Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de março 2011

Vamos produzir?

31 de março de 2011 1

Hoje preparei um post cheio de pap’s para a Páscoa. Bora fazer?
Os paps estão nos links.

Cenourinhas bem lindinhas e sorridentes!Fonte: http://virartes.blogspot.com/2010/02/molde-de-cenoura-para-pascoa.html

Coelho de botão. Uma graça para detalhes em presentes.
Fonte e pap: http://virartes.blogspot.com/2010/03/coelhinho-de-botao.html

Adorei esse vasinhos!Fonte e pap: http://artesanatossempre.blogspot.com/2011/01/enfeite-para-pascoa-com-vasinhos-de.html

Coelhos de feltro.
Fonte e pap: http://blog.betzwhite.com/2007/03/cashmere-bunny-tutorial.html

Várias aplicações com uma única versão de cenoura e coelho.

Fonte e pap: http://virartes.blogspot.com/2010/02/pap-coelho-cenoura-e-muitas-ideias-de.html

Entrevista com Juliana Guaresi

30 de março de 2011 2


Me formei na faculdade de Enfermagem em Agosto de 2008, e o mercado de trabalho estava bem complicado, eu não aguentava ficar em casa sem fazer nada. Então comecei a ‘inventar ‘ algo para ocupar o tempo. Desde de pequena criava roupas para as Barbies, usava a máquina de costura da minha avó e minha mãe me ensinou a fazer crochê. aí comecei a fazer cachecol, carteirinhas, bolsas, necessaire para mim e para minha irmã. Mas minhas amigas viram, e as amigas das amigas e as encomendas foram chegando. No início veio a idéia de expor tudo num álbum no Orkut, e foi por ele que o meu trabalho se tornou conhecido.


Você busca inspiração, onde?
Eu sempre digo que minha imaginação é muito fértil, sempre que pego uma simples blusa na mão já fico imaginando o quanto de coisas eu consigo fazer com ela. Mas, estou sempre procurando coisas novas na internet, leio vários Blogs de moda, artesanato, decoração, quando estou assistindo um filme estou prestando atenção nas roupas das atrizes, nos acessórios. Enfim, minha inspiração está em tudo que eu vejo.


E os materiais, você encontra onde?
Eu costumo comprar os materiais em lojas de armarinhos em geral e aviamentos, a maioria compro na minha cidade em Tubarão, pois lá já conheço as bem lojas. Compro muitas coisas também pela internet.


Como é a sua rotina?
Não tenho uma rotina, um horário específico para fazer meus trabalhos. Trabalho como Enfermeira das 13h às 19h, e no período que estou livre que é à noite e pela manhã e nos finais de semana é o tempo que dedico para a realização e criação dos produtos.


Qual peça significa/significou mais pra você?
Ah…sem dúvida nenhuma foi o vestido rosa de crochê (foto) que foi o primeiro que fiz, era para a formatura do meu namorado. Levei 1 mês entre criação e confecção, minha mãe fez o crochê e eu entrei com o bordado. Noooossa deu muito trabalho, mas valeu a pena, no dia da formatura eu não conseguia dar um passo sem que as pessoas me parassem para elogiar e perguntar sobre o tal vestido, queriam saber quem fez, como foi feito, queriam tirar foto…foi realmente gratificante.


No processo de criação de uma peça, qual a parte que mais dá trabalho,e qual a parte que mais te envolve, o que prefere?
As peças que mais dão trabalho são as batas, a parte de bordar as fitinhas, rendas, paetês são bem trabalhosas e exigem muita paciência, sem contar a confecção do crochê, mas eu adoro poder ter liberdade de escolher as cores, os detalhes de cada peça. A parte mais envolvente com certeza é a de comprar os materiais, os tecidos, os aviamentos e toda a parte de criação em si.


