Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de janeiro 2011

Passadinha rápida!!!

30 de janeiro de 2011 16

Licença Ana, mas tive que dar uma passadinha rápida por aqui … sabe como é não consigo me controlar..kkk

 

Mas a visita é apenas para dizer que a Heloísa nasceu e estamos super bem, minha filhotinha é linda e veio ao mundo no dia 24/1 às 18h23.

Quero agradecer todos os comentários de sorte que recebi, vcs são todas queridas mesmo!!!!

Vou indo, pq agora tenho que cuidar de uma bebê linda..

 

Bjs e até breve!!!

 

Scrap decor: apaixonante

27 de janeiro de 2011 2

Ano passado, no aniversário do Blog, a Michele sorteou vários cursos aqui e eu  fui a ganhadora de um deles: uma aula de Scrap Decor.  Não conhecia essa técnica, apenas o Scrapbooking, pelo qual sempre fui apaixonada. Sábado passado, pude fazer o curso (lá na Maria Arteira, com a professora Alethéa)e adoooorei!
Pra quem gosta dessa arte também, preparei esse post. E pra quem não conhece, deve conhecer, pois dá pra fazer uma infinidade de coisinhas lindas! Inspire-se.

Fonte: http://www.flickr.com/photos/latarnia/

Fonte: http://blogmariaarteira.blogspot.com/

Fonte: http://tokecriecuritiba.blogspot.com/2011/01/minigarrafa-personalizadareciclada.html

Fonte: http://tokecriecuritiba.blogspot.com/2009/11/caixa-de-fotos-vintage.html

Fonte: http://tokecriecuritiba.blogspot.com/2009/11/bau-em-scrap-decor-com-flores-lollipop.html

Fonte: http://www.scrapbook.com/gallery/?m=image&id=3087103&type=card&c=37

Fonte: http://www.scrapbook.com/gallery/image/card/3088017.html

 

Entrevista com Paula Mello

26 de janeiro de 2011 1

Comecei a criar minhas peças há pouco mais de 6 meses, porém a vontade de criar algo com as próprias mãos e gerir um negócio próprio vem de alguns anos atrás. Sou diretora de arte em publicidade porém, mesmo trabalhando na área criativa das agências, sempre senti falta de poder me expressar um pouco mais livremente, trabalhar a criação em outras plataformas além da telinha do computador.

E a partir desse ano, passando a trabalhar apenas como freelancer, consegui tempo para poder me dedicar a esse sonho. Devo dizer que comecei absolutamente do zero, sem conhecer técnica alguma, sem entender os materiais e sem saber, inclusive, aonde e como procurá-los. Fiquei encantada quando descobri na internet alguns colares feitos apenas de malha e resolvi que queria fazer aquilo, porém de forma completamente diferente. E notei o quanto dava para criar com aquele material tão plástico, coisa que ninguém estava fazendo. Assim começou a UP. Com alguns retalhos e algumas contas, erros e acertos e muita paixão por fazer algo que fosse único.

Aí as peças foram evoluindo, fui incorporando outros materiais e hoje tenho peças bem mais sofisticadas do que fazia no começo. Também criei um blog que é pra mim, meu pequeno universo. Todas as peças nascem com um conceito, que é traduzido em nome próprio e poesia. Uma forma criativa e deliciosa de apresentar as peças e fazer da visita ao site um momento de encantamento.


Onde você busca inspiração?

A inspiração vem de todo o qualquer lugar. Na maior parte das vezes, basta apenas ficar olhando para o material que se tem e esperar que ele “fale” com você. Alguns dias estou particularmente apaixonada por alguma cor e aí busco materiais que me permitam expressar com a cor do dia.

E os materiais, você encontra onde?

Como trabalho com vários materiais diferentes, eles vem de diversos lugares. Alguns tecidos foram comprados, outros tantos ganhei de presente. Sempre retalhos, pedacinhos que iriam ser descartados e que retomam à vida. E as contas, pedrarias e todos os fios são comprados em armarinhos, lojas especializadas nesses materiais.

Como é a sua rotina?

