Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 27 setembro 2013

Dieta da proteína requer cuidados, alerta nutricionista

27 de setembro de 2013 24

002d9433
Foto: stock.xchng

Você já ouviu falar na dieta da proteína? A pedido dos leitores, pedi ajuda da nutricionista Antoniela Vieira para explica as restrições do plano alimentar e os cuidados.

Leia mais

10 alimentos recomendados para quem quer ganhar massa magra
Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta
Nutricionista tira dúvidas sobre a chia e a linhaça, grãos que ajudam a emagrecer
Cinco motivos para consumir o chá verde, mas atenção aos cuidados
Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Confira sete tratamentos estéticos para evitar e combater a celulite

DIETA DA PROTEÍNA
Existem muitos tipos de dietas da proteína. A mais popular é aquela onde há restrição total de carboidratos, com consumo apenas de proteínas e gorduras. Geralmente não há preocupação com a qualidade da proteína consumida, e há elevada ingestão de gorduras saturadas. Por não permitir o consumo de frutas e muitos tipos de vegetais, é pobre em fibras e líquidos. É muito restritiva, há extrema dificuldade de mantê-la. Geralmente seus seguidores recuperam o peso perdido rapidamente após a dieta.
Existem planos alimentadores que limitam um valor energético e controlam a qualidade da proteína consumida, porém, os resultados posteriores ao período da dieta são os mesmos: há emagrecimento rápido, porém muitos prejuízos à saúde.

BENEFÍCIO
O único benefício é o rápido emagrecimento. Mas há elevada perda de massa muscular. Para alimentar o músculo, é necessário o consumo de carboidratos em conjunto com proteínas. Os carboidratos funcionam como uma espécie de “veículo” que carrega as proteínas para dentro do músculo. Sem eles, há degradação da massa muscular por ausência de nutrientes.

EXERCÍCIOS FÍSICOS
Como não prescrevo esse tipo de dieta, aconselho acompanhamento médico para a autorização da prática de exercícios.

O QUE É LIBERADO
Consumo de proteínas, não importando a qualidade. Pode-se consumir bacon, carnes gordurosas, ovos fritos, salames, presunto, queijos amarelos, frango, carne bovina, suína, peixes e frutos do mar.

0072be18

O QUE NÃO É RECOMENDADO
Não é permitido o consumo de qualquer tipo de carboidratos, como: pães, doces, cereais, frutas e vegetais, como cenoura, moranga, beterraba etc.

RISCOS
A dieta aumenta os riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, gota, elevação do colesterol e triglicerídeos, insuficiência renal, hipertensão e problemas intestinais.

DIETA DUKAN
A dieta Dukan é composta por fases. Uma delas, chamada de “proteínas puras”, limita o consumo à apenas um dos três macronutrientes alimentares: a proteína. Na segunda etapa, há o incremento de legumes verdes ou cozidos. Os ciclos “proteína pura” e “proteína mais legumes” são alternados. Após, são realizadas mais duas etapas. As duas primeiras são extremamente restritivas quanto à variedade e qualidade de alimentos. Na terceira, há liberação total, mas uma vez por semana o paciente deve seguir a dieta das proteínas puras, o que gera grande prejuízo ao organismo humano.

A dieta Dukan baseia-se no consumo somente de proteínas e vegetais, totalizando 100 alimentos no cardápio – 72 de origem animal e 28 de origem vegetal. Entre os malefícios da dieta Dukan, estão:
1- Esgotamento das reservas de glicogênio muscular e consequente perda de massa muscular
2 – Desidratação, pois cada molécula de glicogênio leva consigo uma quantidade significativa de água ao ser catabolizada
3 – Pelo incremento proteico ser muito elevado, contribui para o desenvolvimento de diversas doenças: gota, doenças cardiovasculares, problemas intestinais, renais etc.

00833777

O que geralmente é consumido na dieta da proteína
Café da manhã - Presunto, salame, ovos, queijos amarelos (a quantidade de queijo é, geralmente, controlada). Suco (apenas de limão) e café (somente o descafeinado).
Almoço e jantar- Carne bovina, suína, frango, peixes, frutos do mar, ovos e vegetais (apenas folhas verdes).
Lanches intermediários - Gelatina diet, presunto, queijos, atum enlatado, salames.

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes