Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Veja cinco motivos para evitar o consumo de embutidos

19 de dezembro de 2013 13

0082f811
Foto: Maicon Damasceno

Você certamente já deve ter ouvido falar dos embutidos. São aqueles produtos elaborados com carne picada (principalmente suína) e condimentada. Segundo a nutricionista Gisele Silveira são alimentos ricos em gordura, sal, açúcares, nitratos e nitritos, especiarias e conservantes.

Leia mais
Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Nutricionista ensina nove cardápios detox para turbinar a sua dieta
Confira os segredos de uma dieta detox esportiva
Veja quando a dieta detox é recomendada
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento
Personal trainer ensina 12 exercícios para definir o abdômen
Personal trainer ensina seis exercícios para deixar suas pernas torneadas

PRINCIPAIS EMBUTIDOS
Salame, salsicha, salsichões, pepperoni, mortadela, presunto, chester, apresuntado, bacon, carne seca e carnes enlatadas.

CINCO MOTIVOS PARA EVITAR O CONSUMO DE EMBUTIDOS

1 – Nitritos e nitratos - São substâncias usadas para conservação dos embutidos e alguns tipos de enlatados. O aspecto negativo é que, no estômago, se transformam em nitrosaminas, composição cientificamente cancerígena, se consumida de forma continua e abundante.

2 – Aditivos químicos - Para tornar esses alimentos mais duráveis e saborosos, é necessário o uso inúmeros aditivos químicos. Os mais comuns são: aromatizantes, corantes, antioxidantes, estabilizantes, conservantes e acidulantes. Eles são responsáveis por sabor, cheiro e aspecto natural dos alimentos industrializados. Muitos podem causar alergias e intolerâncias, além de serem nocivos em quantidades muito pequenas.

005befca
Foto: Stock Schng

3 – Alto teor de sódio - Os conservantes são substâncias com moléculas de sódio na composição, por isso oferecem riscos à saúde até para pessoas que não sofrem de hipertensão, com picos de pressão, podendo ocasionar também retenção de líquidos.

4 – Corantes - Têm a função de colorir os alimentos, para fornecer uma aparência mais agradável e apetitosa, mas podem ocasionar alergias e, a longo prazo, gerar danos ao sistema digestório.

5 – Fontes de gordura - Principalmente saturada, responsável pelo maior acúmulo do colesterol no organismo. A maioria dos embutidos tradicionais tem o dobro de gordura das carnes in natura.

Leia mais
PROJETO VERÃO: confira dicas para perder os quilinhos indesejados

EVITE O PRESUNTO MAGRO
Sim, apesar de redução de gordura, apresenta conservantes na sua composição.

008a7797
Foto: Stock.xchng

QUEIJO POCKET TAMBÉM É PREJUDICIAL
As versões pocket também trazem risco à saúde em decorrência do alto teor de sódio, da grande quantidade de gordura (leia rótulos, alguns produtos apresentam quantidade significativa de gordura trans), e dos aditivos alimentares que constituem o produto.

EMBUTIDOS PREJUDICAM DIETAS DE EMAGRECIMENTO
Sim, principalmente por serem ricos em três componentes: gordura saturada, sódio e açúcar. Não três ingredientes que não devem fazer parte de qualquer alimentação saudável ou processo de emagrecimento.

TROCAS SAUDÁVEIS
- Chester/peito de peru/mortadela – Podem ser trocados por frango desfiado, ovos mexidos, pastas de leguminosas – tipo grão de bico, ervilha (liquidificadas com azeite de oliva e ervas finas).
- A carne fresca também é uma excelente opção para ser usada no lugar dos embutidos.

005befa5
Foto: Divulgação

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes

Comentários (13)

  • Andre diz: 19 de dezembro de 2013

    Faltou lembrar que alguns tipos de embutidos (salsichas, principalmente) são feitos de partes menos “nobres” dos animais. No entanto, há como consumir alguns embutidos com moderação, desde que se busque comprar produtos de qualidade. Recente avaliação da Revista Proteste mostrou que teores de nitritos, nitratos e sódio variam em ampla faixa em diferentes produtos.
    A questão é parcimônia, e qualidade. Proibir ou eliminar da dieta é, a meu ver, exagero.

  • Rubens Tarcisio da Luz Stelmachuk diz: 19 de dezembro de 2013

    Matéria muito interessante.

  • Paulo César Machado diz: 19 de dezembro de 2013

    E dai? viram como tudo dá cancer e faz mal. E agora? a Anvisa, vai probir também, ou não tem peito para isso?: Quanto ao cigarro, pegaram no pé, apenas para ganharem prêmio internacionais.

  • Rodrigo diz: 19 de dezembro de 2013

    Paulo, me desculpa, mas essa é uma posição extremista que me soa como uma justificativa furada para se atirar em alimentos não tão saudáveis. Independentemente disso, cada um escolhe a sua alimentação e arca com os riscos que ela oferece.

  • eduardo diz: 19 de dezembro de 2013

    tem um documentario ótimo sobre isso : (famintos por mudança) assistam e tirem as suas proprias conclusões.

  • janice diz: 20 de dezembro de 2013

    “- A carne fresca também é uma excelente opção para ser usada no lugar dos embutidos.”

    Quem come embutido come pelo sabor ou por não ter tempo/paciência para cozinhar. E em nenhuma das possibilidades a carne fresca poderia ser substituta de embutido.
    Vamos pensar antes de escrever? :)
    Vamos promover trocas saudáveis porém realistas? :)

  • Vladimir diz: 20 de dezembro de 2013

    Os embutidos são consumidos desde a idade média no velho mundo. Em países como França, Alemanha, Holanda, Itália o consumo é muito alto em todos as camadas da sociedade. O consumo em excesso de qualquer alimento deve ser evitado. Na minha opinião, o grande responsável pelos problemas de saúde que apresentamos é o estresse. A busca por uma vida equilibrada, evitando a ansiedade e a impaciência que impera na sociedade é a melhor forma de manter nossa saúde. Se é viável ou não eu não sei,mas sei que saúde e qualidade de vida não se compra em farmácias ou supermercados, academias, etc. Pelo menos é nisso que eu acredito!

  • Mauro diz: 20 de dezembro de 2013

    Na idade média, e ainda em tempos bem mais recentes, como os nossos antepassados imigrantes, não secolocavam vevenos nos alimentos.

  • Eduardo Luchesi diz: 24 de dezembro de 2013

    Não são só os embutidos que tem estas características indesejáveis, mas sim os alimentos industrializados baratos. Por favor minha querida, estude mais sobre embutidos. O problema está em como vivemos hoje e não no salame. Me poupe.

Envie seu Comentário