Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 30 setembro 2013

Livro mostra as vantagens do whey protein para a saúde

30 de setembro de 2013 3

Dieta com Whey Protein

Whey Protein – ou proteína do soro do leite – é considerada a melhor fonte proteica para consumo. A ação antioxidante e sua atuação para a manutenção de um sistema imunológico fortalecido são alguns dos benefícios disponíveis para que busca uma vida mais saudável e também alcançar a boa forma.

10 alimentos recomendados para quem quer ganhar massa magra
Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta
Nutricionista tira dúvidas sobre a chia e a linhaça, grãos que ajudam a emagrecer
Cinco motivos para consumir o chá verde, mas atenção aos cuidados
Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Confira sete tratamentos estéticos para evitar e combater a celulite

Em busca de esclarecer melhor o assunto, a nutricionista Geórgia Bachi acaba de lançar o livro Dieta com Whey Protein – Os benefícios do soro do leite para a sua saúde.

- Meu objetivo é apresentar um novo conceito de dieta, bastante comum entre atletas e que pode trazer grande benefício à saúde de qualquer indivíduo, independente das metas pessoais e da atividade que pratica – afirma.

Na obra, além de dicas sobre o suplemento, a autora apresenta receitas com whey protein, que vão desde shakes e vitaminas até bolos e tortas.

- Somente quando comecei a estudar a dieta de fisiculturistas é que compreendi a importância de ingerir fontes proteicas de alto valor biológico nas refeições. Existem itens básicos no cardápio desses profissionais que todos deveriam conhecer e seguir – sugere.

Segundo a nutricionista, esses suplementos não farão ninguém ficar magro ou forte milagrosamente. Eles irão trabalhar única e exclusivamente na função suplementar da alimentação.

- Precisamos nos nutrir com o combustível que o organismo necessita. Caso contrário, a consequência será o envelhecimento precoce, a má qualidade de vida e a propensão a diversas doenças –  finaliza Geórgia.

398364_361078063974358_1003462758_n

Sobre a autora
Geórgia Bachi é mestranda em Nutrição e Alimentos pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (RS), com formação em nutrição pela Universidade Feevale. Tem experiência profissional em nutrição hospitalar e social. Atualmente, é palestrante e realiza atendimento em clínica e em academias desportivas.

Saiba mais
Dieta com Whey Protein – Os benefícios do soro do leite para a sua saúde
Matrix Editora
120 páginas
R$ 24,00

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes

10 dicas para combater a ansiedade durante a dieta

30 de setembro de 2013 0

008f40ef
Foto: Tadeu Vilani

A pedido dos leitores, a dica de hoje do Barra de Cereal são dicas para mandar a ansiedade embora antes que ela comprometa a dieta. O blog pediu para a nutricionista Fabíola Frezza Andriola, especialista em Psicologia do Comportamento Alimentar, elaborar 10 dicas infalíveis.

Leia mais

10 alimentos recomendados para quem quer ganhar massa magra
Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta
Nutricionista tira dúvidas sobre a chia e a linhaça, grãos que ajudam a emagrecer
Cinco motivos para consumir o chá verde, mas atenção aos cuidados
Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Confira sete tratamentos estéticos para evitar e combater a celulite

1 – Durma bem - A qualidade do sono é fundamental para o controle da ansiedade. Durante o sono produzimos uma série de hormônios que nos deixa mais tranquilos ao longo do dia, mais relaxados. Há estudos que comprovam que quem dorme de forma inadequada a noite, tem mais tendência a comer doces e carboidratos ao longo do dia. Procure estabelecer um pequeno ritual antes de dormir, apagar as luzes mais fortes, tomar um banho quente, tomar um chá calmante, isso ajuda a melhorar a qualidade do sono.

sono10-1024x678
Foto: Daniela Xu 

2 – Estabeleça horários para as refeições - Quando determinamos horários regulares para comer fica mais fácil não beliscar ao longo do dia. Se não, acabamos comendo por impulso, por motivos que não a fome. Como por exemplo, “por que todos estão comendo a nossa volta”, ou “por que simplesmente vimos aquele doce disponível em cima da mesa”. Se estabelecemos horários, por exemplo, comer a cada de 3 horas, e nosso próximo lanche é às 15h, e ali pelas 14h bate aquela vontade de comer um doce, é mais fácil se controlar, pois sabemos que daqui 1 hora será o nosso lanche, ficando mais fácil esperar.

