Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Endocrinologista tira dúvidas sobre medicamentos para emagrecer

27 de fevereiro de 2014 1

002f0760
Foto: Charles Guerra

Hoje o blog aborda os medicamentos para emagrecer. Quando eles são indicados? Qual o papel da alimentação? São alguns questionamentos que serão respondidos pela endocrinologista Graciele Tombini

Leia mais
10 alimentos recomendados para quem quer ganhar massa magra
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada
Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta

Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Nutricionista ensina nove cardápios detox para turbinar a sua dieta
Nutricionista tira dúvidas sobre a chia e a linhaça, grãos que ajudam a emagrecer
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento

Quando os remédios para emagrecer são indicados?
São recomendados para pacientes com Índice de Massa Corporal maior do que 30 ou 25, em pacientes com doenças associadas à obesidade como diabetes e hipertensão. Para calcular o IMC, divida o pelo pela altura em metros ao quadrado.
Sabe-se, porém, que existem pacientes obesos com IMC normal. Por isso, a avaliação clínica é decisiva para indicação de medicamento.
A gordura abdominal é um marcador de risco. Mulheres com cintura acima de 80 centímetros e homens com cintura acima de 88 centímetros têm maior chance de desenvolverem doenças em função do excesso de gordura. Se estes pacientes não emagrecerem apenas com dieta, talvez seja o caso de usar alguma medicação.

Só o medicamento isolado alcança os resultados?
Muito pouco. Eles auxiliam, mas se o paciente não fizer mudanças alimentares, o resultado será muito pequeno e não duradouro. Sabemos que a perda de peso não é mágica.

00880cbd

Qual a importância de uma alimentação saudável e dos exercícios físicos?
70% alimentação e 30% atividade física. Para quem quer emagrecer, mudar a dieta é imprescindível.

Uma pessoa que não é obesa pode ingerir remédios para emagrecer?
Conforme explicação acima, se o paciente tem gordura abdominal elevada, mesmo com IMC normal, ele pode ser candidato ao uso de medicamentos, caso não consiga bons resultados apenas com dieta.

Leia mais
PROJETO VERÃO: confira dicas para perder os quilinhos indesejados

Quais os riscos de uma pessoa ingerir remédios para emagrecer sem prescrição médica?
Depende do medicamento. A Sibutramina, por exemplo, não pode ser usada por pacientes cardíacos e hipertensos não controlados. Existem outros medicamentos cujo efeito colateral é o emagrecimento, porém não entram na categoria de medicamentos para emagrecer.
Exemplos:
Bupropiona – Antidepressivo, que auxilia dando saciedade.
Topiramato – Anticonvulsivante, que ajuda na compulsão.
Victoza – Medicamento injetável para diabetes. Ele faz com que o esvaziamento gástrico fique lento. Todos podem ter diversos riscos e por isso necessitam de indicação médica.

002f06da
Foto: Flávio Neves

Como agem os diferentes tipos de medicamento para emagrecer?
Alguns medicamentos agem dando maior saciedade (é o caso da sibutramina), outros inibindo o apetite (são chamados anorexígenos, à base de anfetamina) e tem ainda os que bloqueiam a absorção de gordura no intestino.
Os anorexígenos são os menos indicados, pois costumam causar efeito rebote. O paciente não sente fome e emagrece, quando para de usar o medicamento, costuma ganhar peso novamente.

Quais são os medicamentos mais indicados e os objetivos?
Esta resposta é difícil, pois cada paciente deve ser avaliado. Não basta analisar o motivo pelo qual um paciente engorda, mas também se ele tem alguma doença, se usa algum medicamento, se já usou algum remédio para emagrecer. Enfim, a prescrição é individual.

Podes dar um exemplo em que o uso de remédio para emagrecer deu certo?
Nossa, tenho muitos exemplos. Alguns pacientes precisam da ajuda de medicamentos para perceberem que são capazes de mudar, funciona como um estímulo para o paciente. Muitas pessoas precisam ver o resultado para seguirem adiante sem medicação.

Podes dar um exemplo em que o uso de remédio para emagrecer não deu certo?
Também tem pacientes que não emagrecem com medicamentos. Assim como tenho outros que emagrecem 30 quilos com a Sibutramina e quem não emagrecem nada. O mesmo medicamento pode ser bom para alguns e péssimo para outros.

00791e10
Foto: Emílio Pedroso

Superdica da endócrino
Existem medicamentos que auxiliam no emagrecimento, mas sem a dieta e atividade física o resultado é pequeno. Então, o importante é querer emagrecer e colocar metas que servem de incentivo como entrar em uma roupa, colocar um biquíni ou sunga, melhorar a saúde.

REDES SOCIAIS DO BARRA DE CEREAL
(basta clicar nos links abaixo para acessá-las e curti-las)

FACEBOOK: /blogbarradecereal

INSTAGRAM – @blogbarradecereal

PINTEREST – /barradecereal

TWITTER – @barra_de_cereal

 

 

 

Comentários (1)

  • Alan diz: 4 de março de 2014

    O problema que mesmo com a proibição do Governo, muitas farmácias vendem esse tipo de remédio sem receita. É muito facil conseguir sibutramina sem receita medica aqui nas redondezas.

Envie seu Comentário