Quando não estou fazendo algum trabalho de publicidade, normalmente procuro ficar a maior parte do tempo possível junto às minhas, linhas, contas, tecidos. Porque além do amor que tenho por tudo isso, a UP é um projeto de vida para mim. E todo tempo que eu tenho, invisto nesse sonho para que ele se transforme num negócio, de fato.

Qual peça significa/significou mais pra você?

Todas as peças tem um significado especial para mim. Costumo dizer que cada nova peça é uma aventura. Em cada uma delas procuro descobrir uma técnica nova, aplicar um material diferente, fazer com um estilo que eu não criei ainda. Por esta razão as peças são bem diferentes entre si. Mas se eu realmente tivesse que escolher uma peça marcante, seria a número 1, meu colar Semente de Uva. Ela foi a materialização do início da caminhada.

No processo de criação de uma peça, qual a parte que mais dá trabalho, e qual a parte que mais te envolve, o que prefere?

Às vezes a parte que dá mais trabalho é criar, porque perco horas, às vezes dias, para encontrar o que realmente estou procurando. Mas na maior parte das vezes é conseguir descobrir ou inventar uma técnica para concretizar o que eu quero criar. Como eu havia falado, a cada peça que eu faço, algo de realmente novo precisa ser incorporado, seja em materiais, forma ou técnica. Então conseguir produzir e deixar bem acabada essa “novidade” às vezes leva muito tempo. E a parte que eu mais gosto, sem dúvida, é ver a peça pronta. Ver a criança nascida.

Já teve algum dia, em que não teve inspiração? O que você fez?

Sim, acontece, eventualmente. Eu olho para os materiais, tento descobrir algo que tenham para me dizer, mas eles ficam mudos. Aí procuro alguma inspiração fora, uma combinação de cores, uma textura que me diga algo. Mas, em compensação, tem dias em que é só chegar na mesa que você já sabe exatamente o que vai fazer. E as peças fluem maravilhosamente bem. Normalmente nesses dias, crio as peças que acho mais exuberantes.

Quando está desenvolvendo uma peça, você costuma assistir tv, ouvir música ou prefere o silêncio?

Prefiro o silêncio. O barulho da natureza apenas. Mas, eventualmente ouço um lounge ou um jazz bem suave.

O que te motiva a ser crafter?

Não sei se me considero uma crafter. O craft – no meu caso, as bijuterias artesanais – foi uma resposta a um talento e uma vontade minha em criar algo com as mãos, em combinar cores, formas e texturas. Poderia ter sido outra coisa, como, inclusive já tentei: cerâmica, pintura, desenho. Sempre, porém, algo voltado para a arte e a estética. No entanto, a minha real motivação é em construir um negócio próprio, onde eu possa trabalhar de forma totalmente livre e criativa. Um negócio que eu possa gerir praticando valores em que eu acredito e, um dia, poder contribuir também para a prosperidade das pessoas que acreditarem no que eu faço e percorrerem essa estrada comigo.

Dica para iniciante

Faça tudo com o coração. Faça com a maior perfeição que você puder. E procure seguir seu próprio caminho. Busque sempre colocar algo seu no que você faz, algo único. Quem copia não cresce, não descobre seu próprio talento. E o que vai fazer seu trabalho ser especial e reconhecido é justamente essa coisa única, que só você tem, e que ninguém pode copiar.

 

*

Nome: Paula Mello

Marca: Up acessórios

Cidade: São Paulo

Onde encontrar: http://www.flickr.com/photos/upacessorios/

 

E não perca na edição impressa do jornal A Notícia desta quarta-feira o passo a passo do colar abaixo!

PS.: Meninas, peço mil perdões, pois por problemas técnicos a entrevista acabou não sendo publicada na quarta-feira. Beijos, Ana

Noivinhos diferentes

23 de janeiro de 2011 1

Então queridas, a Michele, uma gravidinha empolgada com as coisas fofas para bebês, já eu sou uma noivinha com mil ideias na cabeça para meu casamento.
Nas minhas intermináveis pesquisas por detalhes para o futuro casório, fiquei pensando: e o topo do bolo?
Quero muito que ele seja uma coisa diferente, pra combinar com os outros detalhes e acabei descobrindo vários modelinhos inspiradores e achei interessante dividir aqui com vocês!
Penso que alguns deles, dá até pra nós mesmas fazer, não acham?

De madeira, são da Nanda Teixeira
Fonte: http://nandateixeira.com/casamento-2/

Inspirado nas Matrioskas, são do Santo do DiaFonte: http://vestidadenoiva.com/noivinhos-babuskas

Passarinhos de tecido, da Tecelinha

Fonte: http://tecelinha.blogspot.com/2010/03/passarinhos-noivinhos-topo-de-bolo-para.html

Outros modelinhos de passarinhos




Fonte: http://casamentoespetacular.blogspot.com/2010/05/cake-topper.html


Fonte: http://jussantos.blogspot.com/2010/11/topo-de-bolo-diferente.html

E vocês, gostam mais do clássico ou do diferente para esse tipo de ocasião?

Beijinhos, Ana Camila


Flores de fita

21 de janeiro de 2011 0

Flores de tecido, feltro, papel são sempre bem vindas né gente?

Seja pra enfeitar uma caixa, pra usar como broche, pra colocar numa bolsa, numa necessaire, guirlanda…enfim! Dá pra usar numa infinidade de coisas e sempre fica muito fofo!

Gostaram dessa aqui?

O passo a passo é do site SuperZiper e encontra-se nesse link:
http://www.superziper.com/2008/10/diy-flores-de-fita.html

Deem uma espiadinha lá!

Onde comprar???

20 de janeiro de 2011 4
Como escrevi na coluna, hoje é o dia de uma dica da artesã Fabi Sehnem sobre compras de tecidos importados.


” Quando a Michele me perguntou se eu escreveria um post para o blog fiquei super alegre. Depois a apreensão tomou conta de mim e acabei protelando. Mas chega um momento em que não podemos mais adiar, né?

 

Ela me pediu para dar dicas de compras de tecido online… Eu simplesmente adoro os tecidos importados, mas os preços aqui no Brasil me deixavam um pouco longe deles. Um dia resolvi arriscar e fiz uma compra on-line. Desde então, a maioria dos meus tecidos são comprados assim. Só temos que cuidar com o valor da compra. Ela não pode ultrapassar 50 dólares, pois corremos o risco de cair na malha da Receita Federal e ter que pagar imposto de importação. O imposto é cobrado sobre o valor dos produtos e do frete. Quando fiz a primeira compra, me empolguei e não dei atenção para os valores. No fim o valor dos impostos que paguei foi mais alto que o valor da compra. Mesmo assim ficou mais barato que aqui… É só procurar que dá pra achar lindos tecidos com preços bem legais.

 

Se você ficou empolgada, dá uma olhadinha nesses sites e divirta-se!!!

 

www.keepsakequilting.com/

www.zandsfabrics.com/

www.etsy.com/

www.fabrictales.com/

www.superbuzzy.com/

 

 

 

 

 

Primeiro "olá"

19 de janeiro de 2011 11

Olá meninas!

Tô passando aqui, primeiramente pra me apresentar pra vocês.

Me chamo Ana Camila (a descabelada da foto ao lado), sou designer e exerço essa função no AN, diagramando as páginas do jornal.
Como a Michele mesmo disse, adoro artesanato e assim que entrei no AN já viciei no blog Baú de Ideias! Por esse motivo é muito bom estar aqui, podendo ajudar a Michele e tendo a confiança dela.
Espero que vocês gostem da minha “estadia” e sempre que quiserem me dar sugestões de posts, entrevistas e tudo que for, estou à disposição pelo email que a Mi já passou, mas repito aqui: ana.ronchi@an.com.br

Beijinhos!



Entrevista com Bruna Costa e Paula Carolina

19 de janeiro de 2011 0

Bruna Costa e Paula Carolina

O começo do nosso trabalho, se deu a partir da iniciativa da minha irmã Paula, 25 anos , no início de 2008 . Ela começou criando lindos cordões, presilhas de cabelo com fuxicos, e chaveirinhos de feltro. Ela mesma criava seus próprios moldes . Os botões eram forrados á mão, e isso era muito trabalhoso. Foi ai que ganhamos uma maquina de forrar botões e outros acessórios inclusive uma Máquina de costura de nossos tios Sérgio e Dayse e a produção ficou a mil. E no decorrer disso, estávamos em busca de um nome, então me surgiu este : Maria Chiclé , parei e pensei : Maria é um nome simples e forte e chiclete é colorido e divertido . Mas como podem ver não tem um significado em especial .

Enfim, começamos a divulgar e deu super certo. No final de 2008, despertou em mim (Bruna ,23 anos) a curiosidade de aprender a costurar , então, fui pedir a minha querida avó Miriam, para me ensinar e me dar umas dicas.. Fiz a primeira bolsa , e para primeira ficou muito bom, só precisei melhorar os acabamentos.
Coloquei na internet, e logo obtive muitas perguntas de amigos querendo saber se eu aceitava encomendas. Isso foi um empurrãozinho , então comecei a fazer bolsas e depois surgiram os acessórios. Realmente me encontrei e hoje posso dizer que eu amo costurar e criar coisas novas.Ganhei uma máquina de costura da minha outra avó, a usei por um tempo, mas começou a dar problemas e o jeito foi obter outra. Então, meu namorado meu deu uma de aniversário(2009) e agora não desgrudo dela por nada.
Graças a Deus e ao incentivo e apoio de nossa familia e amigos, levamos a sério ,e fomos alinhavando nosso destino e estamos realizando um de nossos sonhos que é trabalhar com artesanato. Nossos pais se orgulham demais de ver cada peça criada por nós. Hoje essa Marca é nossa. E estamos há 2 anos trabalhando com ela.
Nosso intuito é criar peças fofas, coloridas , diferentes e exclusivas, visando o máximo de perfeição e qualidade em cada uma delas.Pois como já fazíamos peças únicas para nós mesmas, fomos incentivadas a fazer para o público.


*


Você busca inspiração, onde?

Em tudo que vemos, ficamos pensando no que podemos criar de novo e diferente baseado em algo que encontramos, seja um tecido ou até mesmo um botão, daí vão surgindo idéias. Como também estamos sempre olhando belos trabalhos no Flickr ou em outros sites. Algumas das vezes buscamos inspirações de outros trabalhos encantadores.

*

*

E os materiais, você encontra onde?

Encontramos na nossa cidade mesmo, como também costumamos comprar pela internet algo que não encontramos aqui. Como tecidos por exemplo e alguns aviamentos muito úteis.Sem contar que é mais prático, mas sempre comprando em um site conhecido e seguro.

*

*

Como é a rotina de vocês?

Acordamos cedo, vamos para a academia. Quando voltamos, temos nossos afazeres de casa. Depois vou para meu Ateliê e minha irmã para o trabalho dela, pois foi chamada para trabalhar no final de 2010 e agora estou dando conta da Maria Chiclé e aprendendo a fazer as coisas que ela fazia. Como ela trabalha fora agora, chega tarde e cansada, e não sobra tempo.

Mas estou me saindo bem ( risos ). Quando estou bem enrolada minha mãe se disponibiliza a me ajudar.

Costuro até umas 8hs da noite .Conforme vou produzindo, vou tirando as fotos, depois edito e posto em meu site. Tiro uma hora da tarde para responder os e-mails.

Depois arrumo a baguncinha que ficou , vou pra internet conversar e fazer algum trabalho, pois também estou criando logomarcas e artes para cartões de visita, etiquetas etc. Enfim, depois disso vou dormir.

*

*

Qual peça significa/significou mais pra vocês?

Para mim, minha primeira bolsa foi a peça que mais significou e para minha irmã, a primeira presilha de fuxico que ela fez. Não que as outras não tenham um significado, cada peça tem.Mas essas citadas acima marcaram mais, pois foi onde descobrimos que poderíamos trabalhar com artesanato.

*

*

No processo de criação de uma peça, qual a parte que mais dá trabalho, e qual a parte que mais te envolve, o que prefere?

Posso dizer que o que dá mais trabalho são as peças menores, chaveiros bem detalhados e alguns enfeites.

Pra nós duas o trabalho em si nos envolve, não tem uma parte apenas. Adoramos desenhar , experimentar, fazer testes pra saber se ficará bom ou não. Porque mesmo que tenham partes mais trabalhosas o trabalho é gostoso de se fazer ,e o resultado supera qualquer coisa.

*

*

 

Já teve algum dia em que não tiveram inspiração? O que fizeram?

Já sim, quando isso acontece, ou faço algo que já fiz ou paro e vou fuçar na internet. Mas tem dia que não estou pra costurar, pelo fato de fazer e refazer um produto diversas vezes. Então eu respiro fundo e retorno a continuar no dia seguinte.

*

*

Quando está desenvolvendo uma peça, vc costuma assistir tv, ouvir música ou prefere o silêncio?

Isso é muito relativo. Cada dia estamos pra uma coisa . Assisto tv mais na parte da tarde e uma vez ou outra gosto de trabalhar a noite por causa do silêncio, a concentração é melhor. Mas tem dia que uma boa música faz bem pra relaxar.

 

*

 

O que motiva a serem crafteres?

O fato de fazermos o que gostamos , o apoio da nossa familia, namorados e amigos(as) , como de nossos clientes também .Pois somos tão elogiadas e nosso trabalho tão admirado que a vontade de continuar só vai aumentando. Agradecemos muito a Deus por esse dom e por ter saúde para poder continuar seguindo em frente.

*

Dica para iniciantes.

Procure explorar seu talento, se gosta mesmo do que faz ,divulgue, dê continuidade a isso e siga em frente. Procure sempre melhorar a cada dia, a se superar. Seja criativo e original .Foque bastante nos acabamentos e em um bom material . Se errar, tente de novo ! Enfrente qualquer obstáculo para realizar seus sonhos e conte sempre com sua familia. É a base de tudo.

Tem uma frase que gosto muito de dizer e que por sinal eu mesma que criei : ” Faça sempre o que se gosta, pois o resultado é amor “

 

*

Nome: Bruna e Paula Costa

Marca: Maria Chiclé – Design de Acessórios

Cidade: Nova Iguaçu

Onde encontrar: www.mariachicle.com.br e www.flickr.com/photos/mariachicle

 

*

 

E vocês podem conferir o passo a passo na edição impressa do caderno morar (coluna baú de ideias) do Jornal A Notícia desta quarta-feira (19/1/2011).

 

 

 

Licença maternidade

17 de janeiro de 2011 5

… oi queridas …


Hoje é meu último dia de trabalho.

Estou saindo de licença maternidade.

Entre medos, um sentimento maravilhoso de felicidade está me rodeando; pois não vejo a hora de conhecer a Heloísa.

* * *

Estarei ausente por cinco meses, porém ninguém irá ficar notícias, paps e afins.

Terei uma interina - ANA CAMILA RONCHI - ela também adora artesanato e estará comandando o blog e as colunas do jornal durante estes longos dias.

As  entrevistas continuarão saindo e até fevereiro já deixei agendadinho. Depois disso a Ana entrará em contato e fará todo o processo para as publicações.

*

Então quem quiser entrar em contato agora deve enviar e-mail para ana.ronchi@an.com.br

Agradeço todo o carinho que venho recebendo nestes últimos meses.

E desejo toda sorte pra Ana!!!!

Latinhas

14 de janeiro de 2011 1

Reaproveitando as latas usadas, que tal vesti-las? Sim elas ficam bem lindas sendo porta canetas e lápis. E ficam muito bacaninhas, podendo receber uma infinidade de variações. O que acham dessas?

 

Clique aqui para ver o passo a passo.

 

 

fonte: http://sew4home.com/projects/storage-solutions/557-french-desk-set-pencil-cups