Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Descubra oito benefícios da técnica que ativa o metabolismo e se livre das gordurinhas

06 de janeiro de 2014 2

006fbe43
Foto: Burn fats

Você já ouviu falar da técnica de ativação do metabolismo? Trata-se de um plano alimentar que sigo desde janeiro do ano passado. O resultado foi bastante satisfatório: reduzi meu percentual de gordura de 17% para 10%.

O que comer? Quais são as estratégias? A seguir, confira a entrevista com a nutricionista Danielle Milhão.

Leia mais
10 alimentos recomendados para quem quer ganhar massa magra
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada
Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta

Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Nutricionista ensina nove cardápios detox para turbinar a sua dieta
Nutricionista tira dúvidas sobre a chia e a linhaça, grãos que ajudam a emagrecer
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento

 

Como funciona a técnica de emagrecimento que ativa o metabolismo?
É técnica que faz reduzir gordura corporal, tonificar musculatura e quebrar platôs, apenas modulando os nutrientes da alimentação. Não é uma fórmula pronta, nem mesmo uma dieta, é uma estratégia alimentar adaptada aos objetivos, rotina, composição corporal, preferências e atual estado nutricional da pessoa.

Como o corpo reage?
O planejamento passa por constantes mudanças, conforme as metas vão sendo atingidas, até o final do tratamento. Trabalha com nutrientes e um aporte calórico que farão o organismo entender que ele pode queimar gorduras sempre, sem restrições. Ao término do tratamento, o corpo terá se tornado uma máquina de queimar gorduras e formar músculos, e o paciente estará comendo bem mais do que antes de iniciá-lo.

001e4565
Foto: Júlio Cordeiro

Leia mais
PROJETO VERÃO: confira dicas para perder os quilinhos indesejados

Qual a diferença para a dieta que prioriza o déficit calórico?
Nas dietas de déficit calórico chega um ponto em que o emagrecimento só continuará acontecendo reduzindo muito as calorias, o que tornará a velocidade das reações do corpo ainda mais lentas. Neste tipo de dieta existe o risco de parar de ver resultados, após ter perdido medidas, e não conseguir reduzir mais. Ou corre-se o risco de aumentar tudo novamente após alguns meses, o temido efeito sanfona. Isto acontece pelo simples e óbvio fato de o metabolismo estar lento.

Por que você prefere a técnica que ativa o metabolismo?
Com ela é possível atingir os objetivos que o paciente quer. Aajustando o plano alimentar, dá chegar ao resultado final sem fome, aumentando rendimento, desempenho e saúde.

E qual é a percepção dos pacientes?
O aspecto mais interessante e relatado por todos é a ausência de fome. E, além das questões estéticas, a promoção da saúde e disposição para praticar exercícios e para desenvolver as atividades diárias ficam evidentes.

008abfe0
Foto: Stock Images

Sete benefícios da técnica que ativa o metabolismo
1) É possível diminuir gordura sempre – Quando o platô é atingido (momento em que o emagrecimento estabiliza), o aumento do valor nutricional da dieta dá continuidade no processo.
2) Emagrecimento sem fome - A fome é prejudicial neste mecanismo de emagrecimento. Com fome, o corpo para de emagrecer.
3) Tonifica a musculatura - Ao passo que o paciente vai diminuindo percentual de gordura, o corpo vai ficando definido. Isso reduz celulite e flacidez.
4) Aumenta desempenho - Disposição e performance se elevam em todas as áreas da vida.
5) Promove saúde – Melhora em quem tem algum problema e diminui as chances de desenvolver todas as doenças, nutrindo cada uma das células existentes no corpo.
6) Embeleza pele e cabelos - Com a oferta dos nutrientes adequados ao organismo, pele e cabelos ficam mais nutridos.
7) Não é mágica, é técnica metabólica - É possível modular a biologia interna da forma como queremos, com as estratégias corretas, para deixar o exterior conforme desejamos.

hamburguercomsardinha-1024x971
Foto: Danielle Milhão

10 alimentos que não podem faltar nesta dieta
A estratégia utiliza alimentos que já fazem parte do repertório de cada paciente, para que seja algo viável de seguir.
Exemplos:

1 - Sanduíches proteicos
2 - Carnes
3 - Arroz e feijão
4 - Massas, batatas e aipim
5 - Aveia, quinua e amaranto
6 - Ovos
7 - Fibras: linhaça, chia, farinha de maracujá
8 - Vegetais e frutas
9 - Leite e iogurtes
10 - Temperos naturais

0030eaa2
Foto: Silvana Silva

5 dicas para quem está pensando em seguir a dieta?
1) A hora de começar é hoje. Não espere o momento ideal para começar a mudar os hábitos, a vida é sempre corrida mesmo, então comece agora, do jeito que der.
2) Tenha consciência de que a mudança é para a vida toda. Então, opte por algo que será viável de manter sempre. Dietas radicais podem não proporcionar o resultado esperado e causar prejuízos ao metabolismo.
3) Se já faz exercícios, otimize esse esforço através da alimentação. Cuidados com a nutrição, em conjunto com um bom treino, irão proporcionar uma perda de gordura ainda maior, definindo a musculatura.
4) Inicie com uma mudança por vez. Às vezes, mudar tudo de uma vez é uma atitude que não dura por muito tempo. Escolha um hábito para modificar, e só parta para o outro quando este já estiver bem sólido.
5) Planeje-se! Este é o segredo para qualquer dieta dar certo.

VÍDEO: VEJA COMO PERDER AQUELES QUILINHOS INDESEJADOS

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes

Comentários (2)

Envie seu Comentário