Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Caixa"

Greve dos bancários chega aos bancos privados

26 de setembro de 2013 0

A greve dos bancários já completa uma semana e hoje foi o primeiro dia com a adesão de funcionários de bancos privados. As três agências do Itaú na cidade não funcionaram nesta quinta-feira. Como nas demais agências fechadas, os caixas de autoatendimento estão liberados ao público.

No total, 32 agências e unidades administrativas estão paralisadas (total ou parcialmente) na região de abrangência do sindicato dos bancários de Santa Maria e região. Confira abaixo a situação da adesão à greve na região:

Caixa Econômica Federal

Santa Maria

Centro – Fechada

Marechal Mallet – Fechada

Ymembuí – Fechada

Morotim – Fechada

UFSM – Fechada

Camobi – Fechada

REREC – Fechada

GIRET – Fechada

Região

São Sepé – Fechada

Restinga Sêca – Parcial

Tupanciretã – Parcial

São Pedro do Sul – Parcial

Banrisul

Santa Maria

Centro – Fechada

Bozano – Fechada

Presidente Vargas (Policlínica Wilson Aita) – Fechada

Camobi – Fechada

Dores – Fechada

Medianeira – Fechada

Tancredo Neves – Fechada

Região

Pinhal Grande – Fechada

Agudo – Fechada

São Sepé – Fechada

Júlio de Castilhos – Parcial

Restinga Sêca – Parcial

Cacequi – Fechada

Banco do Brasil

Santa Maria

Centro – Parcial

Presidente Vargas – Parcial

Mariano da Rocha – Parcial

Região

São Sepé – Parcial

Itaú

Santa Maria

Rio Branco (duas agências) – Fechadas

Medianeira – Fechada

Caixa fará concurso no ano que vem

13 de setembro de 2013 1

A Caixa Econômica Federal (CEF) confirmou nesta sexta-feira ao CorreioWeb que fará concurso público no ano que vem. A previsão é que o edital seja publicado no começo de 2014, para que o processo seletivo ocorra até junho, quando termina a validade do concurso que ainda está em andamento.

A seleção será para técnico bancário novo (TBN) e o número de vagas não está definido. A decisão depende dos postos abertos em decorrência de aposentadorias, entre outros.

Porquinho responde - Financiamento habitacional

11 de setembro de 2013 0

cofre porquinho22

Veja abaixo mais uma pergunta respondida na sessão Economiza, do Diário de Santa Maria. Envie seus questionamentos para juliana.gelatti@diariosm.com.br ou comente aqui.

Eu tenho um financiamento imobiliário, meu vencimento é no dia 30 e eu queria mudar para o dia 3. Mas o banco informou que só poderia mudar se eu pagasse duas prestações no mesmo mês. Isso é correto? O que eu devo fazer? Estou desesperado, todo mês pago com juros.

Pergunta do Marcelo

Resposta: De acordo com a Caixa Econômica Federal, para fazer a alteração, é necessário que a nova data seja pelo menos 28 dias depois do último vencimento, e esse período não pode ultrapassar 59 dias. Isso para que o cliente não precise pagar duas prestações no mesmo mês. Se a próxima prestação vence no dia 30 de setembro, e o cliente pede hoje a mudança da data, ele paga uma prestação em 30 de setembro e a próxima, no dia 3 de novembro, referente ao mês de outubro. A atualização monetária e os juros desse período da mudança pode ser cobrada se estiver prevista no contrato, seja na próxima parcela, seja na incorporação ao saldo devedor. Pode haver diferenças em contratos feitos com outros bancos.

Aprenda a fazer um orçamento doméstico - dicas da Proteste

05 de setembro de 2013 0

Confira abaixo algumas dicas sobre como levar as contas da família em dia, sem a necessidade de contrair dívidas difíceis de pagar, e planejando os gastos para futuras conquistas. As dicas são da associação de consumidores Proteste.

