Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Saiba como evitar o excesso de peso durante a gestação

23 de agosto de 2013 1


Foto: Diego Vara

Uma das preocupações das futuras mamães é o excesso de peso e a volta à forma física. A nutricionista materno-infantil Ana Carolina Terrazzan, da Clínica Nutrissoma, explica como um planejamento pode ajudar as gestantes (e as futuras) a se livrarem dos quilinhos extras.

Leia mais
Cinco motivos para consumir o chá verde, mas atenção aos cuidados
Conheça o alimento que promove uma verdadeira faxina no organismo
Confira cinco alimentos que ajudam a alcançar pernas bem torneadas
Conheça a raiz que ajuda a queimar gordura
Nutricionista dá dicas para se livrar da gordura localizada
Conheça a farinha que auxilia na perda de peso

Antes de a mulher engravidar, que recomendações ela deve seguir para evitar o excesso de peso durante a gestação?
Para aquelas mulheres que já estão pensando em engravidar e estão preocupadas em manter a boa forma, é sempre válido iniciar o acompanhamento com uma nutricionista materno-infantil, independentemente do estado nutricional. Assim, é possível verificar se a alimentação está adequada e se a mulher está bem nutrida.
Para aquelas que estão um pouquinho acima do peso, o acompanhamento é fundamental, pois permite a programação da perda de peso antes da gestação.

É possível evitar o ganho de peso durante a gestação?
Neste período não é indicado “não ganhar peso”. O ganho de peso na gestação não significa simplesmente aumento de gordura corporal. Durante a gestação, ocorre aumento de diversos “compartimentos corpóreos”: os seios aumentam de tamanho, o fluxo sanguíneo a e quantidade de líquidos aumentam, há também o peso da placenta e o líquido amniótico. Portanto, o aumento de peso deve ocorrer. Mas deve ser controlado. A determinação varia conforme o estado nutricional da mulher antes de engravidar, e varia de cinco a nove quilos para mulheres com obesidade pré-gestacional até 12,5 a 18 quilos para para mulheres com baixo peso pré-gestacional (conforme Institute of Medicine, 2009).


Foto: Stock Images

Gestante precisa comer por dois?
Não. Embora ela esteja gerando uma criança, que precisa receber alimento e nutrientes, não há necessidade de consumo muito elevado de alimentos na gestação. O que a mulher deve, sim, fazer é manter a alimentação variada, equilibrada, para que consuma todos os macro e micronutrientes necessários para seu bem estar, e para manutenção do estado nutricional adequado.

É verdade que gestante não pode usar adoçante e leite desnatado? Como suspender o uso sem engordar?
Conforme a American Diabetes Association (ADA), os adoçantes aprovados para uso pela população, incluindo  gestantes são: aspartame, acesulfame-K, sacarina, sucralose e neotame. No entanto, o uso deve ser orientado para as gestantes que realmente necessitam evitar consumo de sacarose. Para as mulheres que utilizam adoçantes antes da gestação, o importante é avaliar a quantidade e o tipo que está sendo utilizado, para então definir as orientações.

O leite desnatado pode ser utilizado pela mulher durante a gestação.


Foto: Divulgação

É possível continuar fazendo exercícios físicos durante a gestação?
Desde que haja liberação médica. A prática de exercício físico é grande aliada para o controle do ganho de peso, além de ser essencial para a saúde da mulher, inclusive durante gestação. A dica é procurar profissionais que tenham habilidade e formação para trabalhar e orientar gestantes, para garantir que o exercício seja de fato um aliado, e traga benefícios também durante este período.

Amamentar emagrece? Qual o segredo das mamães que voltam a sua boa forma após a gestação?
O organismo da mulher tem gasto energético aumentado na fase de amamentação, exatamente para a produção do leite materno, podendo a amamentação ser um fator auxiliar na perda de peso pós parto. Mas é necessário ter atenção à alimentação, que deve ser equilibrada e deve suprir as necessidades nutricionais desta fase.

Muitas mulheres, no período de amamentação, dizem sentir a mesma fome que sentiam na gestação, ou ainda mais fome. Nestes casos, é preciso ter cuidado, pois o consumo excessivo de alimentos, pode levar à retenção do peso ou ainda ao aumento de peso pós-parto. Assim, para que a amamentação seja coadjuvante na perda de peso pós parto, é necessário manter a alimentação variada, adequada e equilibrada, e não se deve fazer dietas restritivas durante a amamentação (exceto em casos específicos de alergias ou outras patologias). E para que o equilíbrio seja alcançado, é essencial unir a alimentação adequada ao retorno à pratica de atividade física.


Foto: Stock Images

A idade em que a mulher engravida pode influenciar na volta à boa forma após a gestação?
Para voltar à boa forma pós parto é importante unir alimentação adequada e prática de atividade física, e amamentar também pode ser um fator auxiliar. E isto independe da idade da mulher. É claro que, conforme o avançar da idade, a mulher pode ter uma dificuldade um pouco maior para perda de peso, tendo em vista que o metabolismo muda ao longo dos anos, mas, com a prática de atividade e alimentação controlada e adequada sempre é possível ter um bom resultado.

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes

Comentários (1)

  • cássia diz: 14 de fevereiro de 2014

    ola gostaria de sabe no meu caso eu tive um aumento de pesso e meu medico disse pra ñ engorda mais sera q teria como no periodo da gestação eu perde um pouco de pesso pois eu engordei muito

Envie seu Comentário