Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "Investimento"

Quadro 'O Grito' pode bater recorde de valor em leilão

30 de abril de 2012 0

A obra “O Grito”, de Edvard Munch, poderá se tornar a pintura mais cara da história a ser vendida em um leilão, na quarta-feira, caso se cumpram as previsões de que o quadro arrecade até 150 milhões de dólares.

Foto-Divulgação

Estima-se que a pintura, uma das quatro versões produzidas pelo artista escandinavo e a única de propriedade privada, seja vendido por 80 milhões de dólares quando o martelo da Sotheby´s bater em Nova York. Mas o especialista Nicolai Frahm, da Frahm Ltd., acredita que o preço vai subir.

“Acho que chegará aos 150 milhões de dólares”, disse ele em uma entrevista por telefone. Com isso, o valor superaria o recorde estabelecido pelo quadro “Nu, folhas verdes e busto”, de Pablo Picasso, vendido por 106,5 milhões de dólares em 2010.

“Esta é a primeira vez que temos uma obra tão icônica à venda”, acrescentou ele. “Essa pintura é muito mais famosa do que o artista jamais foi.” Outros especialistas independentes sugeriram que o preço final deve ficar em torno de 125 milhões de dólares.

A Sotheby’s foi longe para proteger a pintura. Ela está sob vigilância 24 horas por dia em sua sede em Nova York, onde fica abrigada em uma minigaleria especialmente construída para isso, atrás de cercas elétricas.

Duas das quatro telas “O Grito” foram roubados de museus em 1994 e 2004, mas ambas foram recuperadas depois. Petter Olsen, cujo pai era amigo e vizinho de Munch, está vendendo uma versão de 1895, e planeja fundar um museu com o dinheiro.

A Sotheby’s disse ter feito a estimativa de modo intuitivo.”Parece que 100 milhões de dólares pode funcionar como uma barreira”, disse David Norman, co-presidente para arte moderna e impressionista.

“Mas pinturas como essa – aonde elas vão parar é uma questão de momento. É muito difícil de prever. Você está tentando determinar o preço de uma das imagens mais raras e singulares dos últimos 150 anos.” Norman afirmou que muitos apreciadores de arte acreditam que o preço da venda será muito maior do que a estimativa pré-venda. A fama da pintura poderá levar o preço à estratosfera.

Facebook anuncia compra do Instagram

10 de abril de 2012 0

O fundador e atual presidente do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou nesta segunda-feira (9) a compra do Instagram, popular aplicativo de compartilhamento de fotos.

 

Foto-Divulgação

 

 

Em uma nota publicada em seu perfil na rede social, Zuckerberg escreveu: “chegamos a um acordo para comprar o Instagram e seu time talentoso vai se unir ao Facebook”. Embora o valor não tenha sido divulgado oficialmente, especialistas acreditam que o Facebook pagou US$ 1 bilhão pelo aplicativo.

Segundo Zuckerberg, o Instagram será aperfeiçoado de maneira independente. Será possível compartilhar as imagens em outras redes sociais, e o usuário pode optar por não compartilhar suas imagens no Facebook. “Milhões de pessoas ao redor do mundo amam o Instagram e a marca associada ao aplicativo, e nosso objetivo é divulgá-la a mais pessoas”.

No comunicado publicado em seu perfil, Zuckerberg ainda fala que essa é a primeira vez que o Facebook compra um produto e uma companhia com tantos usuários. Segundo ele, é possível que esta seja a única compra do tipo feita pela rede social. “Proporcionar a melhor experiência no compartilhamento de fotos é uma das razões pelas quais tantas pessoas amam o Facebook e nós sabíamos que juntar essas duas companhias valeria a pena”, escreveu Zuckerberg.

Criado por Kevin Systrom e Mike Krieger, o Instagram é um aplicativo de compartilhamento de fotografias que permite aos usuários aplicar diversos efeitos em imagens e postá-las em redes sociais como o Twitter, Tumblr e Facebook e aplicar. Quando foi lançado, em outubro de 2010, era usado por 25 mil pessoas. Hoje, tem mais de 30 milhões de usuários e foi foi considerado o “app do ano” pela Apple em 2011. Atualmente ele está disponível para os sistemas operacionais iOS (do iPhone, iPad e iPod Touch) e Android.

Muse doa equivalente a R$ 41 mil em equipamentos para universidade

20 de outubro de 2011 0

O Muse está investindo em futuros talentos da música. O trio inglês doou o equivalente a R$ 41,8 mil em equipamentos para uma universidade da cidade de Devon, no sul da Inglaterra. A doação vai ajudar os estudantes a terem experiência de gravação.

“Estamos muito orgulhosos em sermos associados com a banda, dada sua significante contribuição para a música popular contemporânea e sua ligação com o sudoeste e a universidade”, disse David Coslett, decano da Faculdade de Artes da Universidade Plymouth.

“A banda sente-se feliz em garantir esse equipamento e espera que isso inspire os estudantes a criar boas músicas nos anos que estão por vir”, respondeu um representante do Muse.