Quem está comprometido com dívidas sabe o quanto isso afeta a qualidade de vida. Mas contornar esse problema é bem simples. O primeiro passo é ter consciência e não gastar mais do que se ganha. Depois, é se organizar, fazendo um orçamento familiar definido, discriminando todas as receitas e gastos.
- Para um bom planejamento financeiro, é fundamental controlar o impulso pelo consumo e fugir ao máximo do endividamento
- Registre os tipos de gastos, os valores e as datas em que eles ocorrem. Crie categorias e subcategorias, e preencha-as em uma planilha
- Planeje os gastos do mês seguinte, tendo em mente que os rendimentos e as despesas não são iguais em todos os meses
- Após listar os gastos, classifique-os em fixos, semifixos e variáveis. Condomínio, plano de saúde, TV por assinatura e escola dos filhos são despesas fixas, que só mudam se você trocar o fornecedor. Já os gastos semifixos são os de supermercado e contas de luz e telefone _ que aparecem todo mês, mas com variações, e só diminuem com o seu controle. E as despesas variáveis se dão com roupas, calçados, restaurante, cinema e viagens _ gastos em que você tem maior flexibilidade.
- Mudar seus hábitos é simples. Programe os gastos e pague tudo em dia, integralmente. Negocie suas dívidas e tenha uma poupança para os problemas financeiros
- Não considere o limite do cheque especial como parte da renda, pois os juros são salgados
- Não entre no rotativo do cartão. Vá ao supermercado com uma lista pronta _ e não se deixe levar pelas ofertas
- Acompanhe seus gastos ao menos uma vez por semana. E a valie e possibilidade de ter outras fontes de renda.

Alguns sites com outras dicas e planilhas para elaborar o orçamento doméstico:
Caixa Econômica Federal

Economia Doméstica.com.br

Finanças Pessoais

Proteste

* Baixe aqui um modelo de planilha de orçamento doméstico elaborada pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) – idec-orcamento-domestico

 

Lotofácil da Independência deverá sortear R$ 60 milhões

15 de agosto de 2013 0

No dia 7 de setembro, a Lotofácil da Independência vai pagar mais de R$ 60 milhões ao apostador que acertar os 15 números da faixa principal. Este é o segundo ano desse concurso especial, e as apostas poderão ser feitas até a véspera do sorteio, em qualquer uma das mais de 12.800 lotéricas do país.

Entre 31 de agosto e 6 de setembro, não haverá sorteio dos concursos regulares da modalidade, e todas as apostas da Lotofácil serão direcionadas ao especial da Independência. Os números que foram mais sorteados na história da Lotofácil, pela ordem de incidência, são: 11, 01, 02,13, 04, 19, 23, 12, 24, 25, 06, 03, 14 e 15. 

Caso apenas um apostador ganhe o grande prêmio, ele terá renda superior a R$ 318 mil por mês, o equivalente a mais de R$ 10,6 mil por dia, apenas investindo os R$ 60 milhões na caderneta de poupança. Se preferir diversificar seu investimentos, com o valor do prêmio, o ganhador poderá montar uma frota de 500 carro de luxo ou ainda comprar 20 apartamentos de 4 quartos, em frente à praia de Copacabana. 

Como jogar:

Na Lotofácil o apostador pode marcar de 15 a 18 números, entre os 25 disponíveis no volante, ou deixar que o sistema escolha os números (Surpresinha). Existe também a opção de concorrer com a mesma aposta por 3, 6, 9 ou 12 concursos consecutivos (Teimosinha). O valor da aposta mínima é R$ 1,25.

Caixa Econômica Federal abre concurso com 72 vagas para engenheiros e médicos

19 de março de 2013 0

A Caixa Econômica Federal abriu concurso com 72 vagas para engenheiros civis e médicos do trabalho, destinadas a vários Estados. Para o Rio Grande do Sul, são 15 vagas para formados em Engenharia Civil, com salário de R$ 8.315. Para médico, cuja carga horária será de quatro horas diárias, o salário será de R$ 4.158.

As inscrições poderão ser feitas de 28 de março a 19 de abril, no site www.concursosfcc.com.br. As taxas são de R$ 97 e R$ 140. O concurso terá provas objetivas e discursivas, além de avaliação de títulos. A primeira prova será no dia 19 de maio.

É possível usar o FGTS em financiamentos do Minha Casa, Minha Vida, que já construiu 3,3 mil imóveis em Santa Maria

17 de janeiro de 2013 0

Na edição impressa do Diário desta quinta-feira, uma reportagem mostra o que já foi feito em Santa Maria pelo programa habitacional Minha Casa, Minha Vida na cidade. Até o início de 2013, já foram contratados 3,3 mil financiamentos pelo programa, o que resultou no investimento de R$ 170 milhões em Santa Maria.

Uma das possibilidades de quitar ou diminuir o saldo devedor de quem já tem um financiamento habitacional é usar recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). É possitivo usar essa reserva para encurtar os prazos do financiamento, já que o dinheiro depositado no FGTS rende apenas 3% ao ano.

