Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de março 2012

Ovos de Páscoa pintados à mão

30 de março de 2012 0

A Bianca Elisa, da Criadora de Presentes, trouxe uma novidade que acabei de descobrir. Casquinhas de ovo pintadas à mão. Gente! É uma mais linda que a outra e me lembrou muito minha infância, quando eu ganhava cestinhas com ovos de chocolates e essas casquinhas com amendoim dentro. Ajudava minha mãe a encher as casquinhas, enquanto comia alguns amendoins…rs.

O trabalho é feito em cascas de ovos pintadas à mão no mais autêntico estilo Bauernmalerei. Essas Casquinhas de Páscoa são tradicionais aqui no sul do Brasil e são pouquíssimas pessoas que ainda seguem com essa tradição.
Por isso, a Bianca convenceu sua tia Miriam, que continua fazendo esta arte, a produzir algumas destas casquinhas para você poder presentar pessoas queridas.
Corre lá no site clicando aqui.

Para dar um toque especial

29 de março de 2012 2

Olá meninas!
Encontrei um passo a passo muito fofo na internet. Para as noivinhas de plantão, é uma ótima sugestão para decorar as taças no momento do brinde e dar um toque super romântico ao casamento.

Outra sugestão, é utilizar a ideia em outras festas, variando no enfeite de acordo com a temática.






Gostaram? Nós amamos!

Imagens: The Kontty Bride

Entrevista com Waldirene Vieira

28 de março de 2012 3
Como começou?

Vou contar para vocês sobre a minha história com o feltro, eu o conheci em 1994, fiquei encantada com esse tecido pois ele não desfiava e podia ser costurado na mão, achei maravilhoso pois não tenho muita intimidade com a máquina de costura. Na época eu fazia pós-graduação, sou assistente social de formação, e comecei a fazer algumas peças para parentes e amigos sem nenhuma técnica e estudo. Alguns anos depois, em 2005, após minha gravidez, meu mundo tornou-se “cor-de-rosa” e me descobri enquanto mãe e me apaixonei sem volta pelo feltro. Estava terminando o mestrado, ministrava aulas na universidade e trabalhava na prefeitura como assistente social, uma correria infinita, tirei minha licença, terminei o mestrado e não voltei mais, foi uma opção difícil, mas hoje eu sei que foi o meu melhor caminho. Mergulhei no mundo do feltro e fui descobrindo uma gama de possibilidades, não parei mais, hoje é minha profissão.


De onde vem a inspiração?




Minha inspiração vem de todos os lugares, não somente de livros, revistas especializadas, sites nacionais e estrangeiros, tudo me inspira, uma viagem, programas de tv, textos e frases, uma ilustração, objetos, basta chamar minha atenção, sou muito detalhista e adoro desenhar, sempre desenhei, tenho facilidade.


Você encontra com facilidade os materiais? Onde encontra? São da cidade ou compra online?




A maioria dos materiais eu compro em São Paulo a “capital dos aviamentos”, tenho uma amiga querida que compra tudo o que eu preciso na 25 de março, faço compras online também, compro em sites estrangeiros e quando viajo procuro sempre por novidades!



Como é a sua rotina?




Quando trabalhamos em casa (home office) não escapamos da rotina do lar, pela manhã, afazeres domésticos, estudar com minha filha e almoço. É a tarde e a noite que me dedico ao meu mini ateliê e ao ateliê virtual (blog, redes sociais, emails) é quando consigo organizar melhor minhas atividades.


 

Tem alguma peça que significa ou significou mais pra vc?




Eu acredito que cada peça é única e tem um significado naquele momento, não tenho uma preferida, mas tenho um carinho especial pelos chapéus temáticos, pelos personagens do Pequeno Príncipe para festas infantis e os produtos para maternidade que me encantam.



Na criação de uma peça, o que dá mais trabalho/e qual te envolve mais.
Tem preferência por algum passo?

O que é mais trabalhoso para mim é a produção em série, por exemplo 50 unidades de uma peça só. E, também, os personagens infantis, é bem trabalhoso, pois você tem que acertar na réplica. O que me envolve mais são as peças exclusivas, os quadros de maternidade por exemplo, pensar nos detalhes, na personalização, no acabamento e ver concluído me deixa muito feliz.



 

Já aconteceu de não ter inspiração? O que vc fez?




Pode acontecer de você não ter “vontade/coragem” de começar um trabalho por algum motivo específico, mas não por falta de inspiração, isso eu tenho bem forte em mim, está em constante ebulição, sempre tenho projetos a desenvolver e ideias que quero por em prática, falta tempo.


No processo de criação (produção) prefere ficar em silêncio, assistir ou ouvir música?




Depende do momento, a música é sempre bem-vinda, tenho um canal no youtube e o deixo reproduzindo, quando não ouço música, ligo a tv ou fico no silêncio. Não tenho nada sistemático nesse sentido. Porém, eu adoro a companhia da minha gata, mesmo que ela durma a tarde toda (hehehe).

 

O que te motiva a ser crafter?




Essa é bem fácil de responder, ter meu negócio próprio, flexibilidade de horários, acompanhar de perto o desenvolvimento da minha filha, o prazer que sinto de dever cumprido quando entrego uma encomenda, a satisfação dos clientes, a minha dedicação de buscar aprendizado para melhorar o meu trabalho e ensinar um pouco do que sei, o reconhecimento do meu trabalho (essa entrevista é um exemplo) e de bonus conhecer muitas pessoas talentosas nesse mundo craft, esses são os grandes impulsionadores da minha profissão.


Mensagem para quem esta começando:
Minha mensagem é simples mas verdadeira “Faça por Amor” não há nada mais gratificante e prazeroso quando você faz o que gosta e ainda recebe por isso.
Nome completo: Waldirene Vieira
Cidade: São José/SC

Onde encontrar:
Blog: www.walartesanal.blogspot.com
Facebook: www.facebook.com/walartesanal
Flickr: www.flickr.com/walartesanal

E-mail: walartesanal@gmail.com

 

 

E na edição impressa (caderno Morar, A Notícia) você encontra um belíssimo trabalho.

O coelhinho sapeca.

segue o molde do coelhinho.

Entrevista com Érica Catarina

21 de março de 2012 29


Como você começou?
Olá, sou a Érica Catarina, do blog Ei Menina!
Cresci num mundo de tecidos, linhas, agulhas e muitas cores. Minha mãe era uma costureira de mão cheia e fazia nossas roupas, todas personalizadas… e não havia shopping ou loja que tivesse uma peça igual. Encantei-me com a costura e com os bordados que ela fazia e ficava, ainda pequenina debruçada sobre o braço do sofá, ao ladinho dela pedindo que me ensinasse.
O que eu aprendi foi o que os meus olhos roubaram quando minha mãe costurava.
Comecei fazendo cartões para ela, amigas e vizinhos. Depois comecei a me apaixonar pelas caixas. Daí foi um pulo para os tecidos e feltros, coisa que eu adoro trabalhar e foi a ideia primeira quando vi minha mãe costurar. Ah, já estava impresso na alma. Mesmo quando eu quebrava suas agulhas todas na máquina de costura, eu lembro com tanto carinho a voz serena e firme quando ela falava: Ei Menina! Para de aprontar! rs…


De onde vem a inspiração?

O mundo é fonte de inspiração. Tudo é fonte de inspiração. Se bem que a maioria de nós somos assim, vê, se encanta por algo, acha bonito e quer fazer também ou parecido ou criar o seu.


Você encontra com facilidade os materiais? Onde encontra? São da cidade ou compra online?

Compro tudo por aqui mesmo. Há um lugar chamado Taguacenter que fica em Taguatinga – DF, cheio de todos os materiais que se possa imaginar. Costumo dizer que ali parece uma mini 25 de Março. Quando posso, vou a São Paulo uma vez por ano me perder no fantástico mundo 25 de Março! Ali é o paraíso das crafters.
Já comprei pela internet, mas prefiro ir à loja. A gente sempre compra alguma coisinha a mais que nos inspira!


Como é a sua rotina?

Sou formada em Administração, mas não exerço a profissão, bom, por enquanto não. Resolvi trabalhar em casa. Acordo às 5:30h, vou a academia, depois corro para os estudos (concursos e pós-graduação) e a tarde me divirto com as manualidades.


Tem alguma peça que significa ou significou mais pra você?

Todas significam muito. Sempre penso na pessoa que vai receber, que vai olhar cada pontinho, que vai perceber ali o tanto de carinho que eu depositei em cada detalhe.
Mas a que mais significou para mim foi um livro infantil que fiz todo em feltro e tecido, eu via os olhos dos meus amigos, da minha família orgulhosos de mim. Isso não tem preço!


Na criação de uma peça, o que dá mais trabalho/e qual te envolve mais. Você tem preferência por algum passo?

Sempre penso, huuumm, por onde começo primeiro. Como sou muito ansiosa e organizada, separo os materiais, sei o que vou fazer, mas sempre surge uma luzinha que me faz repensar as coisas e tomar outro caminho, claro, o que acho que fica melhor. Na realidade, o cliente é o que mais contagia e me impulsiona a seguir adiante.
E quando começo de fato, vou me envolvendo, me deliciando e quando vejo já entrei na madrugada. O corpo cansa, mas a cabeça fica a mil por hora. Desde o momento da escolha dos materiais, execução, até a foto, que diga-se de passagem, fico horas e horas escolhendo qual ficou a mais bonita até a hora do recebimento de um e-mail de algum cliente falando: CHEGOOOOUUU! Ficou liiiindo!
Adoro fazer guirlandas porta-maternidade, pensar nos botões, nos tons, na composição, nos tecidos e feltro, na montagem do trabalho… ah, eu amo!


Já aconteceu de não ter inspiração? O que vc fez?

Ainda não! Ainda bem! Mas se acontecer corro para internet, peço ajuda ao marido, que é uma total fonte de inspiração, ele é ilustrador e têm ideias maravilhosas. As ideias pipocam a todo instante e vou anotando num caderno de anotações! O problema maior é a falta de tempo para executar cada projeto sonhado por nós, mas devagarinho se vai ao longe, né?!


No processo de criação (produção) prefere ficar em silêncio, assistir ou ouvir música?

Música, música, música sempre! Trabalhar sozinha sem uma voz para me acompanhar, não dá! E vamos cantar… lerê, lerê, lerê, lerê… rs.


O que te motiva a ser crafter?

Ver o mundo mais bonito me motiva a ser crafter. Ver uma festa toda handmande me motiva a ser crafter. Um presente todo feito à mão e a alegria de quem o recebe me motiva a ser crafter. O sorriso de uma mãe preparando o enxoval do bebê me motiva a ser crafter… A satisfação do cliente, amigos e familiares me motiva a ser crafter.


Mensagem para quem esta começando:

Nessa vida não sabemos nada ainda, estamos em constante busca e aprendizado. Procure ser sempre criativo, ter um diferencial, mesmo que existam infinitos moldes prontos por aí, procure dar o seu toque pessoal, imprimir suas características, tentar redesenhá-los, criá-los, trabalhar cada pontinhos com precisão e perfeição. Tenha um caderno de anotações e anote os seus projetos, o que sempre teve vontade de fazer e ainda não o fez, assim você sempre terá uma fonte de inspiração. E nunca, nunca desista! Seja perseverante e faça sempre o que ama.

Nome completo: Érica Catarina
Cidade:
Brasília – DF
Onde encontrar:
Blog:
www.ericacatarina.blogspot.com
Flickr:
www.flickr.com/photos/ericacatarina
E-mail:
ericasol23@gmail.com


Reaproveitando

14 de março de 2012 11

Transforme pote de sorvete em caixa decorativa e funcional

A professora de artesanato do Ateliê Maria Flor, Viviane Leitte, em parceria com a Cascola, desenvolveu uma caixa decorativa para te ajudar a guardar pequenos objetos, que todo mulher adora colecionar.

 

Material

- Pote de sorvete

- Tecido

- Fitinha decorativa

- Tesoura

- Cascola Cascorez Universal

- Letras decorativas

- Elásticos

- Pincel

- EVA preto

- Boleador ou lápis

- Régua

- Puxador

 

 

Passo a passo

1 – Aplique Cascola Cascorez Universal em toda a parte externa do pote e cole o tecido. Utilize elásticos para segurar o tecido até que a cola seque.

 

2 – Enquanto a cola seca, recorte o EVA preto com a tesoura zigue-zague ou faça o acabamento com a tesoura normal. Faça furos ao longo de todo o recorte e passe a fita decorativa dourada. Faça laços nos cantos e cole as letras decoradas para identificar o que será guardado no pote decorativo.

 

 

3- Passe Cascola Cascorez Universal na tampa e aplique o pedaço do tecido, que cobrirá.

 

4 – Faça um furo no centro do pote, de dentro para fora, e instale o puxador.

 

5- A caixa está pronta!

 

É hoje...

10 de março de 2012 3

O aniversário de uma amiga, artesã e companheira de trabalho.

Ana Camila, desejo do fundo do coração toda felicidade sempre!!!

 

 

 

 

Bazar Coisas de Mãe neste sábado

09 de março de 2012 1

Programação especial {Dia Internacional da Mulher} no Bazar Coisas de Mãe Especial Dia

Das 14 horas às 19 horas, uma programação muito bacana e 23 expositoras levando o que há de melhor para mulheres, crianças e toda a família, no SESC-Cacupé, em Florianópolis.

Veja agora a programação especial gratuita, em parceria com o SESC-Cacupé e com o Núcleo de Identidade de Gênero e Subjetividades da UFSC e participe!

Grampinhos para meninada

09 de março de 2012 1

Vamos fazer um acessório fofo pro cabelo das meninas?

Veja pelas imagens como é fácil. Se você preferir pode conferir o post original aqui.

 

 

Fonte: http://craftandcreativity.com/blog/2012/02/04/hairpins/

Lã e caixa?

08 de março de 2012 3

Sim combinação perfeita.

As imagens estão bem explicadinhas que tal testar?

 

Fonte: http://craftandcreativity.com/blog/2012/02/10/shoebox/

Decoupage

07 de março de 2012 0

Achei o máximo poder personalizar até os lápis. Como tem gente criativa neste mundão hein?!

Que tal testar?

 

Pegue seu lápis preto, passe cola pra decoupage e forre o lápis com um papel do seu agrado.

Não precisa ter cuidado com a ponta, pois depois de seco é só apontar o novo lápis que o acabamento fica perfeito.

 

Fonte: http://craftandcreativity.com/blog/2012/02/23/decoupagepencils/