Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 11 dezembro 2013

Porto Alegre sedia festival de pole dance

11 de dezembro de 2013 0

unnamed
Professora Gigi Octave - Foto: Divulgação

Porto Alegre sedia no sábado, a partir das 20h, o 1° Festival Gaúcho de Pole Dance. A prática é uma ótima alternativa para mulheres e homens e, principalmente, para quem busca uma opção diferente de treino. O evento ocorrerá na Companhia Athletica. 

Leia mais
Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Nutricionista ensina nove cardápios detox para turbinar a sua dieta
Confira os segredos de uma dieta detox esportiva
Veja quando a dieta detox é recomendada
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento
Personal trainer ensina 12 exercícios para definir o abdômen
Personal trainer ensina seis exercícios para deixar suas pernas torneadas

Serão apresentadas 29 performances de pole dance nas categorias feminino e masculino, duplas, trios, artes circenses, chair dance e jazz. O evento contará também com a participação especial de Grazzy Brugner, pioneira do pole dance no Brasil.

A iniciativa é da professora Gigi Octave e busca a união de todos os estúdios e instrutores da modalidade no Rio Grande do Sul.

Serviço
1° Festival Gaúcho de Pole Dance
Data: 14 de dezembro (sábado)
Hora: a partir das 20h
Local: Companhia Athletica – BarraShoppingSul Piso Guaíba (Av. Diário de notícias 300 – Cristal, 3001)
Ingressos: R$ 35 (antecipados) e R$ 50 (no dia do evento)

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes

Descubra mitos e verdades sobre a gelatina e veja como consumi-la sem prejudicar a dieta

11 de dezembro de 2013 4

00833777
Foto: Michael Lorenzo

Todo mundo já ouviu falar na gelatina, certo? Mas ela é saudável? Podemos ingerir no treino? Qual é o tipo recomendado? são algumas dúvidas que costumo receber nos canais de interação do Barra de Cereal.
Pedi para a nutricionista Barbara Riboldi explicar os benefícios e os cuidados que devemos ter.

Leia mais
Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Nutricionista ensina nove cardápios detox para turbinar a sua dieta
Confira os segredos de uma dieta detox esportiva
Veja quando a dieta detox é recomendada
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento
Personal trainer ensina 12 exercícios para definir o abdômen
Personal trainer ensina seis exercícios para deixar suas pernas torneadas

Mitos e verdades sobre a gelatina

VERDADE. É fonte de colágeno, uma vez que é produzida a partir dos ossos, cascos e tecidos de ligação de vacas ou porcos, principais tecidos em que o colágeno se encontra.

MITO. É uma boa fonte de proteína.
Mesmo que seja uma proteína de “origem animal”, não contém todos os aminoácidos presentes nos demais alimentos de origem animal (carnes, leites e derivados).

VERDADE. É uma substituição pouco calórica para as sobremesas. Quando usada nas versões diet ou light, pode ser uma aliada na diminuição das calorias da alimentação, a partir da substituição de outros doces densamente calóricos.

MITO. É uma substituição saudável às sobremesas.
A gelatina é um alimento pobre em nutrientes, com alta quantidade de açúcar na versão normal, além de elevadas concentrações de corantes e conservantes. Se o paciente não tem o hábito de consumir gelatina, não existe necessidade de inclui-la na alimentação. Uma ótima opção para substituição das sobremesas são frutas.

Leia mais
PROJETO VERÃO: confira dicas para perder os quilinhos indesejados

008945f5
Foto: Fernando Gomes

Quais os benefícios das gelatinas?
A gelatina pode ser uma aliada na dieta para quem sente falta de doces. Uma vez que é pouca calórica, principalmente nas versões diet e light, se difere de outras sobremesas por não ter quantidades significantes de gordura.

É verdade que ela promove a saciedade?
A gelatina, quando chega no nosso estômago, tem o mesmo efeito dos outros alimentos. Ativa mecanoreceptores que vão liberar hormônios da saciedade. Quando associada a frutas, torna-se mais sacietogênica devido às fibras, que diminuem a velocidade de trânsito gastrointestinal.