Em maio do ano passado, o Diário publicou uma reportagem mostrando as vantagens e o que é preciso fazer para aproveitar esse recurso. Veja abaixo as informações.

Banco e operadora fazem parceria para oferecer pagamento pelo celular

07 de janeiro de 2013 0

A Caixa Econômica Federal, a MasterCard e a TIM estão trabalhando em conjunto para oferecer o pagamento mobile. É um cartão de crédito vinculado ao celular pré-pago, que deve estar disponível no segundo semestre deste ano. Com a conta pré-paga virtual, o cliente vai poder fazer compras pela internet, por exemplo, usando o celular ou um cartão magnético vinculado ao seu número.

O cartão-celular deve ser aceito nos mesmos locais que a MasterCard, o que corresponde a mais de 1,5 milhão de estabelecimentos no país. O objetivo da Caixa em entrar no negócio é democratizar o acesso ao pagamento eletrônico. Afinal, quem não tem celular hoje em dia, né?

E você, o que achou dessa iniciativa?

Eu particularmente, acho que quanto menos coisas precisarmos carregar por aí, melhor. Mas o dinheiro estar “dentro” do celular traz pelo menos uma complicação: a segurança. O telefone continua sendo um item visado por ladrões. Imagina se com ele, além de falar, o bandido puder acessar dados bancários e a conta da vítima do roubo? Além disso, os celulares continuam entrando tranquilamente nos presídios.

O porquinho responde - FGTS

16 de novembro de 2012 0

Usar o Fundo de Garantia (FGTS) para financiar a casa própria é bom, mas as regras são tantas…

O Gustavo enviou a pergunta abaixo e a Caixa Econômica Federal respondeu. Se você tem uma questão parecida, ou sobre outro assunto relacionado à economia, pergunte ao porquinho comentando este post ou enviando e-mail para juliana.gelatti@diariosm.com.br.

Pergunta do Gustavo:

Tenho 2 imóveis financiados na Caixa em 2 cidades diferentes (São Paulo e Brasília). Resido no Rio de Janeiro, onde não tenho imóvel. É possível utilizar o FGTS em qualquer uma dessas cidades?

Resposta:

Somente é possível utilizar o saldo do FGTS para a compra ou construção do primeiro imóvel para moradia do titular da conta do FGTS, se o proponente não possuir financiamento pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) em qualquer município do Brasil. Para poder utilizar o FGTS no Rio de Janeiro, o cliente vai ter que quitar os financiamentos em São Paulo e em Brasília e comprovar que reside ou trabalha na cidade onde pretende adquirir o imóvel com FGTS e financiamento.

O porquinho responde - Financiamento Habitacional

11 de outubro de 2012 6

Na hora de comprar a casa própria, é bom pensar bem e tirar todas as dúvidas. E quanto mais a pessoa se informa, mais surgem questões, não é verdade?

Veja abaixo as dúvidas de dois Marcelo’s sobre isso e, caso você tenha alguma outra curiosidade, escreva para a seção ECONOMIZA, comentando este post ou enviando e-mail para juliana.gelatti@diariosm.com.br.

Pergunta o Marcel0 1:

Tenho minha casa financiada pela Caixa há quatro anos. Depois da compra da moradia, nunca usei o FTGS e já tenho um montante acumulado. Eu trabalhava há nove anos em uma empresa, mas há quatro meses pedi demissão. Hoje não trabalho com carteira assinada, pois abri meu negócio próprio. Posso, mesmo assim, usar meu FGTS ou tenho de estar trabalhando com carteira assinada?

Resposta:

De acordo com a Caixa, o requisito é não possuir outro imóvel ou financiamento e ter três anos sobre o regime do FGTS. Ou seja, o Marcelo pode utilizar o FGTS em seu financiamento.


Pergunta do Marcelo 2:

Tenho uma renda bruta de R$ 3,3 mil e líquida de R$ 2,4mil, descontando os empréstimos. Qual o maior valor de prestação de financiamento que posso adquirir na Caixa Econômica?

Resposta:

De acordo com a Caixa, o enquadramento da taxa de juros e subsídio é calculado com base na renda bruta. Além disso, o valor máximo da prestação leva em conta os comprometimentos do cliente. Para saber com certeza o valor máximo da prestação, deve ser feita a análise do cadastro do cliente pelo sistema da Caixa.