Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "alimentos"

Nutricionista ensina a se alimentar corretamente antes e depois do treino

03 de abril de 2014 1

10153567_10152026560207361_245179529_n
Foto: Aline Mendes

Se você pratica alguma atividade física certamente já deve ter ouvido falar que é muito importante se alimentar bem antes e depois do treino. Mas você quais alimentos comer? Com a ajuda da nutricionista Gisele Silveira, vamos apresentar algumas opções e abordar a importância da escolha correta. 

Leia mais
10 alimentos recomendados para quem quer ganhar massa magra
Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta
Descubra os 10 benefícios da batata doce
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento
Personal trainer ensina 12 exercícios para definir o abdômen
Nutricionista tira dúvidas sobre a chia e a linhaça, grãos que ajudam a emagrecer
Conheça os sete benefícios da aveia, que ajuda na perda de peso
Nutricionista ensina três receitas com batata doce

Vem ver:

Por que é tão importante comer antes do treino?
A alimentação antes da atividade física é de extrema importância para evitar o catabolismo proteico (perda de massa muscular) e proporcionar melhor rendimento durante o exercício.

Por que devemos incluir carboidratos no lanche pré-treino?
É importante incluir uma quantidade adequada de carboidratos, que é principal combustível para o músculo durante a atividade física. Ele aumenta o glicogênio muscular e hepático, importante para um bom desempenho durante o exercício. Além disso, o uso de carboidratos no pré-treino evita sintomas de hipoglicemia e de mal-estar.

10151075_10152026567997361_14404101_n
Foto: Aline Mendes

Mesmo quando o foco é emagrecer?
Sim. Mesmo em situações de redução de peso o carboidrato trará todos os beneficios. O importante é a quantidade certa para cada pessoa. O excesso de carboidrato pode atrapalhar o efeito emagrecedor da atividade física.

Devemos comer quanto tempo antes da atividade física?
É variável, mas 1 hora antes do treino é um bom período para o organismo absorver os nutrientes oferecidos. Mas pode variar de acordo com a disponibilidade de cada um. Muitas pessoas se alimentam 30 minutos e não tem nenhum prejuízo no rendimento da atividade física.

10173199_10152026567987361_1275416237_n
Foto: Aline Mendes

Podes dar cinco sugestões de lanches pré-treino?
(as quantidades variam de acordo com o peso, o praticante, a intensidade, a duração do treino e objetivos. As sugestões abaixo são para um para treinamento intermediário)

Sugestão 1
2 fatias de pão integral + 1 ovo mexido ou pasta de frango desfiado + 1 fatia queijo branco OU 1 colher de sopa rasa requeijão light OU 1 fatia mussarela de búfala + tomate + alface) + 1 copo 300 ml suco de fruta laranja, uva ou melancia

Sugestão 2
1 copo de salada de frutas (laranja, melão, maçã, banana ou mamão) + 2 colheres de sopa de granola e mel + 1 fatia de queijo de bufala

Sugestão 3
1 copo de iogurte desnatado + 2 colheres de sopa de granola + frutas secas tipo damasco ou ameixa preta ou uva passa

Sugestão 4
1 banana prata amassada + 4 colheres de sopa aveia + 1 colher de sobremesa de mel + 1 fatia de queijo magro

Sugestão 5
1 copo de vitamina ( 300 ml de leite de soja ou leite de arroz com 1 banana ou ½ mamão papaia +1 colher de sobremesa de mel + 2 colheres de aveia ou chia) + 4 a 6 nozes OU castanhas OU amêndoas.

0027db6d

Qual a importância dessas combinações?
Elas fornecem carboidratos e proteina. A proteína no pré-treino tem a finalidade de fornecer aminoácidos para a recuperação muscular logo que o treinamento acabe. O carboidrato fará o papel de combustível para o músculo, evitando a perda de massa muscular, que ocorre quando a atividade física é feita em condições de alimentação inadequada.

Para aquelas pessoas que treinam muito cedo e comem um pouco antes de ir para a academia, qual é a alternativa?
A alternativa para que ocorra a absorção de forma mais rápida será usar suplementos tipo whey protein com fruta ou com maltodextrina, que também é um carboidrato na forma de suplementação. Também podemos acrescentar quinoa ou amaranto.

Devemos nos alimentar tão logo encerramos o treino? Por quê?
Sim, para promover a recuperação e evitar o catabolismo muscular. Além disso, a refeição pós-treino favorecerá uma modulação hormonal para a hipertrofia, se esse for o objetivo do treino.

10150927_10152026567992361_689939209_n

Por que a proteína é tão importante neste momento?
A proteína juntamente com carboidratos de alto indice glicêmico são os nutrientes essenciais para promover a ressíntese de glicogênio, a liberação do hormonio anabólico insulina, promovendo a síntese protéica e, por consequência, a hipertrofia.

Podes dar cinco sugestões de lanches para depois do treino?
(as quantidades variam de acordo com o peso, o praticante, a intensidade, a duração do treino e objetivos. As sugestões abaixo são para um para treinamento intermediário)

Sugestão 1
200ml de iogurte desnatado + 1/2 mamão papaya

Sugestão 2
Omelete de 2 claras + 1 gema com queijo branco + 1 colher de sopa de farelo de aveia + 1 banana

Sugestão 3
1 scoop de whey protein isolado + 1 scoop de dextrose + 1 banana

Sugestão 4
100 gramas de queijo branco magro derretido com ervas finas + 5 damascos e ou ameixas pretas secas

Sugestão 5
20 gramas de file de frango + 4 colheres quinoa em grãos ou arroz integral + cenoura cozida à vontade

10154849_10152026568002361_1220129804_n

Por que essas combinações são tão importantes?
Elas fornecem a proteína necessária para a recuperação muscular. O carboidrato simples (sucos, frutas ou vegetais) fará a elevação da insulina, hormônio anabólico que proporcionará o aumento da massa muscular.

Qual a importância da água antes, durante e após a atividade física?
Hidratar-se corretamente é essencial para qualquer tipo de treinamento. A principal objetivo é evitar o desequilibrio hidroeletrolítico. A água perdida e não reposta durante o treino pode resultar em desidratação e, por consequência, diminuir o rendimento. Quando a atividade física começar, você deve estar bem hidratado. Assim, o rendimento não ficará prejudicado.

Quer mais dicas de lanches para antes e depois do treino? Vem aqui:
Confira 10 opções de lanches para antes e depois da atividade física

 

_______________________________________________

>>COMO ASSINAR
 Veja como receber as atualizações do blog no seu e-mail

>> REDES SOCIAIS DO BARRA DE CEREAL
(basta clicar nos links abaixo para acessá-las e curti-las)


FACEBOOK: /blogbarradecereal

INSTAGRAM – @blogbarradecereal

PINTEREST – /barradecereal

TWITTER – @barra_de_cereal

Devemos ou não devemos nos preocupar com as calorias dos alimentos? Tire suas dúvidas

24 de março de 2014 0

009b1adc
Foto: Andréa Graiz

Desde que comecei a frequentar o consultório do nutricionista com mais afinco, parei de prestar atenção nas calorias e passei a me preocupar mais com itens como gordura, sódio, açúcar. Como muitas pessoas se preocupam com as calorias de um alimento, pedi para a nutricionista Marcele Policarpo tirar as dúvidas de vocês.

O post é longo, mas vale a leitura. No final, ainda tem uma comparação das calorias de alimentos saudáveis e não saudáveis. Não perca!

Leia mais
10 alimentos recomendados para quem quer ganhar massa magra
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada
Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta

Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Nutricionista ensina nove cardápios detox para turbinar a sua dieta
Nutricionista tira dúvidas sobre a chia e a linhaça, grãos que ajudam a emagrecer
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento

Devemos nos preocupar com as calorias de um alimento? Por quê?
As calorias em uma dieta são importantes para chegarmos a objetivos específicos (redução de gordura corporal, definição muscular, aumento de massa muscular, maior rendimento no treino, manter uma alimentação saudável). Contudo, não podemos nos preocupar somente com a quantidade de calorias, mas, também, em observar os nutrientes e os benefícios que os alimentos podem proporcionar ao organismo.

Contar calorias é coisa do passado ou deve ser mais um item a observar? Por quê?
Sempre indico no consultório a não contar calorias, pois existem muitos alimentos que contêm baixa quantidade de calorias, mas que não trazem tantos benefícios ao organismo.

005566a9
Foto: Frances Magee/Stock.xchng

Exemplo:
Pão de forma light com farinha de trigo refinada e pão integral.
O pão integral terá maior quantidade de calorias, mas, em contrapartida, trará mais benefícios ao organismo por conter mais fibras, diferentemente do pão light com farinha refinada.

Leia mais
PROJETO VERÃO: confira dicas para perder os quilinhos indesejados

Ao comprar um alimento, devemos atentar para os itens na tabela nutricional nos ingredientes?
Sim. Para itens como valor energético, proteínas, gorduras (gorduras totais, saturadas, trans, monoinsaturadas, poli-insaturadas), carboidratos, fibras, sódio. As pessoas que possuem doenças restritivas devem ter atenção aos nutrientes de acordo com as suas necessidades (Ex: doença celíaca deve observar se o produto não contém glúten). Importante observar, também, que as quantidades informadas no rótulo dizem respeito a uma determinada porção fracionária do produto contido na embalagem.

foto-32
Foto: Aline Mendes

Observando o rótulo, quais são as características de um alimento saudável?
Importante lembrar que os ingredientes utilizados para a fabricação do alimento estão dispostos em ordem decrescente de quantidade. O primeiro ingrediente é aquele que está em maior quantidade no produto e o último, em menor quantidade. Então, por exemplo, se no rótulo de determinado alimento está escrito que o produto é um farináceo integral, o primeiro ingrediente deve ser farinha integral e não farinha de trigo refinada.
Outros itens importantes que devem ser observados são a quantidade de sódio, fibras, gorduras.

