clicRBS
Nova busca - outros
15 jun16:28

Dia de conferir o eclipse da Lua

Zero Hora

Hoje os gaúchos vão ver a Lua nascer de uma forma diferente. Ao final da tarde, ela surge no céu do Rio Grande do Sul com tons avermelhados, sob o efeito de um eclipse total, considerado o maior desde 2000.

O fenômeno, que ocorre quando Terra, Sol e Lua – em sua fase cheia – estão alinhados, fazendo com que a Lua mergulhe na sombra projetada pela Terra, é o primeiro de 2011.

Participe! Fotografe o eclipse e envie para participe@clicrbsbentogoncalves.com.br


Com cerca de uma hora e 40 minutos de duração, o eclipse total pode ser observado na América do Sul, Europa, África, Ásia e parte da Oceania. No entanto, a olho nu, com binóculos ou telescópio, no Estado é possível acompanhar apenas a segunda metade do fenômeno.

– Quando o eclipse se iniciar, a Lua vai estar abaixo da linha do horizonte no Brasil. Então não veremos todo o fenômeno,pois no nosso país ela já vai nascer no meio do eclipse – explica o astrônomo Carlos Henrique Veiga, do Observatório Nacional.

Planetário terá telescópios à disposição do público

Pelo horário de Brasília, o eclipse total começa às 16h22min no Brasil, com céu ainda claro, e termina às 18h3min – após continuam o eclipse parcial e penumbral. Em Porto Alegre, a lua deve surgir às 17h29min, logo, são 34 minutos para observar o fenômeno total.

– A faixa leste do Estado vê melhor o eclipse, pois a Lua nasce primeiro neste lado. Em Porto Alegre vai ser possível acompanhar o eclipse total durante mais tempo do que em Uruguaiana – ilustra Luiz Carlos Gomes, professor de física e coordenador do Clube de Astronomia do Colégio Militar de Porto Alegre, que reúne alunos no Observatório Astronômico Capitão Parobé para acompanhar a movimentação no céu.O evento é aberto à comunidade.

Apesar do pouco tempo em eclipse total, os gaúchos podem ver a Lua voltando ao seu estado habitual, durante o eclipse parcial e penumbral.

– Vai ser possível ver a lua saindo do eclipse. Ela vai perdendo o tom avermelhado, recuperando sua cor branca.Depois, vai recuperando seu brilho – explica Gilberto Renner, do Planetário da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que coloca seus telescópios à disposição do público a partir das 17h30min de hoje.

O Planetário da Universidade Federal de Santa Maria também terá observação pública.

–Vale tentar conferir o eclipse total da Lua, pois o próximo com visibilidade em Porto Alegre só acontecerá em2014 – salienta Renner .

Por

Comentários