Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts de junho 2013

Devemos levar o peso da balança em consideração? Nutricionista responde

30 de junho de 2013 3


Foto: Stock Photos

Sempre que ingressamos na musculação, é comum notarmos os ponteiros da balança aumentarem. O blog convocou a nutricionista esportiva Marina Cargnin, da Clínica Nutrissoma, para tirar todas as dúvidas sobre massa magra, massa gorda, Índice de Massa Corporal e o que devemos levar em consideração.

Leia mais:

Conheça a farinha que auxilia na perda de peso
Conheça oito benefícios do amaranto, que auxilia no emagrecimento

10 motivos para incluir o ômega 3 na dieta
Confira os 10 chás amigos da dieta e da saúde
Conheça a raiz que ajuda a queimar gordura
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

Do que o corpo é constituído?
Gordura, músculo, ossos e água.

Devemos levar sempre em consideração o peso na balança?
Não. O peso de balança acaba sendo irrelevante quando se analisado de forma isolada. Sabemos que músculo pesa muito mais do que gordura e, portanto, quanto maior a massa muscular do indivíduo, maior será seu peso na balança e não necessariamente significa excesso de peso. Retenção de líquidos e estrutura óssea são outros fatores que podem fazer a balança subir ainda mais. Portanto, mais importante do que peso de balança, será a composição corporal do indivíduo que pratica atividade física e qual a relação do seu peso total e percentual de gordura corporal.


Foto: Stock Xchng

Quando fazemos musculação nosso peso aumenta. Por quê?
É comum acontecer esse “suposto” aumento de peso logo ao iniciar o treinamento de musculação, pois pode ocorrer um breve momento de retenção de líquidos. Isso acontece por causa do próprio treino, que estimula o corpo a aumentar a massa, elevando também o peso corporal. Porém este líquido retido será liberado com a sequência de treinamentos.
Outro detalhe importante é que pelo fato do músculo pesar muito mais que as gorduras, quando se pratica musculação existe uma tendência maior a desenvolver a massa muscular refletindo esse ganho também nos números da balança.

O que é o Índice de Massa Corporal?
O IMC é determinado dividindo o peso atual pela altura ao quadrado. Essa medida nos dá uma referência se o peso está adequado para determinada altura, se há excesso de peso ou não. Porém, deve-se analisar apenas de forma conjunta com outras variáveis para um diagnóstico mais fidedigno.


Júlio Cordeiro, Agência RBS

MASSA GORDA

É todo peso de gordura que temos armazenados no corpo. O percentual de gordura ou peso de gordura é um eficiente indicador para determinar risco de desenvolver algum tipo de doença crônica ou até mesmo para acompanhar os resultados de um treinamento regular. Afinal, a maioria das pessoas que treinam desejam reduzir seu percentual de gordura corporal.

Em que nível a massa gorda se torna preocupante?
Ela irá se tornar preocupante quando estiver muito acima das parâmetros indicados como adequados para cada grupo de indíviduos, analisando de forma paralela, estilo de vida, hábitos alimentares e fatores genéticos.

Mas precisamos da gordura para algumas ações no nosso corpo?
Existem vários tipos de gordura no corpo humano responsáveis pelas reações fisiológicas que favorecem o equilíbrio do organismo. Isso está relacionado à gordura conhecida como essencial, ou seja, armazenada nos principais órgãos internos, intestino, músculos e sistema nervoso central.
Tais gorduras essenciais, conhecidas também como lipídeos, são capazes de proteger os órgãos internos de choques, possibilitar a reserva de energia para o organismo (triacilglicerol, ácidos graxos livres e quilomícrons), favorecer o isolamento térmico – pessoas obesas sentem menos frio em relação às magras -, transmitir os impulsos elétricos advindos do sistema nervoso central através da bainha de mielina, atuar no transporte de vitaminas lipossolúveis A, D, E e K e formar as membranas das células.

Qual é o percentual de gordura considerado ideal?
De acordo com protocolos, podemos estimar uma média de 14% de gordura corporal para homens e 24% para mulheres. A classificação de percentual de gordura é feita de acordo com sexo e faixa etária.

Como o percentual de gordura é medido?
Conseguimos estimar o quanto de gordura uma pessoa tem no corpo através da avaliação de adipometria, estimativa de dobras cutâneas e perímetros, além da biimpedência.

MASSA MAGRA

Será todo o resto excluindo seu peso de gordura. A massa magra compreende peso de músculo, ossos, fluídos (líquidos corporais) e água.

Como ela é medida?
Ela poderá ser medida com os mesmos protocolos para estimar o percentual de gordura. Com uma avaliação de composição corporal completa conseguimos desmembrar o peso total referido na balança e estimar em quilo e percentual, a proporção para cada componente do corpo.

Só ganhamos músculos com musculação?
Geralmente o treinamento de força-musculação é o mais procurado e praticado para quem deseja ganhar massa muscular. A hipertrofia se dar por “estressar” as fibras musculares para que elas possam se recuperar para um próximo estímulo e, assim, crescer durante seu processo de recuperação. Os ajustes nos treinos deverão ser acompanhados, pois o corpo tende a se adaptar com o passar de algum tempo. Com o estímulo do exercício e para que o ganho continue sendo progressivo, devemos tirar nosso corpo da situação de conforto sempre que possível.

Conheça os alimentos recomendados para quem costuma correr

29 de junho de 2013 7


Ricardo Wolffenbüttel, Agência RBS

Quem gosta de correr costuma se preocupar em se alimentar corretamente para o treino render e também evitar a perda de músculo. Aprendi que, além dos alimentos recomendados, também é importante respeitarmos o intervalo entre a refeição e a prática do exercício físico.

