Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Devemos levar o peso da balança em consideração? Nutricionista responde

30 de junho de 2013 3


Foto: Stock Photos

Sempre que ingressamos na musculação, é comum notarmos os ponteiros da balança aumentarem. O blog convocou a nutricionista esportiva Marina Cargnin, da Clínica Nutrissoma, para tirar todas as dúvidas sobre massa magra, massa gorda, Índice de Massa Corporal e o que devemos levar em consideração.

Leia mais:

Conheça a farinha que auxilia na perda de peso
Conheça oito benefícios do amaranto, que auxilia no emagrecimento

10 motivos para incluir o ômega 3 na dieta
Confira os 10 chás amigos da dieta e da saúde
Conheça a raiz que ajuda a queimar gordura
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

Do que o corpo é constituído?
Gordura, músculo, ossos e água.

Devemos levar sempre em consideração o peso na balança?
Não. O peso de balança acaba sendo irrelevante quando se analisado de forma isolada. Sabemos que músculo pesa muito mais do que gordura e, portanto, quanto maior a massa muscular do indivíduo, maior será seu peso na balança e não necessariamente significa excesso de peso. Retenção de líquidos e estrutura óssea são outros fatores que podem fazer a balança subir ainda mais. Portanto, mais importante do que peso de balança, será a composição corporal do indivíduo que pratica atividade física e qual a relação do seu peso total e percentual de gordura corporal.


Foto: Stock Xchng

Quando fazemos musculação nosso peso aumenta. Por quê?
É comum acontecer esse “suposto” aumento de peso logo ao iniciar o treinamento de musculação, pois pode ocorrer um breve momento de retenção de líquidos. Isso acontece por causa do próprio treino, que estimula o corpo a aumentar a massa, elevando também o peso corporal. Porém este líquido retido será liberado com a sequência de treinamentos.
Outro detalhe importante é que pelo fato do músculo pesar muito mais que as gorduras, quando se pratica musculação existe uma tendência maior a desenvolver a massa muscular refletindo esse ganho também nos números da balança.

O que é o Índice de Massa Corporal?
O IMC é determinado dividindo o peso atual pela altura ao quadrado. Essa medida nos dá uma referência se o peso está adequado para determinada altura, se há excesso de peso ou não. Porém, deve-se analisar apenas de forma conjunta com outras variáveis para um diagnóstico mais fidedigno.


Júlio Cordeiro, Agência RBS

MASSA GORDA

É todo peso de gordura que temos armazenados no corpo. O percentual de gordura ou peso de gordura é um eficiente indicador para determinar risco de desenvolver algum tipo de doença crônica ou até mesmo para acompanhar os resultados de um treinamento regular. Afinal, a maioria das pessoas que treinam desejam reduzir seu percentual de gordura corporal.

Em que nível a massa gorda se torna preocupante?
Ela irá se tornar preocupante quando estiver muito acima das parâmetros indicados como adequados para cada grupo de indíviduos, analisando de forma paralela, estilo de vida, hábitos alimentares e fatores genéticos.

Mas precisamos da gordura para algumas ações no nosso corpo?
Existem vários tipos de gordura no corpo humano responsáveis pelas reações fisiológicas que favorecem o equilíbrio do organismo. Isso está relacionado à gordura conhecida como essencial, ou seja, armazenada nos principais órgãos internos, intestino, músculos e sistema nervoso central.
Tais gorduras essenciais, conhecidas também como lipídeos, são capazes de proteger os órgãos internos de choques, possibilitar a reserva de energia para o organismo (triacilglicerol, ácidos graxos livres e quilomícrons), favorecer o isolamento térmico – pessoas obesas sentem menos frio em relação às magras -, transmitir os impulsos elétricos advindos do sistema nervoso central através da bainha de mielina, atuar no transporte de vitaminas lipossolúveis A, D, E e K e formar as membranas das células.

Qual é o percentual de gordura considerado ideal?
De acordo com protocolos, podemos estimar uma média de 14% de gordura corporal para homens e 24% para mulheres. A classificação de percentual de gordura é feita de acordo com sexo e faixa etária.

Como o percentual de gordura é medido?
Conseguimos estimar o quanto de gordura uma pessoa tem no corpo através da avaliação de adipometria, estimativa de dobras cutâneas e perímetros, além da biimpedência.

MASSA MAGRA

Será todo o resto excluindo seu peso de gordura. A massa magra compreende peso de músculo, ossos, fluídos (líquidos corporais) e água.

Como ela é medida?
Ela poderá ser medida com os mesmos protocolos para estimar o percentual de gordura. Com uma avaliação de composição corporal completa conseguimos desmembrar o peso total referido na balança e estimar em quilo e percentual, a proporção para cada componente do corpo.

Só ganhamos músculos com musculação?
Geralmente o treinamento de força-musculação é o mais procurado e praticado para quem deseja ganhar massa muscular. A hipertrofia se dar por “estressar” as fibras musculares para que elas possam se recuperar para um próximo estímulo e, assim, crescer durante seu processo de recuperação. Os ajustes nos treinos deverão ser acompanhados, pois o corpo tende a se adaptar com o passar de algum tempo. Com o estímulo do exercício e para que o ganho continue sendo progressivo, devemos tirar nosso corpo da situação de conforto sempre que possível.

Comentários (3)

  • vovó diz: 30 de junho de 2013

    Pesquisei e não achei o significado de biimpedência em lugar algum (a palavra está no ítem: Como o percentual de gordura é medido). Não seria bioimpedância?

  • Ismael Teixeira diz: 1 de julho de 2013

    Faça me o favor né Vovó, é óbvio que foi um pequeno erro de digitação, é claro que é bioimpedância. No mais, boa matéria. Meu percentual de gordura atualmente é 25%, apesar de ter conseguido atingir o imc ideal na relação peso e altura. Na minha avaliação, preciso transformar 9Kg de gordura em massa magra. É complicado, mas a luta continua.

Envie seu Comentário