Ela ajuda a emagrecer?
A gelatina por si só não ajuda a emagrecer. Pelo contrário, se ela for simplesmente inclusa na dieta de alguém que não a consumia antes, será só um acréscimo de calorias. Neste caso, o efeito pode ser contrário. Ela pode auxiliar no emagrecimento quando usada nas versões diet (principalmente) como substituição de outras sobremesas ou utilizando-a nas receitas em substituição de ingredientes com maior densidade calórica.

0061eafa
Foto: Divulgação, Fermento Fleischmann

Quais os cuidados que temos de ter com a gelatina?
A versão normal é riquíssima em açúcar. Todas as variações contêm grandes quantidades de corantes e conservantes artificiais. Ainda que ela pareça um bom aliado da dieta, seu consumo excessivo não ajudará na reeducação alimentar, onde o princípio é reeducar nosso paladar para diminuir a quantidade de açúcares simples.

Leia mais
Saiba por que o colágeno é a proteína que está na moda

Há pessoas que comem vários potes de gelatina diet quando bate aquela vontade de comer doce. Isso pode prejudicar a dieta?
Aqui devemos pensar em dois fatores.
- O primeiro é controle alimentar. Nenhum alimento, por menos calórico que seja, será benéfico se consumido em grandes quantidades, sem um controle. Caso o paciente consuma vários potes de gelatina ao dia, será um acúmulo de substâncias artificiais no organismo que não era consumido antes.

- O segundo fator é que, se utilizada nas versões diet e light, como contém grandes quantidades de adoçantes, muitas vezes pode enganar nosso organismo. Como assim? Consumimos a gelatina e ela ativa os receptores de alimentos doces na nossa língua. Nosso organismo começa a “se preparar” para receber esse doce, mas não recebe. Alguns estudos têm demonstrado que esse efeito pode ocasionar uma desregulação na homeostase dos nossos hormônios de saciedade e fome, além de possivelmente alterarem a resposta insulinêmica. Qual é o problema disso? Se não tivermos nossos hormônios de fome/saciedade bem regulados, podemos estimulá-los de forma errônea e incentivar o consumo de mais alimentos, sem a necessidade corpórea deles. Se nosso equilíbrio endócrino (insulina principalmente) for afetado, nossos níveis de glicemia (açúcar no sangue) também podem ser afetados, e consequentemente o que acontece é, se baixamos muito os níveis de glicemia no sangue nosso “corpo pede por açúcar” e é nesse momento que não conseguimos escapar daquele doce que estávamos evitando o tempo todo.

00734112
Foto: Banco de imagens Fleischmann

Para quem não quer abrir mão da gelatina, qual é a variação/quantidade mais recomendada?
Não consumir em excesso, consumir na forma sólida e não na forma líquida (na forma líquida é semelhante a refrigerante e sucos artificiais). Minha recomendação é usar a diet (pois não tem nada de açúcar), com moderação (1 porção por dia, no máximo) e, de preferência, associada com frutas in natura.

Existem pessoas que tomam gelatina na academia, misturada à água. É indicado?
Nos treinos de longa duração na academia pode ser indicado, de acordo com o objetivo da pessoa, o consumo de um carboidrato de rápida absorção. Quem já faz uso de suplementação, pode utilizar a maltodextrina. E quem não é adepto, pode utilizar sucos e isotônicos (que são alimentos que têm carboidrato necessário, além de vitaminas e minerais. A quantidade será definida de acordo com os dados antropométricos de cada indivíduo, e, obviamente, de acordo com os objetivos.

00848716
Foto: Fleischmann/Banco de Imagens

É verdade que a gelatina que encontramos nos supermercados possui pouco colágeno?
É difícil mensurar a quantidade de colágeno das gelatinas presentes no supermercado. Sabemos que são fontes de colágeno, mas dificilmente se obtém essa informação nas embalagens. Algumas marcas de produtos comercializados em lojas de produtos naturais contêm a informação de colágeno, além de adição de vitamina C e silício – precursores naturais do colágeno.

Quem quer consumir colágeno, deve ingerir o que?
A melhor forma de consumir o colágeno com objetivo estético é na forma de suplementação, em pó, na opção de marcas que contenham os precursores e pouco açúcar. Em segundo lugar, incluir alimentos fontes dos precursores do colágeno. Na nossa alimentação, as principais fontes de colágeno são: carnes vermelhas e brancas, gelatina.

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes