco High Flying Birds, Noel vem ao País pela primeira vez com seu show solo, para não deixar dúvidas sobre qual a metade mais criativa da família Gallagher.

Especial "Os Vingadores": Capitão América, o fiel da balança

25 de abril de 2012 0

O Capitão América foi criado em 1940 por Joe Simon e Jack Kirby (isso mesmo, nada de Stan Lee) como propaganda de guerra. E, assim como Popeye fez muita criança comer espinafre, os quadrinhos do Capitão fizeram muitos jovens se alistarem para encarar as tropas alemãs. Não é por acaso que a primeira, e uma das mais conhecidas, capa dessa era clássica é, justamente, o Capitão dando um soco em Hitler

Foto-Divulgação

A história original é bem próxima da que foi vista no filme “Capitão América: O Primeiro Vingador”. Steve Rogers é um patriota que beira o nível do ridículo e quer se alistar de qualquer jeito no exército americano, mesmo sendo raquítico, com bronquite e ter uma série de problemas congénitos. E, meu amigo, ser regeitado pelo exército várias vezes quando os EUA estão em guerra é sinal de que, talvez (e só talvez), você realmente não tenha sido feito para a coisa.

 

Apesar de todas as recusas, a insistência de Rogers acabou chamando atenção do programa militar que pretendia ‘melhorar’ os soldados americanos. Daí que ele acaba selecionado para ser o primeiro, e o último, a tomar o soro do supersoldado, que aumenta sua força, velocidade e resistência de maneira extraordinária. Assim começa sua campanha de guerra na Europa sitiada.

Os quadrinhos foram descontinuados quando a guerra acabou, mas só para a Marvel retomar o personagem em 64, dando a desculpa de que o Capitão esteve congelado por todos esses anos (os tecidos sobreviveram muito por conta do soro do supersoldado). Ele dividia a revista “Tales of Suspense” com outro futuro Vingador, o Homem de Ferro.