Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Confira três alimentos que devem ser evitados pelas gestantes

21 de fevereiro de 2014 2

970373_10151683881257361_2037024576_n
Aline Mendes, Agência RBS

Nesta semana, publiquei aqui no blog dicas de alimentos e nutrientes para as gestantes. Hoje, a nutricionista materno-infantil Ana Carolina Terrazzan, relaciona alguns alimentos que devem ser evitados durante a gravidez.

Leia mais
Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Nutricionista ensina nove cardápios detox para turbinar a sua dieta
Confira os segredos de uma dieta detox esportiva
Veja quando a dieta detox é recomendada
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento
Personal trainer ensina 12 exercícios para definir o abdômen
Personal trainer ensina seis exercícios para deixar suas pernas torneadas

 

1- Bebidas isotônicas e termogênicas - São utilizadas por pessoas que praticam atividade física regular, mas devem ser evitadas na gestação. A gestante não vai realizar atividade física de alto impacto, então não terá perdas hídricas exacerbadas que determinem uso de bebida isotônica para reposição.

0082d409

À exceção são as mulheres atletas, que engravidam e seguem a rotina de atividades. Elas devem ser orientadas por profissional que atue na área esportiva e que entenda das peculiaridades do período gestacional.

Já os termogênicos têm como principal função acelerar o metabolismo. Como a gestante, fisiologicamente já tem suas necessidades energéticas aumentadas, não há necessidade, nem indicação para o uso de bebidas ou suplementos termogênicos. Por serem estimulantes, ainda há risco de aumento de pressão arterial e taquicardia.

2 – Whey protein - É o queridinho das academias e fora delas. Estudos estão comprovando a eficácia e os benefícios da sua utilização. Mas não existem estudos conclusivos sobre o uso de whey protein para gestantes. Esta proteína ainda é fundamentalmente utilizada como suplemento alimentar para atletas e pessoas que fazem atividade física intensa e que não conseguem ingerir quantidade adequada de proteína apenas com a alimentação.

Em alguns casos muito específicos, em que a gestante não consiga comer adequadamente por um longo período, pode-se pensar em utilizar o suplemento para atingir a demanda de proteína, sempre com orientação do profissional da área da saúde.

whey2-1024x1024
Foto: Aline Mendes

Leia mais
PROJETO VERÃO: confira dicas para perder os quilinhos indesejados

3- Comida japonesa - Para gestantes, é um assunto muito controverso. Elas estão em um período mais susceptível a infecções e é por este motivo que muitos obstetras e nutricionistas orientam o não consumo de comida japonesa (lembrando que esta recomendação vem junto com outros alimentos como leite cru/ não pasteurizado, carnes mal cozidas, ovos crus e saladas mal higienizadas).

00805134
Foto: Brava Sushi

Tal recomendação se dá pelo fato de que existe uma grande possibilidade de contrair algumas bactérias responsáveis por patologias como:

a) Listeriose - Bactéria presente no solo e na água, podendo ser transmitida principalmente por alimentos mal higienizados, peixes e frutos do mar crus ou mal cozidos e alimentos que entrem em contato com água contaminada.

b) Toxoplasmose - Não é transmitida pela carne do peixe cru propriamente dita, mas há risco de transmissão cruzada, via manipuladores.

c) E a pouco divulgada Diphilobotrium latum ou tênia do peixe – Os consumidores de pescados crus ou mal cozidos constituem a população de risco, pois podem ingerir larvas do parasita se os peixes não tiverem sido devidamente congelados.

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes

Comentários (2)

  • Dinara Lopes diz: 21 de fevereiro de 2014

    Quando eu engravidei, não tomava isotônico nem Whey, mas a comida japonesa estava doida para comer, chegava a sonhar.
    Após fazer o exame para ver se eu já tinha contraído toxoplasmose e outras doenças causadas por bactérias, foi verificado que eu já havia tido ou tinha tomado a vacina.
    Dessa forma, minha obstetra liberou, entretanto, recomendou que eu comesse em restaurantes japoneses onde tivesse bastante saída e verificar a questão do congelamento, nada de comer em buffets que ficam foram de refrigeração por muito tempo. Realmente tem que ter um cuidado redobrado.
    Tô achando que alguém anda querendo engravidar, ou é a Aline ou uma amiga que pediu as dicas!!!

Envie seu Comentário