3 – Condicione seu cérebro a comer à mesa - Quando determinados que o ato de comer deverá ser somente sentado à mesa, o cérebro aos poucos se condiciona a esse comportamento. Ou seja, aquela vontade e hábito de sentar na frente da televisão ou do computador e comer alguma “coisinha” aos poucos vai diminuindo. Quando sentamos à mesa para comer qualquer coisa, desde uma refeição completa até um pequeno lanche, prestamos mais atenção na alimentação, ficamos mais relaxados e acabamos comendo menos.

4 – Mastigue bem os alimentos - A mastigação ajuda muito a diminuir a ansiedade. Em vez de comer simplesmente, saboreie cada alimento. Sinta sua textura, sabor, temperatura e mastigue devagar, desmanche o alimento na boca. Quando comemos rápido demais e sem mastigar, acabamos comendo muito mais que o planejado.

006f8501
Foto: Felipe Carneiro

5 – Tome um chá relaxante - Alguns chás fitoterápicos possuem ação calmante, podendo ser uma ótima opção para diminuir a ansiedade. Tome uma xícara de chá calmante algumas horas antes do seu período do dia com maior nível de ansiedade. Por exemplo, se você sente que a ansiedade é maior no final da tarde, tome uma xícara de chá pelas 17h. Chás como camomila, melissa e erva cidreira são ótimas opções.

6 – Faça exercícios físicos regularmente - A prática de exercícios físicos ajuda a combater a ansiedade de duas formas. Primeiro, porque aumenta a produção de hormônios que promovem o relaxamento e a sensação de bem-estar. Segundo, porque é um ótimo momento para relaxar, respirar e colocar os pensamentos em ordem. Por isso, o exercício deve fazer parte da rotina de forma prazerosa, e não algo chato e sem graça.

00791e12
Foto: Emílio Pedroso

7 – Respire - A respiração é algo poderoso contra a ansiedade. Quando sentir que está ficando agitado e ansioso, pare e respire profundamente. Se concentre em sua respiração. Inspire lentamente pelo nariz e com a boca fechada, solte lentamente todo ar pela boca. Ao inspirar deixe o abdômen se expandir, ou seja, inflar a barriga e não o peito. Essa é a chamada respiração diafragmática, que ajuda muito a diminuir a ansiedade.

8 – Tome água - Quando der vontade de comer alguma coisa em um horário que não tenha sido estabelecido, tome um copo de água pura. Muitas vezes confundimos a sensação de sede com fome. Ou seja, seu corpo está pedindo água para hidratação, mas você entende que está pedindo energia através dos alimentos. Se você não gosta de água, pode colocar gotas de limão ou folhas de hortelã para dar um sabor especial.

001f4908
Foto: sxc.hu

9 – Relaxe - Técnicas de relaxamento são fortes aliados ao combate a ansiedade. Yoga, meditação, tai chi chuan, reiki… todas as forma de relaxamento são válidas. Diminuir a ansiedade, o estresse e agitação do dia-a-dia é fundamental para não descontarmos na comida.

0067a67a
Foto: Mariana Furlan

10 – Coma alimentos ricos em triptofano - É um nutriente (aminoácido) precursor da serotonina, que promove a sensação de bem-estar e relaxamento. O alimento mais conhecido como calmante e rico em triptofano é o chocolate, mas quem está cuidado da alimentação com o objetivo de perda de peso, pode incluir na dieta alimentos como a banana, a aveia e o iogurte, que também são ricos em triptofano e não tão calóricos como o chocolate.

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes