Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 7 julho 2013

Atividade aeróbica pode provocar perda de músculo? Tire essa e outras dúvidas

07 de julho de 2013 14


Foto: Zee Nunes

Quem pratica atividade aeróbica e faz musculação sempre fica com aquela dúvida de estar perdendo músculo. O blog Barra de Cereal escalou a nutricionista Marina Cargnin, da Clínica Nutrissoma, para tirar todas as dúvidas.

Leia mais:

Confira três combinações para deixar as pernas definidas
Confira cinco alimentos que ajudam a alcançar pernas bem torneadas
Saiba por que a bebida alcoólica é prejudicial para quem pratica exercícios físicos
Conheça a farinha que auxilia na perda de peso
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

Confira a entrevista.

Quais são os deslizes que nos impedem de ganhar músculo?
A falta de controle alimentar é o principal deslize quando o ganho de massa é satisfatório. Para quem deseja “crescer”, é fundamental ter muita disciplina em relação à frequência alimentar (número de refeições por dia) , horários e, principalmente, em relação às escolhas alimentares.

Para que os músculos possam se desenvolver, você deverá se alimentar muito bem, fornecendo ao corpo um balanço energético positivo para que a hipertrofia aconteça. A ingestão equilibrada de nutrientes fará com o corpo possa aumentar o volume muscular sem aumentar o peso de gordura, sempre temido pelos praticantes de atividade física.

A atividade aeróbica pode ocasionar a perda de músculo?
Haverá perda de massa muscular na atividade aeróbica quando a alimentação não estiver adequada em relação à modalidade praticada, frequência e intensidade de treinos.

Caso a dieta seja muito restritiva e o treino muito intenso, o corpo tende a utilizar massa muscular como fonte de energia, o que chamamos de catabolismo proteico e, assim, provocar a perda de músculo.

Com uma dieta equilibrada e treino adequado, o corpo tende a utilizar carboidratos ou gorduras como fonte de energia deixando a massa muscular íntegra.

Como evitar a perda de músculo?
Para quem treina para crescer, é fundamental que o nutricionista esteja em harmonia com as orientações do treinador e saiba detalhes do nível de treino, fase de treinamento e periodização para que as estimativas calóricas sejam calculadas de forma mais precisa otimizando os resultados desejados com dieta + treino.

Além de conseguir chegar mais rápido nos objetivos propostos, essa parceria instrutor-nutricionista tende a evitar efeitos contrários como perda de peso ou perda de massa muscular (catabolismo) caso o planejamento alimentar não esteja compatível com o nível de treinamento.

A suplementação é importante?
Além de bons hábitos alimentares e escolhas saudáveis, a suplementação pode melhorar ainda mais a correta ingestão de nutrientes, otimizando ainda mais os resultados pretendidos. Mas, como o nome mesmo diz, é um “suplemento” que tem por objetivo repor algum nutriente que pode estar com deficiência na dieta. O objetivo, porém, é sempre atingir as recomendações diária de vitaminas e minerais e macronutrientes através de uma alimentação saudável e equilibrada.

Todo mundo que faz musculação tem de tomar suplemento?
Apesar dos suplementos estarem muito na moda, nem todas as pessoas têm a necessidade de suplementar. A composição corporal, o nível de treinamento, a frequência de treino, os hábitos alimentares e a dieta são fatores decisivos para determinar se há necessidade de suplementar ou não.


Foto: Vanir Nicchetti de Campos

Comer alimentos riscos em proteína pode auxiliar no ganho de massa?
Geralmente quem treina para ganho de massa tem uma tendência a extrapolar sua ingestão de proteína diária acreditando que assim seus músculos poderão crescer mais rápido. De fato, um aporte proteico adequado é fundamental para que a síntese proteica ocorra de forma constante, promovendo o desenvolvimento da musculatura. Porém, o corpo tem um limite de absorção diário e todo excesso de proteína consumido será excretado. É importante uma ingestão equilibrada não apenas de proteína mas também de carboidratos para que a hipertrofia possa acontecer.

Em quais circunstâncias a suplementação é recomendada?
Os motivos para utilizá-los são os mais variados: dificuldade de ganhar de massa muscular, retardo da fadiga muscular, melhora da performance durante treinos e em competições, etc. Cada suplemento tem sua funcionalidade.
A suplementação será recomendada para quem demanda de um aporte calórico aumentado, quando se tem mais de uma sessão de treino ao dia e não há tempo suficiente de recuperação para o próximo estímulo, ou simplesmente pela praticidade, pois conseguimos concentrar uma quantidade maior de um nutrientes de forma mais rápida e prática como shakes, cápsulas, gel, etc.

Que tipos de suplementos são recomendados para ganhar músculo?
Suplementos à base de proteína como whey protein, os anticatabólicos como BCAA, além das opções de creatina para ganho de força e os a base de carboidratos como dextrose, maltodextrina para uma recuperação adequada.

Marcas nacionais: Integralmédica, Probiótica, DNA, Body Action e Solaris.

Marcas importadas: Optimum, Universal, Syngex, VPX, Dinamatyze.

SIGA o Blog Barra de Cereal no Facebook