Quais são as características de um alimento não saudável?
Depende de pessoa para pessoa – se ela tem ou não alguma doença restritiva. De modo geral, é importante observar a quantidade de sódio. Ele está presente em embutidos e alimentos industrializados. Deve ser consumido com moderação, pois o consumo excessivo pode levar a um aumento da pressão arterial.
Se a quantidade de sódio for superior a 400mg em 100g do alimento, ele pode ser considerado um alimento rico em sódio, devendo ser evitado.
Outro ponto importante a ser observado é a presença de aditivos químicos, que acabam tornando os alimentos não tão saudáveis. Alguns exemplos são: corantes, conservantes, edulcorantes.

00768050
Foto: Michal Zacharzewski

Alimentos pouco calóricos são sempre saudáveis?
Nem sempre, pois para serem considerados saudáveis, devem trazer benefícios ao organismo. Como por exemplo: compostos antioxidantes, alto teor de fibras.

Exemplos de alimentos pouco calóricos ricos em gordura:
Biscoitos doces e salgados de baixas calorias, torradinhas de baixas calorias.

Exemplo de alimento pouco calóricos ricos em sódio:
Molhos de salada light.

CINCO comparações de alimentos (um saudável e outro não, mas que possuem a mesma quantidade de calorias).

1 - 1 unidade de maçã (82 kcal) X 5 unidades de bala de caramelo com chocolate (83,6 kcal).

00053fcb-1024x645     caramelo

2 -4 unidades de nozes (139 kcal) X 2 unidades de biscoito recheado (144 kcal).

nozes11    008f49c5

3 - 3 colheres de sopa de aveia (162 kcal) X 3 quadradinhos (30g) de chocolate branco (170 kcal).

0081c643    chocolate-branco-chocolate-ao-leite-169257978-T-650x350

4 - 1 prato completo: saladas à vontade + 4 colheres de sopa de legumes cozidos + 4 colheres de sopa de arroz integral + 1 concha de feijão + 1 filé (100g) de frango grelhado (421 kcal) X 1 fatia (150g) de pizza napolitana (436 kcal).

001fb6ce    000772d0

5 - 1 copo de suco detox (200ml de água de coco + ½ maçã + 2 fatias de abacaxi + 2 rodelas de gengibre + 1 folha de hortelã) (150 kcal) X 1 bola de sorvete de creme (170 kcal).

Entenda

O que dita a quantidade de calorias de um alimento?
Existem grupos fornecedores de calorias, que são os macronutrientes (principais grupos: carboidratos, proteínas e gorduras). Cada nutriente tem sua quantidade específica de calorias: Carboidratos e proteínas fornecem 4kcal por grama e gorduras, 9kcal por grama. Para calcular o valor energético de cada alimento, multiplica-se a quantidade em gramas de cada nutriente existente dentro do produto pelas respectivas calorias.

Preste atenção:
Importante ressaltar que 1g de álcool fornece 7kcal.

Qual o objetivo delas em uma dieta?
As calorias são importantes para manter a saúde do organismo e para realizar funções como: estudar, trabalhar, praticar exercícios físicos. Precisamos de energia para fazer as atividades cotidianas. As calorias são importantes, também, para atingir objetivos em relação à composição corporal.

_______________________________________________

>>COMO ASSINAR
 Veja como receber as atualizações do blog no seu e-mail

>> REDES SOCIAIS DO BARRA DE CEREAL
(basta clicar nos links abaixo para acessá-las e curti-las)


FACEBOOK: /blogbarradecereal

INSTAGRAM – @blogbarradecereal

PINTEREST – /barradecereal

TWITTER – @barra_de_cereal

Nutricionista ensina a interpretar o rótulo dos alimentos

19 de março de 2014 1

0096fb03
Foto: Jonas Ramos

O tema da minha coluna na TVCOM desta semana trata dos alimentos que parecem saudáveis, mas não são. O programa vai ar a partir das 20h30min. Enquanto a hora não chega, a nutricionista Marcele Policarpo dá algumas dicas para não cairmos em armadilhas na hora de comprar um produto no supermercado.

Leia mais
10 alimentos recomendados para quem quer ganhar massa magra
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada
Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta

Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Nutricionista ensina nove cardápios detox para turbinar a sua dieta
Nutricionista tira dúvidas sobre a chia e a linhaça, grãos que ajudam a emagrecer
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento

Quais os erros mais comuns na hora de escolher um alimento no supermercado?
Observar apenas a embalagem e não ler com atenção o rótulo, a tabela nutricional e os ingredientes.

Ao não observarmos essas armadilhas, o que pode acarretar?
Ao observamos o rótulo, a tabela nutricional e a listagem de ingredientes podemos comparar e saber quais alimentos são considerados saudáveis e quais não são.
O primeiro ingrediente é aquele que está em maior quantidade no produto e o último, em menor quantidade.

0068a493
Foto: Cozinha Nestlé

EXEMPLO
Se no rótulo de determinado alimento está escrito que o produto é um farináceo integral, o primeiro ingrediente deve ser farinha integral e não farinha de trigo refinada.

Light é sempre sinônimo de alimento saudável?
Um alimento é considerado light quando tem pelo menos 25% de redução de calorias ou de algum nutriente quando comparado com os similares do mercado ou de uma versão da mesma linha de produtos.
Nem sempre um alimento light é considerado saudável. Isso porque às vezes a versão normal pode ser tão carregada de sódio, gordura, açúcar, que a versão light não irá representar redução suficiente para ser considerada saudável.

000bfec5
Foto: Fernando Gomes

E aqueles alimentos livres de gordura?
Nem sempre quando a embalagem apresentar, por exemplo “0% gordura trans” irá significar que o alimentar será livre de gordura trans.
Existe uma resolução que obriga os fabricantes de alimentos industrializados a declararem a quantidade de gordura trans nos produtos comercializados, porém, muitas vezes os fabricantes utilizam uma brecha técnica para comercializar produtos que contenham gordura trans e ao mesmo tempo declararem “livre de gordura trans”.
A quantidade de gordura trans deve ficar abaixo de 0,2g. Isso faz com que muitos fabricantes diminuam a porção que irão apresentar na tabela nutricional para que fique abaixo dessa quantidade, permitindo que grifem na embalagem: “0% gordura trans”.
Portanto, fique atento na listagem de ingredientes. Se contiver “gordura vegetal hidrogenada”, contém gordura trans.

00760606
Foto: Divulgação

 

O que mais devemos observar no rótulo?
Observar o valor energético, quantidade de proteínas, gorduras (gorduras totais, saturadas, trans, monoinsaturadas, poli-insaturadas), carboidratos, fibras, sódio. As pessoas que possuem doenças restritivas devem ter atenção aos nutrientes de acordo com as suas necessidades (Ex: doença celíaca deve observar se o produto não contém glúten). Importante observar, também, que as quantidades informadas no rótulo dizem respeito a uma determinada porção fracionária do produto contido na embalagem.

O que um alimento saudável deve e não deve conter?
Relembremos que se no rótulo de determinado alimento está escrito que o produto é um farináceo integral, o primeiro ingrediente deve ser farinha integral e não farinha de trigo refinada.
De modo geral, é importante observar a quantidade de sódio. Ele está presente em embutidos e alimentos industrializados. Deve ser consumido com moderação, pois o consumo excessivo pode levar a um aumento da pressão arterial.
Se a quantidade de sódio for superior a 400mg em 100g do alimento, ele pode ser considerado um alimento rico em sódio, devendo ser evitado.
Outro ponto importante a ser observado é a presença de aditivos químicos, que acabam tornando os alimentos não tão saudáveis. Alguns exemplos são: corantes, conservantes, edulcorantes.

005547a4
Foto: stock.xchng

Que cuidados devemos tomar na hora da compra e do consumo?
Ao comprar um alimento, deve-se verificar o rótulo e a tabela nutricional, pois neles constam o lote, os prazos de validade, informação nutricional (valor energético, proteínas, gorduras, carboidratos e fibras, e valores de ingestão diários). As pessoas que possuem doenças devem ter atenção às restrições de nutrientes de acordo com as suas necessidades. Deve-se saber também que as informações correspondentes às quantidades de cada nutriente em relação às necessidades diárias da pessoa e ainda o fato de que as quantidades informadas no rótulo dizem respeito a uma determinada porção fracionária do produto contido na embalagem.

_______________________________________________

>>COMO ASSINAR
 Veja como receber as atualizações do blog no seu e-mail

>> REDES SOCIAIS DO BARRA DE CEREAL
(basta clicar nos links abaixo para acessá-las e curti-las)


FACEBOOK: /blogbarradecereal

INSTAGRAM – @blogbarradecereal

PINTEREST – /barradecereal

TWITTER – @barra_de_cereal

Confira 15 alimentos que limpam o organismo e ajudam a emagrecer

17 de março de 2014 4

00762832
Foto: Jucimar Milese

Você sabia que existem alimentos que ajudar a limpar o nosso corpo? A seguir, confira as dicas da nutricionista Joselaine Stürmer.

Leia mais
10 alimentos recomendados para quem quer ganhar massa magra
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada
Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta

Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Nutricionista ensina nove cardápios detox para turbinar a sua dieta
Nutricionista tira dúvidas sobre a chia e a linhaça, grãos que ajudam a emagrecer
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento

1 - Abacaxi - Contém uma enzima chamada bromalina que tem função diurética e desintoxicante. Consumir até duas rodelas ao dia.

2 – Aveia - Rica em fibras solúveis, ajuda no emagrecimento por dar saciedade. Consumir até 4 colheres ao dia.

3 – Chia - Rica em ômega 3 e em proteína, é termogênica (auxilia na queima de gorduras). Consumir uma colher de sopa ao dia.

00775847
Foto: James Cheers

4 – Gengibre - Ajuda no emagrecimento por acelerar a termogênese (queima de gorduras). Consumir uma colher de chá ao dia.

5 – Vinagre de maçã - Termogênico, possui aminoácidos que atuam na queima de gordura. Consumir duas colheres de sopa ao dia.

6 – Chá verde - Rico em polifenois, acelera na queima de gorduras. Consumir até quatro xícaras ao dia.

0099647d
Foto: Aline Mendes

7 – Café preto - Rico em cafeína que atuam na oxidação de gorduras. Até três xícaras de cafezinho ao dia.

Leia mais
PROJETO VERÃO: confira dicas para perder os quilinhos indesejados

8 – Maçã - É rica em fibras, entre elas a pectina, que diminuem a absorção de gorduras. Consumir até duas ao dia.

9 – Pêra - É rica em fibras, entre elas a pectina, que diminuem a absorção de gorduras. Consumir uma ao dia.

000b5a2f
Foto: Fernando Gomes

10 – Quinoa - É rica em proteínas, que atuam na termogênese e na diminuição de açúcares. Consumir até duas colheres de sopa ao dia.

11 – Frutas oleoginosas (castanha e amêndoas) - São ricas em gorduras monossaturadas, que atuam na saciedade. Consumir até 4 unidades ao dia.

12 – Iogurtes de alta densidade (cremosidade) light - Atuam no centro de saciedade. Consumir até 400ml ao dia.

0092b87d
Foto: Reprodução

13 – Pepino - Atua como diurético e é rico em fibras solúveis que auxiliam no emagrecimento. Consumir à vontade.

14 – Pães integrais - Ricos em fibras que atuam no funcionamento intestinal. Consumir de duas a quatro fatias ao dia.

15 – Peixes - São ricos em ômega 3 e facilitam a digestão, ajudando na desintoxicação. Consumir 100g de 3 a 4 vezes semana.

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes

Confira sete dicas para nutrir a pele e prevenir o envelhecimento celular

03 de fevereiro de 2014 8

0068261a

Foto: stock.xchng

Além da boa forma, que mulher não deseja ter uma pele linda e saudável? Sabia que os alimentos dão uma mãozinha?

A seguir, a nutricionista Thais Rasia destaca sete nutrientes que não podem faltar no plano alimentar de quem quer fortalecer cabelos, unhas  e ficar com a pele hidratada e bonita.

Leia mais
10 alimentos recomendados para quem quer ganhar massa magra
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada
Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta

Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Nutricionista ensina nove cardápios detox para turbinar a sua dieta
Nutricionista tira dúvidas sobre a chia e a linhaça, grãos que ajudam a emagrecer
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento


1 – Aminoácidos -
A cisteína e a tirosina são os responsáveis pela formação da queratina e da melanina, proteínas que fazem parte da estrutura dos cabelos, pele e unhas. Fontes: carnes magras, aveia, arroz integral e pimentões.

0092762a
Foto: Reprodução

2 – Ácidos graxos essenciais - São importantes para a fluidez das células e hidratação da pele. Uma pele ressecada pode ser um sinal de deficiência. Fontes: salmão, sardinha, atum, sementes de linhaça e chia.

3 – Vitamina A - É necessária para a formação da queratina. Fontes dos precursores de vitamina A no organismo: mamão, cenoura, acerola.

4 – Zinco - Necessário para a conversão do betacaroteno em vitamina A (ativa) dentro do nosso organismo. Pessoas com deficiência de zinco e excesso de betacaroteno podem apresentar as palmas das mãos amareladas, pois o mesmo está sendo acumulado e não convertido em vitamina A. Fontes: castanhas, cereais integrais, peixes.

0099b1aa
Foto: Aline Mendes

Leia mais
PROJETO VERÃO: confira dicas para perder os quilinhos indesejados

5 – Cobre - Participa da ligação do colágeno com a elastina, ou seja, confere elasticidade a nossa pele. Além disso, é essencial para formação da melanina. A deficiência do nutriente está associada a manchas brancas na pele. Fontes: grão de bico, lentilha, nozes.

6 – Vitamina C - Atua na formação do colágeno, cuja função está diretamente relacionada à firmeza, à elasticidade da pele e sà aúde das unhas, cabelos e articulações. Fontes: laranja, limão, morango, goji berry.

00948784
Foto: Reprodução

7 – Silício - Faz parte da composição do colágeno, ajuda na minimização da celulite. Fonte principal: farelo de aveia.

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes

Confira os pratos mais calóricos da ceia de Réveillon

31 de dezembro de 2013 0

00995e6a
Foto: Marcio Shaffer

Você quais são os alimentos mais calóricos da ceia de Réveillon? A nutricionista Fabíola Andriola elaborou uma lista para os leitores do Barra de Cereal. Vem ver:

Leia mais
10 alimentos recomendados para quem quer ganhar massa magra
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada
Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta

Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Nutricionista ensina nove cardápios detox para turbinar a sua dieta
Nutricionista tira dúvidas sobre a chia e a linhaça, grãos que ajudam a emagrecer
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento

1 – Chocotone – Campeão de calorias. Em apenas 80 gramas, algumas opções concentram até 400kcal. Isso devido a grande quantidade de açúcar e gorduras utilizadas na fórmula.