Leia mais:

Conheça a farinha que auxilia na perda de peso
Conheça oito benefícios do amaranto, que auxilia no emagrecimento

10 motivos para incluir o ômega 3 na dieta
Confira os 10 chás amigos da dieta e da saúde
Conheça a raiz que ajuda a queimar gordura
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

A seguir, a nutricionista Danielle Milhão tira todas as dúvidas sobre a alimentação adequada para quem gostar praticar corrida.

Qual a importância de nos alimentarmos bem antes e depois do exercício?
A alimentação é como um combustível para o corpo. Comer adequadamente antes e após os treinos de corrida irá garantir o bom rendimento e a recuperação da fibra muscular, além de evitar lesões.

Uma boa notícia: consumindo o alimento certo, aqueles que participam de competições poderão, inclusive, evoluir na questão do tempo para cada percurso durante os treinamentos.

É normal as pessoas ficarem sem comer muito tempo pensando que estão fazendo bem para o corpo?
É bem comum praticantes de exercícios ficarem muito tempo sem comer ou, até mesmo, se exercitar sem ter comido nada, com o pensamento que desta forma irão emagrecer mais rápido. Em geral, correr sem ter comido nada não faz com que a gordura diminua. Pelo contrário, é mais provável que ocorra diminuição na massa muscular (provocando flacidez) sem diminuir em quase nada a gordura. Algumas pessoas não comem nada antes do treino e chegam em casa “morrendo de fome”, assim, acabam consumindo carboidratos e gorduras em excesso, e engordam.

Devemos comer quanto tempo antes do exercício?
Depende do tipo de treino, objetivo, rotina e do metabolismo do esportista. No geral, quem se alimenta cerca de uma hora e meia antes do treino de corrida, está fazendo a coisa certa. Existem estratégias para quem acorda muito cedo e logo em seguida pratica o seu exercício.

Que alimentos são recomendados para quem costuma correr?


- Pão
- Macarrão
- Aveia
- Carnes magras
- Alimentos termogênicos (veja mais aqui)

Que alimentos devem ser ingeridos antes e depois do exercício.
– Antes: carboidratos de absorção lenta: pão, aveia, macarrão, batata (principalmente doce).
– Depois: proteínas de absorção lenta (principalmente para quem quer queimar gordurinhas): carnes magras, clara de ovo e, dependendo do caso, uma suplementação com este perfil.

É necessário comer algo se o tempo de exercício ultrapassar um determinando tempo?
- Quem quer perder peso e faz um treino de até 1h30min não tem a necessidade de consumir nada durante a atividade.
- Se a corrida durar mais tempo, talvez aminoácidos sejam necessários, e carboidratos para treinos e provas longas.
- Não é difícil ver pessoas na academia tomando bebidas isotônicas. Ela possui muito carboidrato e sódio, podendo engordar e reter líquidos. A pessoa só está repondo tudo que perde, imediatamente.

Alimentos ajudam a blindar o corpo contra vírus e bactérias

28 de junho de 2013 6


Foto: My Mix Cereais

Determinados alimentos oferecem substâncias bioativas que ajudam a estimular o sistema imune, aumentando a resistência do organismo contra vírus e bactérias. Para prevenir viroses tão comuns nos dias mais frios e diminuir infecções que atrapalham o rendimento no dia a dia, é fundamental uma alimentação saudável, com a ingestão de nutrientes que aumentam a resposta imunológica do organismo, além de evitar alimentos prejudiciais.

Leia mais:

Conheça a farinha que auxilia na perda de peso
Conheça oito benefícios do amaranto, que auxilia no emagrecimento

10 motivos para incluir o ômega 3 na dieta
Confira os 10 chás amigos da dieta e da saúde
Conheça a raiz que ajuda a queimar gordura
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

A preocupação com a boa forma pode fazer com que as mulheres optem por dietas milagrosas com poucas calorias, porém pobre em vitaminas e minerais tão importantes para uma melhor resposta imunológica.
Outros fatores como ansiedade, estresse e TPM também influenciam. Nesse período, o consumo de doces e gorduras, que dão a sensação de bem-estar, aumenta. Porém, a maioria desses alimentos oferece calorias vazias, ou seja, são pobres em nutrientes importantes para a manutenção do sistema imunológico saudável.
De acordo com a nutricionista Alessandra Luglio, consultora da Hero Nutritionals, o consumo exagerado de sódio também prejudica a imunidade por conta da desidratação causada por ele no organismo, que afeta a produção de anticorpos.

Veja como blindar o corpo contra vírus e bactérias:


Foto: Culinary

Gema do ovo - Rica em vitamina D, ajuda a regular o sistema imune. Estudos indicam que a sua deficiência pode contribuir com infecções respiratórias mais frequentes, principalmente no inverno, quando a incidência dos raios solares – que sintetizam o precursor da vitamina D na pele – é menor.


Foto: Divulgação

Semente de abóbora, arroz integral e ostras – Possuem zinco. As células do sistema imune têm enzimas que precisam do zinco para funcionar, por isso, sua deficiência pode resultar na queda da função imunológica.


Foto: Ricardo Wolffenbüttel

Shitake – Possui uma substância chamada lentinana que aumenta a produção das células de defesa do organismo. Tem também fibras, que ajudam a saciar a fome.


Foto: Gold

Iogurte – Presença de lactobacilos vivos pode estimular a produção de anticorpos, fortalecendo o sistema imunológico.


Foto: Appetiteforlife

Castanha-do-brasil - Rica em selênio, potencializa o sistema imunológico por conta dos linfócitos B, responsáveis pela produção de anticorpos no organismo.


Foto: Stock.xchng

Óleo de coco - Tem ácido láurico que estimula o equilíbrio imunológico. O óleo de coco ajuda a combater bactérias, fungos e vírus e, consequentemente, diminuir infecções.


Foto: Jan Willem Geertsma

Cereais – Ricos em vitamina B6, fundamental para o metabolismo de aminoácidos, componentes das proteínas, já que durante a resposta imune necessita de uma síntese proteica maior. Estudos mostram que a deficiência da B6 compromete a produção de anticorpos.

Conheça a farinha que auxilia na perda de peso

27 de junho de 2013 12


Aline Mendes, Agência RBS

Rica em fibras, a farinha de banana verde melhora o trânsito intestinal e ajuda no controle do peso. Você pode prepará-la em casa ou comprar em lojas de produtos naturais. Eu encontrei numa banca no Mercado Público de Porto Alegre.

Leia mais:

Conheça oito benefícios do amaranto, que auxilia no emagrecimento
Confira 10 cuidados antes de começar uma atividade física
10 motivos para incluir o ômega 3 na dieta
Confira os 10 chás amigos da dieta e da saúde
Conheça a raiz que ajuda a queimar gordura
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

A seguir, confira as dicas da nutricionista Elenise Corbari.

O que é a farinha de banana verde?
É um subproduto da polpa da banana verde. Seu nutriente mais importante é o amido resistente, que tem ação parecida à fibra alimentar, pois não é digerido nem absorvido pelo intestino delgado. É rico em potássio, fibras, sais minerais e vitaminas.

RECEITA
Ingredientes
Bananas verdes de preferência tipo prata

Modo de preparo
Escalde as bananas em água fervente, por dois minutos. Descasque e corte em tiras. Coloque em um tabuleiro, dispostas lado a lado. Leve ao forno e deixe torrar até ficarem esturricadas, quebradiças e esfarinhando na mão. Passe em uma máquina de moer ou liquidificador e depois passe em uma peneira fina.

Tabela nutricional

Quais os seus benefícios?
1 – Previne e ajuda no controle do diabetes
Por ser um alimento de baixo índice glicêmico, o organismo precisa liberar uma quantidade menor de insulina para que a glicose seja corretamente absorvida pelas células, contribuindo para a prevenção do diabetes e ajudando no controle de quem já possui.

2 – Melhora o trânsito intestinal
No intestino grosso, o amido resistente é fermentado e produz substâncias que alimentam as boas bactérias, estimulando o desenvolvimento da flora intestinal. Melhora o funcionamento intestinal e previne a prisão de ventre.

3 – Provoca saciedade
Sua digestão e absorção são mais lentas, causando uma maior sensação de saciedade e diminuição na ingestão de alimentos, ajudando na manutenção do peso corporal adequado.

4 – Alivia os sintomas da TPM
Por ser rica em vitamina B6 e triptofano, ajuda na produção de serotonina, que é um neurotransmissor que provoca sensação de bem-estar e melhora o humor e devido ao seu teor de fibras, a farinha de banana ajuda na diminuição da retenção hídrica e das cólicas.

5 – Previne a osteoporose
Pois na digestão do amido resistente o ph intestinal diminui, auxiliando na absorção do cálcio e também é rica em fósforo, que participa da formação óssea.

6 – Reduz os níveis de colesterol
A farinha de banana verde diminui a produção de colesterol e auxilia na sua eliminação, impedindo que ele se acumule no sangue, contribuindo na prevenção de doenças coronarianas.

7 – Fortalece a imunidade
Por auxiliar o desenvolvimento da flora intestinal, estimula o sistema imunológico e aumenta a capacidade do organismo de combater as bactérias que entram em nosso corpo, melhorando a recuperação e prevenindo doenças.

Ajuda a emagrecer?
A banana verde é mais rica em fibras do que a madura e contém o amido resistente, que passa sem ser digerido pelo intestino delgado e só é fermentado no intestino grosso, auxiliando no emagrecimento. Se o consumo da farinha for para emagrecer, o ideal é consumi-la misturada na água trinta minutos antes das refeições. Os resultados do emagrecimento aparecem em média, após duas semanas de consumo.

Como as pessoas podem inclui-la na alimentação?
Pode-se consumir duas colheres de sopa de farinha de banana verde ao dia. Pode misturá-la em água, suco, alimentos ou saladas. Também pode ser utilizada no preparo de bolos, biscoitos e outras massas, substituindo a farinha de trigo.

Todo mundo pode ingeri-la? Há alguma contraindicação?
Não existem contraindicações, mas é importante manter o consumo de água adequado, pois o aumento do consumo de fibras sem hidratação pode gerar prisão de ventre e ressecamento nas fezes.

Siga o Blog Barra de Cereal no Facebook

Cinco benefícios das aulas de luta, que podem queimar até mil calorias

26 de junho de 2013 3


Fotos: Carlos Eduardo Guedes, Divulgação

Professor de lutas, o faixa preta de jiu-jitsu Fabiano Porto Mendes, da Academia Cia Athletica, revela que a procura por esse tipo de modalidade nas academias está cada vez maior. Tudo porque as aulas proporcionam emagrecimento, definição muscular e queimam muitas calorias.

Leia mais:

Conheça oito benefícios do amaranto, que auxilia no emagrecimento
Confira 10 cuidados antes de começar uma atividade física
10 motivos para incluir o ômega 3 na dieta
Confira os 10 chás amigos da dieta e da saúde
Conheça a raiz que ajuda a queimar gordura
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

ALGUMAS MODALIDADES
JIU-JITSU
É uma arte marcial fundamentada na defesa pessoal. É um dos esportes que mais cresce no mundo, ganhando milhares de adeptos todos os anos. Por ser uma arte que não emprega golpes traumáticos, é passível de ser adequada à todas as idades e ambos os sexos.

BOXE
O boxe ou pugilismo é um esporte de combate, no qual os lutadores usam apenas os punhos, tanto para a defesa, quanto para o ataque. A palavra deriva do inglês to box, que significa bater ou pugilismo (bater com os punhos), expressão utilizada na Inglaterra entre 1000 e 1850.

MMA
As artes marciais mistas (AMM), mais conhecidas pela sigla MMA (do inglês: mixed martial arts) incluem tanto golpes de combate em pé quanto técnicas de luta no chão. Podem ser praticadas como esporte de contato em uma maneira regular ou em um torneio no qual dois concorrentes tentam derrotar um ao outro. Utilizam uma grande variedade de técnicas permitidas de artes marciais, como golpes utilizando os punhos, pés, cotovelos, joelhos, além de técnicas de imobilização, como lances e alavancas.

MUAY THAY
É uma arte marcial originária da Tailândia. A disciplina física e mental que inclui golpes de combate em pé é conhecida como “a arte das oito armas”, pois caracteriza-se pelo uso combinado de punhos, cotovelos, joelhos, canelas e pés, estando associada a uma boa preparação física que a torna uma luta de contato total bastante eficiente. Juntamente com o Jiu-Jitsu é a arte marcial mais praticada por lutadores de MMA.

CINCO BENEFÍCIOS DAS AULAS DE LUTA

FÍSICOS - Desenvolve força, resistência, flexibilidade, velocidade, agilidade, definição muscular e emagrecimento.

MOTORES – Desenvolve coordenação motora, equilíbrio, habilidades motoras.

PSICOLÓGICOS - Desenvolve autoestima, autoconfiança, autocontrole, diminuição do estress do dia a dia.

COGNITIVOS – Desenvolve capacidade de planejamento, tomada de decisão, pensamento estratégico, velocidade de raciocínio.

SOCIAIS – Trabalho em equipe, confiança no colega, respeito, amizade, hierarquia.

CORPO DEFINIDO
As lutas promovem emagrecimento e definição muscular, desenvolve equilíbrio, força, coordenação motora, além de estimular a capacidade de planejamento e estratégia, autocontrole, autoconfiança, autoestima. Muitas famosas, como a apresentadora Sabrina Sato, estão fazendo aulas para modelar o corpo.

PROCURA
O condicionamento físico é o principal fator que leva tantas pessoas para as aulas de lutas. Por ser algo totalmente diferente, é grande a motivação. As aulas se tornam agradáveis mesmo sendo muito puxadas.

CUIDADOS
Roupa adequada, calçados confortáveis, hidratação constante e materiais de proteção.

ACESSÓRIOS
Ataduras, luvas, caneleiras, protetor bucal e quimono são acessórios que vão sendo utilizados com o passar do tempo. No inicio, só muita vontade.

CALORIAS
Atletas podem queimar 1.000 calorias por treino. Para os alunos iniciantes, em torno de 500 calorias.

Conheça oito benefícios do amaranto, que auxilia no emagrecimento

25 de junho de 2013 9


Divulgação, Agência RBS

O amaranto é um grão que vem ganhando destaque pelos benefícios à saúde. Fonte de carboidrato, possui cerca de 15% de proteínas, contendo todos os aminoácidos essenciais ao organismo. Também possui fibras, cálcio, fósforo e selênio (nutriente com excelente ação antioxidante).

Leia mais:

Confira 10 cuidados antes de começar uma atividade física
10 motivos para incluir o ômega 3 na dieta

Confira os 10 chás amigos da dieta e da saúde

Conheça a raiz que ajuda a queimar gordura

Personal trainer ensina 12 exercícios para definir o abdômen
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

 

 

A seguir, confira as dicas da nutricionista Marcele Policarpo.

OITO BENEFÍCIOS DO AMARANTO
- Pode ser usado por celíacos, pois não contém glúten
- Auxilia na redução da pressão arterial
- Fonte de fibras, auxilia no controle da glicemia
- Ajuda a reduzir o colesterol
- Antioxidante, atua retardando o processo de envelhecimento
- Por conter 15% de proteínas e aminoácidos essenciais, é um alimento auxiliar na manutenção de massa muscular
- Auxilia no funcionamento do intestino por conter fibras solúveis
- Por ser fonte de cálcio biodisponível (o mais absorvido pelo organismo), é uma boa opção para ser utilizado por pessoas que possuem deficiência desse micronutriente.

AUXILIA NO EMAGRECIMENTO
O amaranto é uma ótima ferramenta para quem busca redução de gordura corporal, pois é rico em fibras solúveis, que aumenta a saciedade. Quando há consumo de fibras, evita-se a ingestão de comidas gordurosas e industrializadas que são prejudiciais à saúde. Como as fibras solúveis também são importantes para regular o funcionamento intestinal, ajuda a diminuir o inchaço abdominal.


Divulgação, Agência RBS

COMO INGERIR
Como o amaranto tem sabor ameno, pode ser incorporado a várias preparações como: sopas, sucos, saladas, bolos integrais, pães integrais.

ONDE ENCONTRAR

O amaranto pode ser encontrado em lojas de produtos naturais e supermercados.

QUANTIDADE DIÁRIA RECOMENDADA
A indicação do consumo varia de pessoa para pessoa e dos objetivos que cada um busca. Podendo variar o consumo para cada indivíduo – de uma a seis colheres de sopa por dia.

RECEITAS

Risoto de arroz integral e amaranto
Ingredientes
1 xícara de arroz integral
½ xí­cara de amaranto
1 xícara e ½ de cogumelo Shitake fatiado
½ xí­cara de alho-poró fatiado
1 colher (chá) de sal light
½ xí­cara de semente de girassol descascada
1 xícara de queijo tipo quark
1 colher de chá de açafrão
1 colher de sopa de salsa picada
1 colher (sopa) de azeite de oliva extravirgem

Modo de Preparo
Em uma panela, coloque o amaranto e o açafrão e deixe ferver por cerca de 20 minutos. Em outra panela, acrescente o arroz, a água, o sal light e o óleo e deixe cozinhar em fogo brando. Adicione o alho-poró e o cogumelo shitake. Adicione o amaranto já cozido e misture bem.
Após a mistura ficar homogênea, adicione o queijo quark, misture bem e retire a panela do fogo. Acrescente a semente de girassol e sirva em seguida.

Rendimento: 5 porções de aproximadamente 4 colheres de sopa.
Valor calórico por porção: 130,7 kcal.

Bolinho de amaranto e espinafre assado
Ingredientes
1 dente de alho amassado
1 xícara de amaranto
½ xícara de aveia em flocos grossos
1 xícara e ½ de espinafre cozido e picado
3 colheres de sopa de farinha integral
2 xícaras de leite desnatado
2 fatias de ricota
1 colher de chá de sal light
1 colher de café de pimenta malagueta

Modo de preparo
Em uma panela com água, coloque o espinafre, tampe e deixe cozinhando por aproximadamente cinco minutos em fogo baixo. Em uma teflon, doure o dente de alho amassado, junte o leite, o amaranto, a aveia e a farinha integral. Cozinhe em fogo baixo, mexendo até engrossar. Acrescente o espinafre, o sal light e a pimenta e mexa até desgrudar da panela. Deixe esfriar a massa por aproximadamente 15 minutos. Após, separe com o auxílio de uma colher de sopa porções da massa. Aperte o centro e acrescente pequenos pedaços de ricota. Enrole em formatos de bolinhas. Unte uma forma e asse por aproximadamente 25 minutos.

Rendimento
12 unidades de aproximadamente 35g
Valor calórico por porção/ unidade: 65,65 kcal

Você já ouviu falar nos tipos de pisada? Descubra qual é a sua

24 de junho de 2013 10


Bruno Alencastro, Agência RBS

Como você escolhe seu tênis? Quando comecei a correr, há dois anos, uma das primeiras dúvidas que tive foi “que tênis comprar”? Quando chegamos em uma loja especializada em materiais esportivos há uma infinidade de modelos nas prateleiras. Mas nem sempre aquele mais bonito ou com “aquele” amortecimento” pode ser o mais adequado para você.

Leia mais:

Confira 10 cuidados antes de começar uma atividade física
10 motivos para incluir o ômega 3 na dieta

Confira os 10 chás amigos da dieta e da saúde

Conheça a raiz que ajuda a queimar gordura

Personal trainer ensina 12 exercícios para definir o abdômen
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

A seguir, o diretor técnico do Laboratório do Pé, Jefferson Selaimen Machado, tira todas as dúvidas sobre a pisada:

PISADA
É o contato do calcanhar no solo, o apoio de todo o pé e a propulsão do pé pelo eixo do primeiro dedo. Logo após vem o balanço que é o momento que um dos pés se encontra no ar.

TIPOS DE PISADA
– Pronada – Quando a parte de fora do calcanhar toca no chão, o pé inicia uma rotação excessiva para dentro (pisa para dentro).
– Supinada – O pé toca o solo com a face externa do calcanhar e se mantém na banda externa do pé (pisa para fora).
– Neutra – Começa com a parte externa do calcanhar e o pé rotaciona ligeiramente para dentro (pisa no centro).

Uma pessoa pode ter um pé pronado e o outro supinado. É muito raro, mas empresas já estão produzindo tênis para as três pisadas. Exemplos: Asics Kinsei 4, Nike Free Run 3, Nike Air Pegasus que é levemente pronado e levemente supinado.


Foto: Daniel Marenco, Agência RBS

CUIDADOS
As empresas fabricantes de tênis abusam da tecnologia para melhorar a absorção do impacto e evitar entorses. Os tênis neutros não interferem no desempenho ou prejudicam o atleta, mas se for comprado um para a correção e a pisada não for aquela que o tênis diz corrigir, pode piorar a lesão.
Ao usarmos um tênis inadequado, podemos ter lesão por estresse, tendinite, canelite, esporão de calcâneo, dores nos joelhos e coluna entre outras dores.

IMPORTÂNCIA DO TÊNIS
- Quando o pé atinge o solo, durante a corrida, aplica-se uma força de, aproximadamente, oito vezes o peso corporal. O corpo absorve o choque de cada passo. A resultante desta força é distribuída de uma forma correta quando estamos com um tênis adequado. A compra de um bom tênis não deve ser encarada como um gasto, mas como um investimento, pois estamos investindo na saúde.
- É aconselhável que os praticantes de esportes escolham o calçado mais confortável possível. Se tiverem algum erro de pisada, podem fazer um avaliação para verificar como é a sua caminhada.


Foto: Daniel Marenco, Agência RBS

AVALIAÇÃO
Atualmente, existe um aparelho chamado Baropodômetro que mede a pressão que o pé faz ao tocar no solo e analisa o tipo de pisada, minimizando o erro na compra do tênis. É importante que o aparelho seja grande para medir os dois pés numa mesma passada, pois se for pequeno e pegar um pé de cada vez, o resultado pode não ser fiel pois serão dois momentos distintos.
A baropodometria também serve para fazer um exame completo da marcha (caminhada) e da postura facilitando ao ortopedista a prescrição de uma palmilha ortopédica para evitar problemas no dia a dia e na corrida.
Também existem palmilhas para pé pronado ou supinado, o que gera uma customização do calçado e não só do tênis.

TIPO DE PISADA SEM EXAME
O solado do tênis mostra uma tendência do caminhar pronado ou supinado, mas identificar somente pelo desgaste do próprio calçado é arriscado, pois temos vícios de caminhada. Hoje, com tanta tecnologia, é importante fazer o teste.

VIDA ÚTIL
É muito relativa, pois depende do tempo em que a pessoa usa o tênis. Quem corre todos os dias, normalmente tem mais do que dois pares. Se usarmos o mesmo tênis todos os dias, a vida útil reduz para seis meses.

TIPO DE PISADA SEM EXAME
O solado do tênis mostra uma tendência do caminhar pronado ou supinado, mas identificar só pelo desgaste do próprio calçado é arriscado, pois temos vícios de caminhada. Hoje, com tanta tecnologia, é importante fazer o teste.

MODELOS DE TÊNIS E OS TIPOS DE PISADA



Foto: Divulgação
Asics Kayano – pronado
Asics Nimbus - supinado
Asics Kinsei - pronado, supinado e neutro
Nike Pegasus – levemente pronado e levemente supinado
Nike Vomero - neutro a supinado
Nike Zoom Elite – neutro
Mizuno Wave Precision - neutro
Mizuno Nirvana - pronado
Mizuno Wave creation - neutro
Mizuno Prorunner 15 - neutro
Mizuno Wave Prophecy - neutro
Reebok Real Flex Run - neutro
Adidas Adizero Boston 3 – supinado e neutro

Confira 10 cuidados antes de começar uma atividade física

23 de junho de 2013 5

A pedido do blog, o personal trainer Matheus Zanchet preparou 10 dicas para quem pretende começar uma atividade física.

Leia mais:

Sucesso no Instagram, Debs conta como perdeu 13 quilos e ainda ficou sarada
10 motivos para incluir o ômega 3 na dieta

Confira os 10 chás amigos da dieta e da saúde

Conheça a raiz que ajuda a queimar gordura

Personal trainer ensina 12 exercícios para definir o abdômen
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

1 – Fazer um check-up antes de iniciar qualquer modalidade – Isso proporciona uma segurança maior ao praticante e ao preparador físico.

2 – Procurar um profissional para acompanhamento (personal trainer) ou para monitorar as atividades – O professor informa e controla as atividades a serem executadas, evitando, assim, sobrecarga de atividades.

3 – Escolher uma atividade física que desperte a prática continuada – Exercícios executados com um largo intervalo de tempo não são saudáveis e fazem com que o praticante coloque sua saúde em risco, além de ficar suscetível a alguma lesão pela falta de preparo físico.

4 – Utilizar roupas adequadas (roupas, acessórios e calçados que proporcionem conforto) – Há vários materiais inteligentes para utilizar na prática de atividade física, como tecidos que aderem o suor, que protegem dos raios UVA e UVB, tênis para os diferentes tipos de pisadas, além de variados tipos de sistemas de anti-impacto.

5- Manter uma alimentação balanceada - Equívocos em relação à alimentação, podem desacelerar os ganhos em relação à performance. O acompanhamento nutricional é fundamental para o alcance dos objetivos.

6 – Alongar-se no início ou ao final da atividade - É interessante incrementar o treinamento com uma sessão de relaxamento ou alongamento para eliminar a tensão gerada pelo esforço muscular.

7 – Controlar a temperatura do local - Quando elevada demais, gera um desgaste maior e também induz à desidratação. O protetor solar também é fundamental em atividades ao ar livre.

8 – Hidratação - O corpo deve ser hidratado ao longo do dia. A falta de água no organismo pode gerar arritmia cardíaca pela perda de eletrólitos, desidratando o corpo.

9 – Descanso – Praticar exercícios com maior intensidade não são interessantes quando o corpo está cansado ou com um estresse mental mais acentuado. Neste caso, é recomendado um ritmo mais moderado, já que o corpo está com a frequência cardíaca mais elevada.

10 – Em caso de desconforto, evite auto-medicação. Procure um médico. Medicamentos não prescritos por profissionais habilitados podem gerar dependência, além de outros problemas na saúde.

Sucesso no Instagram, Déborah Viana conta como perdeu 13 quilos e ainda ficou sarada

22 de junho de 2013 6

Déborah Viana, 37 anos, é uma dentista que largou tudo para ter mais tempo para filha. Hoje ela é sócia de uma empresa de eventos e divide o tempo entre o trabalho, a família e sua vida saudável. Quem vê Déborah no Instagram @blogdadebs exibindo uma barriga definida e arrasando nos treinos de corrida, não imagina que ela já teve 13 quilos a mais a ponto de sentir vergonha. O corpo sarado foi conquistado em 13 meses com muito exercício e alimentação saudável.

Leia mais:

10 motivos para incluir o ômega 3 na dieta
Confira os 10 chás amigos da dieta e da saúde

Conheça a raiz que ajuda a queimar gordura

Personal trainer ensina 12 exercícios para definir o abdômen
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

Confira a entrevista:

O que foi fundamental para você alcançar sucesso na perda de peso?
O primeiro passo foi eu me enxergar. Eu me olhava todos os dias com 13 quilos a mais, só que não me enxergava. Eu acho que dado esse primeiro passo, eu tinha meio caminho andado. Depois disso, muito foco e disciplina.

Você já tinha feito dietas antes?
Sim. Quando eu tinha 20 anos, engordei 12 quilos durante a faculdade. Naquela época, para emagrecer fiz Vigilantes do Peso.

A corrida foi importante neste processo?
Muito! Primeiro porque é um esporte que eu amo, então não fazia para emagrecer. Acho que quando você corre apenas com o intuito de emagrecer, o esporte acaba virando um fardo e, por isso, muitas pessoas desistem no meio do processo, quando incluem alguma atividade que não gostam. Segundo porque é um dos que mais têm gasto calórico. É impressionante a diferença na perda de medidas quando você corre. Só que no começo, como estava muito acima do meu peso, não corria, fazia apenas caminhava. À medida em que fui perdendo peso, comecei a trotar, até chegar a correr.


Déborah (1ª da esq. p/ a dir.) praticamente não tem fotos no período em que estava acima do peso.

Em que momento você decidiu que não queria mais ser gordinha?
Foram dois momentos, na realidade. O primeiro, quando tinha 20 anos, em que engordei 12 quilos. No último ano, não queria me formar gordinha, foi o motivo que eu precisava para emagrecer. O segundo momento, foi no pós-parto. Na gravidez eu engordei apenas oito quilos. Quando estava amamentando, logo após a quarentena, eu já queria voltar logo ao meu corpo, comecei a correr em alta intensidade e meu leite começou a secar. Eu queria muito amamentar, então, o pediatra da minha filha me proibiu de correr e me prescreveu um remédio para estimular a produção de leite. Nesse período, tranquei a academia e fiquei sendo mãe full time. Durante sete meses esqueci quem era a Déborah mulher, esposa, profissional, vivi para a minha filha. Um dia, tínhamos uma festa (e a Duda já tinha parado de mamar), fui me vestir e percebi que não tinha mais nenhuma roupa. Só as de grávida. Foi quando me dei conta que “me queria de volta”. Sempre fui supervaidosa, jamais poderia imaginar chegar ao ponto que cheguei. Então, foi nesse dia que acho que me enxerguei de verdade e resolvi mudar.

Qual foi o momento mais difícil da dieta?
Sem dúvida nenhuma, o começo. No primeiro mês, como eu não podia ainda fazer atividades de alta intensidade, a nutricionista restringiu bem a dieta. Eu passei sete meses comendo o que queria, na quantidade que queria. Não é que a dieta fosse de passar fome, mas eu estava acostumada com uma quantidade absurda de comida. Os dois primeiros meses foram horríveis, porque além de estar me readaptando, reaprendendo a comer, eu não via tantos resultados.

Você chega a levar alimento para algum evento para seguir a dieta?
Não. Nem quando eu estava na fase de emagrecimento eu fazia isso. No começo, quando minha dieta era bem restrita, abri mão da minha vida social. Eu acho que é extremamente deselegante você ser convidado pra uma pizza e levar um pote de salada. Depois do terceiro mês, a nutricionista me dava uma refeição “livre” (sem exageros, obviamente) e eu a usava nesses eventos sociais. Sempre antes de sair de casa comia alguma coisa pra não chegar no lugar morrendo de fome.

Você fez alguma cirurgia plástica ou tomou medicamento antes ou depois do emagrecimento?
Só para colocar prótese de silicone em 2010, antes da minha filha nascer. Nunca tomei medicação, foi tudo na dieta e nos exercícios.


Déborah e a filha, Duda

Existem alimentos que você não come em hipótese alguma?
Não. A reeducação alimentar me mostrou que você pode sim, comer de tudo um pouco. Basta não exagerar e saber fazer “trocas” inteligentes.

Você costuma ingerir bebida alcoólica?
Adoro vinho, então, depois que atingi meu peso ideal, eu tomo umas duas tacinhas no final de semana. Mas durante 13 meses, que foi o período do emagrecimento, não coloquei uma gota de álcool na boca.

Poderia descrever a sua dieta hoje?
Estou no meu peso ideal e treinando pra uma maratona (42 quilômetros).Então, meu gasto energético é muito grande. Sempre tomo um suco verde de manhã em jejum. Antes de treinar um shake com whey, aveia, cacau e canela em só. Depois do treino é que tomo meu café. Como mais proteínas, deixando os carboidratos para a hora do almoço. Até costumo brincar com as minhas seguidoras, faço um prato de “pedreiro”, bem grande e sortido mesmo. À tarde, tomo dois lanches e à noite janto com menos carboidrato do que no almoço. Se sinto muita fome, ainda tem uma ceia onde posso comer cookies integrais e chá.

Quando você decidiu compartilhar seu dia a dia no Instagram?
Numa brincadeira com as minhas amigas, elas disseram: “Você não tem coragem de postar suas fotos na internet gordinha desse jeito”. Dai falei pra elas: “Não só tenho, como vou! Vai ser meu estímulo pra ser uma noiva sarada(porque iria casar em abril)”. Eu sempre fui muito brincalhona, não tenho vergonha de mostrar o que já fui, mas os meus primeiros seguidores eram do meu Instagram pessoal. Eu tinha o IG @blogdadebs como uma forma de não furar a reeducação alimentar e a academia.

Uma superdica da Debs?
Não importa o esporte que você vai praticar. Procure um que te faça bem, que seja seu momento de lazer. O ser humano não nasceu para ser sedentário. Sem neuras, exercitem-se!

Que recado você daria para os leitores do blog Barra de Cereal?
Não existe segredo, fórmula milagrosa ou simpatia. Existe sim, uma mudança de comportamento e de estilo de vida. Emagrecer de forma saudável, não é só restringir a alimentação, é mudar a forma de pensar.

RECEITA DA DEBS


Quibe de salmão

Ingredientes
Óleo de coco para untar
300 gramas de salmão
1/2 cebola
1/2 dente de alho
1 xicara de quinoa cozida
2 colheres de sobremesa de mostarda Dijon
1 pote de iogurte desnatado (200ml)
2 claras
Sal a gosto

Modo de preparo
Bata tudo no processador e coloque no forno médio por mais ou menos 30 min ou ate dourar. Sirva com salada ou legumes cozidos no vapor

Descubra se o ovo é vilão ou mocinho em uma dieta saudável

21 de junho de 2013 3


Divulgação/Revista Casa e Comida

A pedido do blog Barra de Cereal, a nutricionista Elenise Corbari tira todas as dúvidas sobre ao ovo.
Confira a entrevista.