Já teve algum dia, em que não teve inspiração? O que você fez?
Sinceramente, não! Minha cabeça não pára nunca, estou sempre pensando no que fazer depois e depois…


Quando está desenvolvendo uma peça, você costuma assistir tv, ouvir música ou prefere o silêncio?
Gosto muito de ficar assistindo TV e estar com o notebook ao lado.


O que te motiva a ser crafter?
Para mim é uma terapia. É um momento em que eu me desligo totalmente do mundo, dos problemas, de tudo, e consigo expor nas minha peças tudo o que estou sentindo, pensando. Fico imaginando quem irá usar aquela bata ou aquele cachecol e procuro fazer tudo com muito amor e dedicação. Para mim é um momento exclusivamente meu.


Dica para iniciante
Acho que a dica principal é ter amor pelo que você faz, gostar do que você está fazendo, e aí todos os outros atributos necessários virão consequentemente: paciência, dedicação, disposição, organização, crescimento, dinheiro…

Nome: Juliana Guaresi
Marca: Prosopeia
Cidade: Joinville-SC
Onde encontrar: www.modaprosopeia.blogspot.com ou www.prosopeia.tanlup.com

O inverno vem chegando! E na coluna impressa de hoje, no jornal A Notícia, a Juliana nos ensina como fazer um lindo cachecol de pompons como este:

Páscoa das leitoras - Parte2 - Atualizado!!!

23 de março de 2011 3

As meninas estão com força total nas produções de Páscoa! Muita gente tem me mandado o que está fazendo para a data e vou mostrar pra vocês também se inspirarem.

Abaixo, coelhinhos feitos pela Celiane Grossl Minikovski, de Campo Algre para enfeitar sua casa. Adorei o nariz retangular!

 

Abaixo, os enfeites feitos pela Denise Padoan (http://depadoan.blogspot.com/)


Da joinvilense Vanessa Aparecida Serino Cruz, os enfeites de sua casa. Adorei as ideias reutilizando embalagens de molho de tomate e sorvete!


A Mari Neves, mandou esse fofíssima guirlanda


E por fim, a Maria Regina Osório, enviou esse dedoches. Lindinhos!


E estes, são os enfeites para casa montados pela minha mãe Juvelina C. Ronchi!
Sempre muito criativa.





Obrigada a todas que participaram mais uma vez!

Fabiana Branco

23 de março de 2011 2

Tudo começou quando decidi fazer uma aula de Patchwork. Já fazia pintura em madeira então achei que seria legal fazer algo diferente. Até porque tinha vontade de criar algo com as próprias mãos e assim gerir um negócio próprio. O primeiro desafio foi encarar a máquina de costura, que hoje posso considerar minha fiel escudeira. Desafios superados, sonhos em mente, e a paixão pelo trabalho manual foi aumentando cada vez mais,  o interesse em aprender e criar, também! Com o incentivo constante  de familiares e amigos resolvi montar o blog Doces Retalhinhos para divulgar o meu trabalho. Mas acredito que nesta atividade, que tem sido a minha principal ocupação, eu ainda estou começando.


Você busca inspiração, onde?
Acho que tudo pode ser motivo de inspiração.  Você precisa somente se identificar. Hoje tudo é mais fácil, pois a internet nos faz navegar pelo mundo a fora em busca de novidades.


E os materiais, você encontra onde?
Os materiais  encontro em lojas especializadas em costura, patchwork e  quilting.


Como é a sua rotina?
Acordo cedo,  arrumo meus filhos Maria Fernanda (8 anos) e Emerson Junior (6 anos)  para levá-los à escola . Administro minha casa, vejo meus e-mails, trabalho nas encomendas. No período da  tarde saio com eles para atividades extras curriculares, a correria é grande, pois quem é mãe, esposa em tempo integral, sabe que não é fácil,  eles necessitam muito da presença neste momento. Quando retornamos já é  final da tarde sentamos para fazer as tarefas, jantar e arrumar as coisas para o próximo dia. Aí sobra mais um tempinho para eu me dedicar a minha terapia, como costumo chamar. Confesso que dedico menos tempo do que gostaria ao artesanato, mas o pouco tempo em que me dedico procuro dar o máximo de mim.


