Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 12 julho 2013

Conheça a doença que prejudica o emagrecimento e o ganho de massa magra

12 de julho de 2013 5

Eu nunca tinha ouvido falar na disbiose intestinal até a nutricionista Denise Entrudo sugerir que o Blog Barra de Cereal abordasse o tema. Quem sofre desse desequilíbrio tem dificuldades para emagrecer e desenvolver massa muscular.

Leia mais:

Confira três combinações para deixar as pernas definidas
Confira cinco alimentos que ajudam a alcançar pernas bem torneadas
Saiba por que a bebida alcoólica é prejudicial para quem pratica exercícios físicos
Conheça a farinha que auxilia na perda de peso
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

A seguir, confira as entrevista com a nutricionista Denise Entrudo.

O que é a disbiose intestinal
O nosso intestino é um órgão funcionalmente ativo e nele temos a microbióta intestinal. No intestino grosso, onde a microbióta é mais numerosa e diversificada, há o predomínio das probióticas, bactérias com ações benéficas para o organismo. O intestino também é habitado por bactérias nocivas e, quando existem mais dessas bactérias do que as benéficas, chamamos esse desequilíbrio de disbiose intestinal.


Foto: Açúcar União

Causas
Está relacionada à má alimentação. A dieta ocidental pobre em fibras, rica em açúcar e aditivos alimentares está diretamente relacionada com a saúde intestinal. Mas, também podemos desenvolver por meio do uso contínuo de medicamentos, estresse e uso abusivo de laxantes.

Como identificar a disbiose intestinal
A disbiose pode ser identificada através da saúde do intestino, pela aparência das fezes, consistência e frequência da evacuação. O nutricionista também deve verificar se o paciente tem dores abdominais frequentes, sensibilidade à palpação no baixo ventre, rigidez da pele e o maior volume abdominal.

Sintomas
Que sofre de disbiose tem alterações inflamatórias e imunológicas (isso gera doenças), provocando sintomas como diarreia, dor abdominal, flatulência e constipação, além de infecções do trato genito-urinário, doenças inflamatórias intestinais, cândida, intolerância à lactose e piora da imunidade.
A disbiose também provoca dificuldade na perda de peso e no desenvolvimento de massa muscular. Isso acontece porque a doença prejudica a absorção de nutrientes como as vitaminas e minerais e esses servem de co-fator para o nosso metabolismo.
Quando a disbiose se instala, a formação de serotonina tem um déficit e pode acarretar em aumento da ansiedade. E isso poderá prejudicar no emagrecimento, tendo em vista que quando a ansiedade se instala, ingerimos mais alimentos gordurosos e ricos em açúcar.


Foto: Divulgação

Como tratar
Podemos tratar com suplementos a base de probióticos (isolados) e através da alimentação. A dieta deve ser rica em fibras solúveis, insolúveis, amido resistente e oligossacarídeos. Esses nutrientes estão naturalmente em alimentos de origem vegetal, como cebola, alho, tomate, banana, farinha de banana verde, cevada, aveia, trigo, mel, talos, raízes, folhas e sementes de diversos vegetais.

Como prevenir
Tendo uma alimentação saudável e de preferência sem açúcar e aditivos. E sempre cuidar o hábito intestinal.


Foto: Roni Rigon, Agência RBS

Dica na nutri
Busque sempre uma alimentação saudável, sem aditivos e açúcar e adoçante. Aumente a ingestão de frutas, alimentos crus e cereais ricos em fibra. E busque o equilíbrio da saúde, unindo alimentação saudável e exercício físico.