002ad461
Foto: Foto: Charles Guerra

2 – Rabanada - Prato típico das festas de final de ano. Como sua base é feita de pão branco, leite condensado e açúcar, concentra muitas calorias (vazias). Além disso, sua preparação é frita, o que acaba por adicionar mais gordura e, consequentemente, mais calorias. Tem em torno de 170Kcal por fatia.

3 – Farofa - A maioria é feita com alimentos altamente calóricos e gordurosos, como o bacon. Além disso, a base é feita com farinha de mandioca ou de milho, o que transforma a preparação rica em carboidrato. Uma colher de sopa de farofa chega a ter em média 80Kcal.

4 – Castanhas, nozes e avelãs - São petiscos que concentram muitas calorias por serem ricas em gorduras insaturadas. Mas é importante lembrar que são gorduras do bem, mas em grande quantidade acabam deixando nossa ceia muito calórica. Cerca de 100gramas de avelã chegam a ter 500Kcal.

001a90de
Foto:  Júlio Cordeiro

Leia mais
PROJETO VERÃO: confira dicas para perder os quilinhos indesejados

5 – Azeitonas - Inimigas disfarçadas das dietas, pois acabamos comendo uma grande quantidade sem perceber. Além de ser rica em gordura (assim como as castanhas, gorduras boas) possui grande quantidade de sódio, que aumenta a retenção de líquidos e o aspecto da celulite, além de ser um agravante para quem tem pressão alta. Cada azeitona tem, em média, 10 kcal.

6 – Sorvete com calda de chocolate - Alimento rico em gordura saturada e açúcar. Concentração energética alta, podendo chegar a 320Kcal por porção de 100gramas (2 bolas pequenas).

008391d2
Foto: Chungo

7 – Drinks alcoólicos, a base de destilados - Cada grama de álcool possui 7kcal. Em um drink de 250ml, pode concentrar até 200Kcal. A dica é alternar um copo de drink com um copo de água mineral com gás.

8 – Pernil suíno - Das carnes utilizadas na ceia, é a mais calórica, por possuir grande quantidade gordura. A gordura é a do tipo saturada, ou seja, a mais prejudicial para o organismo. Das carnes mais magras o peru é a melhor opção. 1 pedaço pequeno de pernil pode chegar em média a 250Kcal.

VÍDEO: VAI EXAGERAR NA CEIA? VEJA DICAS DA NUTRICIONISTA VANESSA LEITE

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes

Confira o significado e os benefícios de alimentos tradicionais da ceia de Ano-Novo

27 de dezembro de 2013 2

0010ea40

Alguns alimentos são os queridinhos da ceia de Ano-Novo. Reza a tradição de que seu consumo pode influenciar na sorte no próximo ano.
A seguir, a nutricionista Danielle Fraga, do Senac, desvenda alguns dos alimentos preferidos na ceia de Ano-Novo. Também contei com a colaboração da nutricionista Fabíola Andriola

Leia mais
10 alimentos recomendados para quem quer ganhar massa magra
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada
Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta

Saiba como eliminar os quilinhos extras com a dieta detox
Nutricionista ensina nove cardápios detox para turbinar a sua dieta
Nutricionista tira dúvidas sobre a chia e a linhaça, grãos que ajudam a emagrecer
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento

Arroz - O seu consumo na festa de final de ano promete abundância, fertilidade e riqueza. O arroz é rico em carboidratos, possui sais minerais (fósforo, ferro e cálcio) e vitaminas do complexo B. Dê preferência para a versão integral.

Acelga - É forte o apelo simbólico da acelga. Diz a lenda que a disposição circular das suas folhas representa a continuidade da vida. As folhas de acelga são consumidas cruas em saladas, refogadas ou cozidas. É um alimento muito nutritivo e de baixa caloria, com uma quantidade extraordinária de vitamina K e vitamina A, C, minerais (sódio, magnésio, potássio e ferro), fibra alimentar e proteínas.

007558e2
Foto: Nestlé, Divulgação

Alho poró - Tem fama de trazer boa sorte e força para quem o consome na virada do ano. Possui muitos nutrientes como vitaminas A, C e do complexo B. Também apresenta minerais como flúor, iodo, ferro e fósforo. A maior propriedade deste alimento está na substância chamada “alicina” que auxilia na circulação e nas doenças coronárias.

Cereja - Simboliza o amor e é ideal para os votos de um feliz Ano-Novo. Possui propriedades antioxidantes e flavonoides que protegem contra câncer, envelhecimento precoce e doenças cardíacas. Também contém vitamina C, que ajuda na imunidade e na formação do colágeno. É fonte de cálcio, magnésio, ácido fólico, B1, B2, potássio e fósforo.

Champagne - É a bebida mais consumida nesta data. Está associada com a sorte em todos os aspectos, profissional, pessoal e amoroso. Rico em flavonoides, auxilia a reduzir o colesterol ruim, além de em quantidades moderadas pode ajudar a regular a pressão arterial.

00770ff3
Foto: Stock.xchng

Lentilha - Seu consumo na ceia de Ano-Novo está associado à fartura e ao crescimento. Riquíssima em fibras solúveis e insolúveis, auxilia no funcionamento intestinal, além de ajudar a reduzir os níveis de colesterol. Contém potássio, um dos minerais responsáveis pela contração dos músculos esqueléticos, ou seja, ela ajuda a prevenir cãibras musculares. Cuidado com os acompanhamentos.

Louro - Um dos costumes à meia-noite é colocar uma folha de louro na carteira, que representa riqueza e sucesso. É classificado como uma erva aromática, utilizada como temperos para preparações. É um ótimo digestivo e depurativo do fígado.

Nozes, avelãs, castanhas e tâmaras - As sementes são consumidas na esperança de garantir fartura.
Esse conjunto de delícias é rico em nutrientes como proteínas, fibras, vitamina E, selênio, zinco, cobre e magnésio. São eficazes na diminuição da pressão arterial, reduzem o risco de desenvolver doenças cardíacas, diabetes e algumas formas de câncer.

001a90de
Aline Mendes, Agência RBS

Leia mais
PROJETO VERÃO: confira dicas para perder os quilinhos indesejados


Porco -
É um animal que fuça para frente e, por isso, não pode faltar no prato de quem deseja muita sorte, fartura e prosperidade. Dependendo do corte, tem baixa quantidade de gordura e de calorias. A carne de porco é fonte de proteínas necessárias na reconstituição das fibras musculares e na formação de novas células. É também rica em vitaminas do complexo B, possui selênio (um potente antioxidante), zinco e maior teor de ferro do que o frango.

Repolho - Símbolo de sorte, fartura e prosperidade. Além de ser ótima fonte de vitaminas A e C, é um alimento rico em nutrientes que fazem bem para o coração, para os olhos, para a pele e ainda nos protege contra algumas infecções. Além disso, tem pouca caloria e é rico em fibras, potássio, folato e betacaroteno.

Romã - Come-se a fruta com a crença popular de atrair dinheiro. Costuma-se guardar sementes na carteira no ano todo. É uma ótima fonte de vitamina C, que aumenta a imunidade do organismo, além de ser um ótimo antioxidante, por ser rica em flavonoides, o que ajuda a combater o envelhecimento precoce das células.

0099fafc
Foto: Stock.xchng

Salmão - Se para você a saúde é a maior de todas as riquezas, considere incluir na sua ceia o salmão. O ômega-3 evita a formação das placas que obstruem as artérias, reduz o colesterol e combate os triglicerídeos. É rico em proteínas de alto valor nutritivo e de alta digestibilidade, favorecendo o processo de digestão.

Uva - É a fruta mais consumida na virada. De acordo com as tradições, você deve comer 12 grãos, um para cada mês do ano. É fonte de carboidratos, importante para o fornecimento de energia para o corpo. Também contém vitaminas C e do complexo B e sais minerais como ferro, cálcio e potássio. A uva, principalmente as escuras, possui ação antioxidante, ou seja, combate os radicais livres e também é anticancerígena. A casca da uva rosada contém uma substância cardioprotetora chamada resveratrol – que ajuda no controle do colesterol, na diminuição da formação de coágulos sanguíneos e na prevenção da trombose.

VÍDEO: VAI EXAGERAR NA CEIA? VEJA DICAS DA NUTRICIONISTA VANESSA LEITE

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes

Confira 10 alimentos para consumir antes do treino

29 de outubro de 2013 0

00942185

Costumo receber mensagens de leitores com dúvidas sobre o que consumir antes do treino. Pode ser de corrida, musculação, bike, kangoo jumps, jump, etc. O que comer? Pensando nisso, consultei a nutricionista Carla Rodrigues explicar a importância de determinados alimentos antes de praticar exercícios.

Leia mais
Confira 10 alimentos industrializados do bem escolhidos por uma nutricionista
Conheça os benefícios do chá de hibisco, que auxilia no emagrecimento
10 alimentos recomendados para quem quer ganhar massa magra

Descubra 10 motivos para incluir a goji berry na sua dieta
Nutricionista tira dúvidas sobre a chia e a linhaça, grãos que ajudam a emagrecer

Personal trainer ensina 12 exercícios para definir o abdômen

1 – AVEIA - Por ser rico em fibras, tem a particularidade de liberar energia de forma mais lenta e gradativa, o que gera uma aceleração do metabolismo. Pode ser usado em sucos, vitaminas, iogurte, mingau, etc.

008ccc19

2  IOGURTE -Rico em cálcio, necessário para a contração muscular. O melhor é o desnatado, pois a gordura antes da malhação atrapalha a digestão e não libera energia suficiente para o gasto.

3 – AÇAÍ - É recomendada para quem se exercitará por mais de uma hora e meia e sofrerá desgaste físico, pois se trata de uma fruta energética e calórica. Também é fonte de antioxidantes, combate os radicais livres gerados pela atividade física.

001c8df3
Foto: Miro de Souza

4  - BANANA - É uma fruta rica em carboidratos, vitaminas do complexo B e potássio. É uma ótima opção para um lanche rápido, pois é rica em energia (evita câimbras durante os treinos), apesar de não ser muito calórica. Ficará ainda mais rica se misturada com algum cereal (aveia, granola ou linhaça) e mel.