Qual peça significa/significou mais pra você?
Acho que todas as  peças tem um significado especial e para todas dedico cuidado e carinho a cada uma delas.


No processo de criação de uma peça, qual a parte que mais dá trabalho, e qual a parte que mais te envolve, o que prefere?
Acho que a escolha dos tecidos para se obter uma harmonia perfeita no final do projeto é sem dúvida o que mais dá trabalho, e até mesmo  porque você não consegue saber se o efeito vai ser como você imagina. Mas a parte mais envolvente  é quando já está tudo cortado, alfinetado  e   basta sentar  frente da máquina e  se deixar levar pelos tecidos, é fascinante.


Já teve algum dia, em que não teve inspiração? O que você fez?
Sim. Acho que todo mundo tem e esse deve ser o momento para procurar fazer outra coisa, relaxar de forma diferente, ler um livro, ir ao cinema e quando menos se espera a inspiração surge.


Quando está desenvolvendo uma peça, você costuma assistir tv, ouvir música ou prefere o silêncio?
Gosto de escutar música.

O que te motiva a ser crafter?
Sem dúvida o que me motiva é a alegria de ver meu trabalho finalizado  O prazer de  fazer aquilo que realmente gostamos,  é sem duvida  a motivação para qualquer crafter. Ver a reação das pessoas depois do trabalho pronto; O viajar no mundo das cores que os tecidos nos proporcionam  possibilitando surgir uma idéia  e transformá-la em  um projeto concreto.


Dica para iniciante
Não ter medo e nunca, mas nunca desistir no primeiro obstáculo.

Nome: Fabiana Branco
Marca:
Doces Retalhinhos
Cidade:
Joinville/SC
Onde encontrar:
www.docesretalhinhos.blogspot.com/

Não esqueci não!!!!!
Na coluna impressa do Baú de Ideias, no jornal A Notícia desta quarta-feira, a Fabiana nos ensina a fazer um lindo jogo americano como este!


Páscoa das leitoras

22 de março de 2011 0

Como eu havia pedido pra vocês enviarem suas inspirações para a Páscoa, a Fabiana Branco e a Karollyne Pereira me enviaram as suas.


Essa bolsinha é a sugestão da Fabiana Branco, da Doces Retalhinhos e além de ser um lindo presente, pode ser utilizada o ano todo.


E estes fofos enfeites de porta, são da Karol!

Prabéns gurias, tudo muito lindo e criativo!
E você, tem mais alguma sugestão? Manda pra cá!
ana.ronchi@an.com.br

Resultado da promoção!

21 de março de 2011 1

Boa noite meninas!
Adorei todas as participações da promoção, mas infelizmente não temos kits para todas.

E o comentário mais criativo, pedindo o kit foi o da:

Lisandra Medeiros
“Tenho trevo de 4 folhas,
6 sentidos apurados
e o número 13 como aliado.
Com essa soma mais esse chaverinho de coelho a SORTE estará ao meu lado!”

Obrigada por todas as participações!

Dia do Artesão

20 de março de 2011 1

Uma singela homenagem do Baú de Ideias para todos artesãos e artesãs que fazem do Brasil um país cheio de cultura e inspiração e que contribuem sempre com o conteúdo deste blog.

Coelhinhos saltitantes

17 de março de 2011 0

E vamos seguindo no clima de Páscoa!
Adoreeeeeeeei esses coelhinhos. Muito fofos para enfeitar uma guirlanda ou uma cestinha né?

Fonte: http://allsorts.typepad.com/allsorts/2009/03/bounding-bunnypins-a-freebie-for-friday.html

O molde está neste link: http://allsorts.typepad.com/pdf/bunnypin.pdf


Entrevista Fernanda Lacerda

16 de março de 2011 15


Acredito que o amor por trabalhos manuais sempre foi presente em minha vida. Por exemplo, quando era criança amava desenhar, pintar, “tentar” fazer roupinhas de boneca com a minha avó que era uma excelente costureira, bordava ponto-cruz, assistia os quadros de artesanato dos programas de TV, enfim, tudo em mim tendia a criar…
No final de 2007, já com 21 anos, conheci o feltro e resolvi tentar fazer alguma coisa, por hobbie e para descobrir coisas novas em artesanato. Produzi então, minha primeira peça em feltro: um chaveiro em formato de coração. E, não é que ficou bonito?! Fui criando mais e mais peças para presentear pessoas próximas e publicava as imagens num site de compartilhamento de fotos, o Flickr. Assim, meus produtos começaram a ficar conhecidos e as encomendas foram inevitáveis.
À medida em que os trabalhos se tornaram freqüentes comecei a expandir para outras matérias-primas. Começar a costurar foi só o tempo de comprar uma máquina e dar os primeiros pontos para fins de venda.
Como algo casual e por puro “hobbie” nasceu a Boutique do Feltro, que já fez aniversário de 3 anos. Apesar de minha marca não fornecer somente produtos em feltro, o nome ficou marcado, se transformou o que realmente chamamos de marca.


Você busca inspiração, onde?
Minha inspiração vem da observação. Isto é, observar os produtos que vejo nas vitrines, os trabalhos de outras artesãs, e até o que observei que ainda não foi feito. Pra mim, cada coisa que vejo serve para uma futura idéia. Revistas com dicas de artesanato também são uma excelente fonte de inspiração, mas não apenas para fazer exatamente igual e sim para criar coisas novas em cima de uma idéia, isso é muito importante para o trabalho de uma artesã.


E os materiais, você encontra onde?
Os materiais que uso compro em diversas lojas de tecidos e amarinhos em minha cidade (Juiz de Fora-MG). A loja Caçula é ponto freqüente quando saio para comprar material, lá encontro praticamente tudo que utilizo. Quando não encontro alguma cor de feltro ou tecido compro pela internet, que é uma excelente opção.


Como é a sua rotina?
Como trabalho em casa minha rotina tem de ser bem definida para que tudo corra como se fosse um trabalho externo. Dormir cedo e acordar cedo pra mim é essencial. Às 08:00 hs entro no ateliê para começar o trabalho, já depois de ter dado uma “arrumada” na casa, pois trabalhar com bagunça não dá né?! Rsrsrs…
Procuro terminar as atividades do dia às 17:00 hs, mas, sabe de um segredo: sempre me estendo mais um pouquinho, principalmente quando o prazo para enviar a encomenda já está chegando. Quando vou comprar material ou aos correios enviar encomendas procuro ir na parte da manhã para não me alongar, pois a tarde tem trabalho a fazer. E assim é meu dia, em meio aos feltros, linhas, tecidos… e às fichas de cada cliente. Amo!


Qual peça significa/significou mais pra você?
Acredito que todas as peças que confeccionei significam muito pra mim. Cada uma é especial, cada uma proporciona a alegria de vê-las prontas. Enfim, o meu trabalho como um todo significa e expressa o que amo fazer. Mas, os meus Bules Lembrança de Chá de Panela têm um gostinho especial, pois foi com eles que percebi que poderia trabalhar e viver do artesanato.


No processo de criação de uma peça, qual a parte que mais dá trabalho, e qual a parte que mais te envolve, o que prefere?
Na minha opinião o que mais dá trabalho é o corte, pois se esta parte não for bem executada todo o restante do processo fica comprometido. Por isso, no corte, a paciência é sempre exercitada. Mesmo dando mais trabalho, todo o processo é prazeroso e o envolvimento na criação é sempre presente. Mas, a minha parte preferida é mexer com as agulhas e linhas na hora de fazer o caseado dos meus trabalhos em feltro.


Já teve algum dia, em que não teve inspiração? O que você fez?
Sim, já tive dias sem inspiração. Nos dias em que a mão está coçando para criar algo novo e as idéias não vêm, procuro olhar as revistas de artesanato que tenho, ouvir uma música, mexer nos tecidos, nos feltros, nos aviamentos, enfim tudo aquilo que a gente compra pensando numa futura peça. Comigo funcionou, e saiu uma caneta que vendo muito: Caneta Decorada com Rosa em Feltro.


Quando está desenvolvendo uma peça, você costuma assistir TV, ouvir música ou prefere o silêncio?
TV pra mim não funciona, desvia a atenção e o trabalho não rende. Prefiro a música baixa no ateliê, e o silêncio às vezes, raramente… Acho que a música ajuda a me concentrar e dá uma energia boa.


O que te motiva a ser crafter?
O que me motiva a trabalhar com artesanato é o amor por esta arte e o reconhecimento que recebo das pessoas. É muito bom quando alguém diz: “Nossa, foi você quem fez?!!! Que lindo!”. Essa é a melhor frase que se pode receber depois de concluir um trabalho.
Outro aspecto que também me motiva muito é o contato com outras artesãs/crafters. A meu ver, cada vez que conheço alguma artesã pela internet ou pessoalmente me encanta o vínculo que se forma e o apoio recíproco.

Dica para iniciante
Para aquelas que estão iniciando nesta arte, seja em qualquer linha, a mais importante dica é: tudo o que você precisa é sentir um grande amor pelo artesanato. É este amor que te motivará a buscar sempre melhorar, a aprender coisas novas, a correr atrás de novidades, te dar inspiração, forças para tentar de novo quando der algo errado, enfim, amor pelo artesanato é o que você precisa para ser uma grande artesã!
Tendo isto, a paciência ajuda muito, pois fazer uma peça correndo e se deixar levar pela enorme vontade de ver pronto pode atrapalhar o processo de criação.
Capricho sempre. Por exemplo: para peças em feltro o capricho no desenho do molde e no corte é essencial para que a peça saia perfeita. O ponto caseado, que uso nos trabalhos em feltro, deve ser o mais uniforme possível e bem delicado.
Por fim, a divulgação de seus trabalhos na internet é muito importante e abre muitas portas.
Tente sempre imprimir em suas peças elementos seus, que dêem personalidade aos produtos que você oferece. Por exemplo: mesmo que você se inspire numa peça que viu em alguma revista, ou no trabalho de outra artesã procure dar o seu toque pessoal, isto vai fortalecer sua criatividade e facilitar a produzir peças pensadas e confeccionadas inteiramente só por você.

Nome: Fernanda Lacerda
Marca:
Boutique do Feltro
Onde encontrar:
www.boutiquedofeltro.com
E-mail:
boutiquedofeltro@yahoo.com.br
Flickr:
www.flickr.com/feltro_mania/

E não deixe de conferir o passo a passo da lembrancinha abaixo, que a Fernanda nos dá! É no jornal A Notícia desta quarta-feira, na edição impressa do blog Baú de Ideias.


E num próximo post, daremos o passo a passo, também passado pela Fernanda Lacerda, da caneta com flor de feltro. Fiquem ligadas!

Surpresa!

13 de março de 2011 20

Meninas, é o seguinte: a Andrea Malheiros (Atelier Eu&Você), do pap “Chaveirinho de coelho”, postado anteriormente aqui, nos presenteou com um kit para montar o coelho para SORTEAR PRA VOCÊS!
É fácil participar: deixei um comentário bem criativo pedindo pra ganhar o kit!
O comentário mais criativo ganha o kit que contém:
– Todo o material para a confecção da peça
– Apostila com moldes e maneira de fazer


A promoção vale até o dia 20/3.

E muuuuuito obrigada Andrea!