Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Conheça os sete benefícios do chimarrão e tire suas dúvidas

16 de agosto de 2013 14

chimas01

Foto: Adriana Franciosi

A pedido dos leitores, a dica de hoje é sobre o chimarrão. O blog recebeu dúvidas sobre a bebida típica gaúcha e a prática de atividades físicas. Escalei a nutricionista Geórgia Bachi.

Leia mais
Treinar em jejum favorece a queima de gordura? 
Nutricionista dá dicas para se livrar da gordura localizada
Confira cinco alimentos que ajudam a alcançar pernas bem torneadas
Cinco motivos para consumir o chá verde, mas atenção aos cuidados
Saiba por que a bebida alcoólica é prejudicial para quem pratica exercícios físicos
Confira cinco alimentos que ajudam a combater a celulite

Chimarrão
O chimarrão é feito a partir da erva-mate, uma planta nativa da América do Sul. Também é misturado com diferentes chás, como anis, verde, hortelã e outros.

Sete benefícios do chimarrão
1 – Elimina a fadiga – O chimarrão possui alcaloides, sendo o principal a cafeína. Eliminando assim, o cansaço, tanto físico como mental.
2 - Digestivo – A erva-mate possui propriedades digestivas, laxativas, combatendo a constipação intestinal.
3 - Diurético – Como o chimarrão é tomado quente (60 a 75ºC), fortalece ainda mais a capacidade diurética. Beneficia quem tem retenção de líquidos.
4 - Contém sais minerais – A erva-mate possui minerais: ferro, fósforo, potássio e manganês, completando a dieta.
5 - Possui antioxidantes: A erva-mate possui compostos fenólicos, que combatem o envelhecimento celular.
6 – Auxilia na regeneração celular – Os bioativos do chimarrão, ajudam na manutenção de nossas células.
7 – Estimula atividade física – Além de aquecer e eliminar a fadiga, irá proporcionar mais energia na hora de enfrentar uma atividade física.


Foto: Genaro Joner

Quantidade diária recomendada
Não existe uma regra geral, pois as necessidades e tolerâncias variam para cada pessoa. Em geral, os chás diuréticos. como a erva-mate. podem ser utilizados em doses altas. sem problemas. O excesso é eliminado pela urina.

Quem toma chimarrão, pode praticar atividades físicas tranquilamente?
Deve. A atividade física é muito benéfica à saúde, para todas as idades e todas as pessoas.

Existe algum período antes do exercício em que se deve evitar o chimarrão? E depois da atividade física?
Antes da atividade física, seu consumo se torna benéfico em razão da presença da cafeína. Amplia a energia e a capacidade de desenvolver as atividades físicas, é um excelente estimulante. No pós-treino, não é interessante sua utilização, pois o organismo já perdeu líquidos durante a atividade física, e o chimarrão, por ser diurético, não irá hidratar o corpo.

É possível tomar chimarrão durante a atividade física?
Não existem problemas referentes à nutrição. Em algumas modalidades, sua utilização se tornará difícil. Claro, que a degustação do chimarrão deverá ser em um momento de pausa, e não simultaneamente com a atividade, evitando assim um possível acidente.

SUPERDICA DA NUTRI
O chimarrão é diurético, ou seja, auxilia o corpo na eliminação de líquidos. Dessa forma, ele não hidrata o corpo, ao contrário do que muitos pensam. Desta forma, não pode ser substituído pela água pura, em temperatura ambiente.

 

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes

Comentários (14)

  • Alisson diz: 16 de agosto de 2013

    Olá,

    Faltou mencionar que pessoas com intolerância a cafeína devem ingeri-lo com restrições, ainda mais ante exercícios físicos. A cafeína é um ótimo estimulante para aqueles que podem ingeri-la comprovadamente sem efeitos colaterais, caso contrário pode levar a morte por descompasso no ritmo cardíaco. Não faltam estudos sobre isso.

    Espero ter contribuído.

  • Barbara Garcia diz: 16 de agosto de 2013

    Muito interessante, confesso até que fazia esta substituição da água pelo chimarrão, pois tinha em mente que tomando qualquer um dos dois eu obteria o mesmo resultado e já lendo esta reportagem entendi que não é por ai.

    Muito obrigada novamente pela dica Geórgia, fico no aguardo de novas informações!!!

  • Marcos diz: 16 de agosto de 2013

    Tradição gaúcha ligada a qualidade de vida. Excelente matéria. Parabéns.

  • Breno Lopes diz: 16 de agosto de 2013

    Mas Bah! tchê! coisa bem boa, não fico um dia sem tomar meu chima .

  • vitor gomes diz: 16 de agosto de 2013

    Os médicos me disseram que a erva mate possui fungo alguém saberia responder sobre isso???

  • Oliveira diz: 17 de agosto de 2013

    Tá aí, mais um motivo para valorizar as coisas do nosso Estado. Chá de gringo é o caramba, o negócio é erva-mate. Agora só falta baixar um pouco o preço, que tá muito caro…

  • luiz pacheco da luz diz: 17 de agosto de 2013

    tem muito mais para falar a respeito do chimarrão(uma das coisas que mais me orgulha é de que ele não se faz de rogado, frequentando qualquer ambiente),mas e principalmente, porque não conheço outra bebida que imponha mais respeito: fortalece e refaz amizades, namoros etc…e nunca vi nem ouvi falar que alguém jogasse um chimarrão fora. Mas está faltando incentivo por parte do goveno estadual ao produtor, seria uma forma de baratear o custo do nosso chimarrão.

  • Marilim diz: 17 de agosto de 2013

    Sou viciada nesta bebida. Eu a tomo desde os 12 anos de idade. Além de todos esse benefícios que a bebida trás, ela é emagrecedora pelas misturas de ervas contidas no consumo diário(isso dito por um médico). Fui proibida terminantemente de tomá-lo por um tempo, porque o chimarrão em algumas pessoas inibi o apetite, foi o que me aconteceu. Mas disse ao médico que não conseguiria, porque é o meu companheiro diário, claro que tentei diminui-lo, mas tomo até hj e me sinto muito bem, inclusive no meu peso corporal. Mantenho até hj 54 quilos e nunca passei disso. Adorei a matéria!

  • Marilim diz: 17 de agosto de 2013

    Sou viciada nesta bebida. Eu a tomo desde os 12 anos de idade. Além de todos esse benefícios que a bebida trás, ela é emagrecedora pelas misturas de ervas contidas no consumo diário(isso dito por um médico). Fui proibida terminantemente de tomá-lo por um tempo, porque o chimarrão em algumas pessoas inibi o apetite, foi o que me aconteceu. Mas disse ao médico que não conseguiria, porque é o meu companheiro diário, claro que tentei diminui-lo, mas tomo até hj e me sinto muito bem, inclusive no meu peso corporal. Mantenho até hj 54 quilos e nunca passei disso. Adorei a matéria!

  • Marilim diz: 17 de agosto de 2013

    Sou viciada nesta bebida. Eu a tomo desde os 12 anos de idade. Além de todos esse benefícios que a bebida trás, ela é emagrecedora pelas misturas de ervas contidas no consumo diário(isso dito por um médico). Fui proibida terminantemente de tomá-lo por um tempo, porque o chimarrão em algumas pessoas inibi o apetite, foi o que me aconteceu. Mas disse ao médico que não conseguiria, porque é o meu companheiro diário, claro que tentei diminui-lo, mas tomo até hj e me sinto muito bem, inclusive no meu peso corporal. Mantenho até hj 54 quilos e nunca passei disso. Adorei a matéria!

  • Marcia diz: 17 de agosto de 2013

    Perfeito, vou voltar a tomar chimarrão antes da academia ;) Valeu a dica!

  • Jose C Fonseca diz: 18 de fevereiro de 2014

    Sempre faz bem uma mate amargo bem saboreado com calma e paciencia, desde o preparo ateh o ultimo gole. Parabens a todos os afetos a essa maravilhosa e saudavel bebida.

  • Allan diz: 25 de março de 2014

    Faltou a matéria abordar as doenças que podem ser transmitidas por meio do compartilhamento da cuia. Sem falar na presença de HAP (Hidrocarbonetos Aromáticos Policíclicos), um composto com potencial cancerígeno.

    Convido os mais crentes na salubridade da roda de chimarrão a lerem o trabalho de Diego Goulart Sampaio intitulado “Análise Quantitativa Da Contaminação Bacteriana No Bucal De Bombas De Chimarrão”.

    O seguinte trecho foi retirado de uma matéria do site g1.globo.com:

    “Qualquer coisa que passe de boca em boca pode facilitar o contágio de uma gripe ou outra doença que seja transmitida pelo contato direto”, diz o professor Cláudio Vageck Canal, da UFRGS. Apesar de ser preparado com água quente, a temperatura da água não chega à fervura e portanto não é suficiente para matar o vírus.”

    Deixo minha contribuição aqui com o objetivo de complementar as informações da matéria, assim todos terão mais subsídios para uma escolha consciente.

  • Gustavo diz: 9 de setembro de 2014

    Allan, eu tomo mate igual castelhano. Eu e minha cuia. Não gosto de ficar passando pra todo mundo. Nem por causa do que tu mencionou mas porque acaba a térmica e tu toma dois, três só. Agora, se tu for ficar pensando em tudo que faz mal, acaba que não sai nem no sol com medo de câncer.

Envie seu Comentário