5 – OVO - Proteína de alto valor biológico, repara as fibras musculares. A clara é albumina pura, com zero de gordura, e, ao contrário da gema, que contém colesterol, pode entrar no cardápio em quantidade maior.

6 – BATATA DOCE - Trata-se de um carboidrato capaz de doar energia rápida para quem quer aumento de massa ou performance atlética aeróbica.

0081bf4e
Foto: Bete Duarte

7 – PEITO DE FRANGO - Fonte de proteína bem magra, com alta % de proteína por porção, de fácil digestão, rápida absorção, 0% gordura, 0% carboidrato e baixo sódio. O ideal é consumir o peito de frango grelhado, ou ao molho de tomate. Nunca frito, à parmegiana, à milanesa, etc.

8 – SEMENTES DE ABÓBORA - Boas fontes de ácido alfa-linolênico, uma forma vegetal de ômega-3 que pode ajudar a combater a inflamação, um fator da dor muscular.

9 – QUINOA - É um supergrão repleto de proteína. Embalado com ferro, fibras e cálcio, necessários para a contração muscular, e até mesmo de potássio e magnésio, responsáveis pela hidratação. É um carboidrato complexo de alta qualidade (sim, o tipo bom de carboidrato), que você deve inserir no seu hábito alimentar.

007ba354

Foto: Stock Photos

10 – CHOCOLATE - Pesquisas sugerem que os antioxidantes presentes no chocolate amargo podem aumentar a força nas pernas, a capacidade de resistência e também ajudar a prevenir a dor muscular pós-treino.

Já seguiu o blog no Facebook? Corre lá e fique por dentro das últimas notícias saudáveis de Aline Mendes

Conheça os alimentos recomendados para quem costuma correr

29 de junho de 2013 7


Ricardo Wolffenbüttel, Agência RBS

Quem gosta de correr costuma se preocupar em se alimentar corretamente para o treino render e também evitar a perda de músculo. Aprendi que, além dos alimentos recomendados, também é importante respeitarmos o intervalo entre a refeição e a prática do exercício físico.

Leia mais:

Conheça a farinha que auxilia na perda de peso
Conheça oito benefícios do amaranto, que auxilia no emagrecimento

10 motivos para incluir o ômega 3 na dieta
Confira os 10 chás amigos da dieta e da saúde
Conheça a raiz que ajuda a queimar gordura
Confira cinco alimentos que ajudam na conquista da barriga sarada

A seguir, a nutricionista Danielle Milhão tira todas as dúvidas sobre a alimentação adequada para quem gostar praticar corrida.

Qual a importância de nos alimentarmos bem antes e depois do exercício?
A alimentação é como um combustível para o corpo. Comer adequadamente antes e após os treinos de corrida irá garantir o bom rendimento e a recuperação da fibra muscular, além de evitar lesões.

Uma boa notícia: consumindo o alimento certo, aqueles que participam de competições poderão, inclusive, evoluir na questão do tempo para cada percurso durante os treinamentos.

É normal as pessoas ficarem sem comer muito tempo pensando que estão fazendo bem para o corpo?
É bem comum praticantes de exercícios ficarem muito tempo sem comer ou, até mesmo, se exercitar sem ter comido nada, com o pensamento que desta forma irão emagrecer mais rápido. Em geral, correr sem ter comido nada não faz com que a gordura diminua. Pelo contrário, é mais provável que ocorra diminuição na massa muscular (provocando flacidez) sem diminuir em quase nada a gordura. Algumas pessoas não comem nada antes do treino e chegam em casa “morrendo de fome”, assim, acabam consumindo carboidratos e gorduras em excesso, e engordam.

Devemos comer quanto tempo antes do exercício?
Depende do tipo de treino, objetivo, rotina e do metabolismo do esportista. No geral, quem se alimenta cerca de uma hora e meia antes do treino de corrida, está fazendo a coisa certa. Existem estratégias para quem acorda muito cedo e logo em seguida pratica o seu exercício.

Que alimentos são recomendados para quem costuma correr?


- Pão
- Macarrão
- Aveia
- Carnes magras
- Alimentos termogênicos (veja mais aqui)

Que alimentos devem ser ingeridos antes e depois do exercício.
– Antes: carboidratos de absorção lenta: pão, aveia, macarrão, batata (principalmente doce).
– Depois: proteínas de absorção lenta (principalmente para quem quer queimar gordurinhas): carnes magras, clara de ovo e, dependendo do caso, uma suplementação com este perfil.

É necessário comer algo se o tempo de exercício ultrapassar um determinando tempo?
- Quem quer perder peso e faz um treino de até 1h30min não tem a necessidade de consumir nada durante a atividade.
- Se a corrida durar mais tempo, talvez aminoácidos sejam necessários, e carboidratos para treinos e provas longas.
- Não é difícil ver pessoas na academia tomando bebidas isotônicas. Ela possui muito carboidrato e sódio, podendo engordar e reter líquidos. A pessoa só está repondo tudo que perde, imediatamente.