Leia mais:

10 motivos para incluir o ômega 3 na dieta
Confira os 10 chás amigos da dieta e da saúde

Conheça a raiz que ajuda a queimar gordura

Personal trainer ensina 12 exercícios para definir o abdômen
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

O ovo é o mocinho ou o vilão em uma dieta?
O ovo já foi considerado um vilão da dieta por ser um alimento rico em colesterol, porém estudos científicos identificaram muitos benefícios no consumo de ovos.

Quais são os benefícios do ovo?
1 – Aumenta o bom colesterol (HDL) - Pesquisas apontam que apesar de haver um aumento do LDL (colesterol ruim) com o consumo do ovo, há também um aumento do HDL, o que é muito importante, pois o colesterol participa de várias funções no organismo, como a formação de hormônios.
2 – Ajuda a ganhar músculos - Na albumina, a proteína da clara há grande quantidade de leucina, um aminoácido que evita a perda de massa magra, auxilia na manutenção da força muscular e contribui para a formação da musculatura.
3 - Contribui na diminuição da ansiedade – O ovo é uma ótima fonte de triptofano, aminoácido precursor da serotonina, substância que dá sensação de bem-estar e diminui o nível de ansiedade.
4 - Melhora a aparência - Ajuda na prevenção de inchaços e é rico em biotina e ferro, nutrientes essenciais para a produção de colágeno e queratina, que ajudam a manter o cabelo brilhante e as unhas fortes.
5 - Protege a visão – Previne a degeneração macular, que é a causa principal da cegueira dos idosos, pois as gemas apresentam luteína e a zeaxantina na sua composição.
6 – Melhora a função neurológica – A colina contida no ovo também está relacionada à melhor função neurológica e é excelente para a dieta das gestantes, pois contribui para o desenvolvimento cerebral do feto.


Lauro Alves, Agência RBS

Composição da gema
Água (%) – 49
Calorias – 65
Proteína (g) – 3
Gordura (g) – 6
Ácido Graxo Saturado (g) – 1,7
Ácido Graxo Monoinsaturado (g) – 2,2
Ácido Graxo Poliinsaturado (g) – 0,7
Colesterol (mg) – 272
Carboidrato (g) – traços
Cálcio (mg) – 26
Fósforo (mg) – 86
Ferro (mg) – 0,9
Potássio (mg) – 15
Sódio (mg) – 8
Vitamina A (UI) – 310
Vitamina A (Retinol Equivalente) – 94
Tiamina (mg) – 0,04
Riboflavina (mg) – 0,07
Niacina (mg) – traços
Ácido Ascórbico (mg) – 0

Composição da clara
Água (%) – 88
Calorias – 15
Proteína (g) – 3
Gordura (g) – traços
Ácido Graxo Saturado (g) – 0
Ácido Graxo Monoinsaturado (g) – 0
Ácido Graxo Poliinsaturado (g) – 0
Colesterol (mg) – 0
Carboidrato (g) – traços
Cálcio (mg) – 4
Fósforo (mg) – 4
Ferro (mg) – traços
Potássio (mg) – 45
Sódio (mg) – 50
Vitamina A (UI) – 0
Vitamina A (Retinol Equivalente) – 0
Tiamina (mg) – traços
Riboflavina (mg) – 0,09
Niacina (mg) – traços
Ácido Ascórbico (mg) – 0

Devemos ingerir mais clara do que gema? Por quê?
A clara é rica em albumina (um tipo de proteína) e não tem gordura. O atleta deve consumir proteína depois do treino, para ajudar na recuperação e na restauração dos músculos. A gema também tem proteína, mas contém colesterol. Por isso pode-se consumir mais clara do que gema.

Quais são os cuidados que devemos ter com o ovo?
Os ovos devem ser armazenados dentro da embalagem sem lavá-los, para não retirar a película natural de proteção. Devem ser lavados antes de prepará-los para consumo. O cozimento do ovo deve ser adequado para que as bactérias que podem estar presentes no alimento não sobrevivam. O melhor é cozinhá-lo por 12 minutos.

O ovo aumenta o colesterol?
Estudos científicos descobriram que apenas uma pequena parcela do colesterol sanguíneo provém da dieta e a maior parte é produzida pelo próprio organismo.


Foto: stock.xchng

Qual é a quantidade diária recomendada?
Pessoas saudáveis que mantêm uma alimentação equilibrada podem ingerir um ovo por dia, sem riscos.

Atletas e pessoas que frequentam academias costumam ingerir o ovo. Por quê?
Porque o ovo possui proteína de alto valor biológico e é rico em albumina, que atua no ganho de massa muscular.

O ovo ajuda a emagrecer?
Por ser fonte de proteína de alto valor biológico e rico em aminoácidos essenciais, sua digestão é mais lenta, o que ajuda no aumento da saciedade, principalmente se for ingerido pela manhã, pois faz com que se consuma menos calorias ao longo do dia. Por ajudar no combate da ansiedade, facilita o controle alimentar e o emagrecimento. Mas atenção: evite o ovo frito.

RECEITAS

CAFÉ DA MANHÃ
Ovo mexido


Foto: Bunge

Ingredientes
1 ovo
3 colheres de tomate (legume ou verdura de sua preferência)
1 fio de azeite de oliva extra virgem
Sal a gosto

Modo de preparo
Misture todos os ingrediente, leve ao fogo e mexa até cozinhar bem.

ALMOÇO
Omelete

Ingredientes
2 claras
1 gema
1/4 de cebola ralada
1 raminho de salsa
1 col. (café) azeite de oliva extra virgem
1 fatia média de queijo branco ou 2 colheres (sopa) de requeijão light
sal a gosto

Modo de preparo
Bata os ovos, acrescente o queijo, a cebola, o sal e a salsa. Coloque o azeite numa frigideira, despeje a mistura e cozinhe em fogo médio.