Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Auckland - A cidade das velas

24 de fevereiro de 2014 0

Nesta viagem pelo Pacifico iniciamos por Auckland, a maior cidade e ponto de entrada na Nova Zelândia. Desvendamos depois a cultura Maori em Rotorua e as belezas naturais de Queenstown, a capital dos esportes de aventura. Na Austrália desfrutaremos de Melbourne, a Grande Barreira de Corais e a fascinante Sydney. Terminando na paradisíaca Bora Bora na Polinésia Francesa, para começar o ano energizado com tanta beleza natural.

Nesta viagem comemorando os 20 anos de Grands Tours STB retornei a um dos países mais cênicos do planeta. A Nova Zelândia com suas geleiras espetaculares, fiordes pitorescos, montanhas acidentadas, vales, floresta subtropical, planalto vulcânico, além de uma costa recortada por belas praias.

Localizada no sudoeste do pacífico, a Nova Zelândia é constituída por duas ilhas principais. Auckland fica na ilha norte que é cortada por uma cadeia de montanhas em um planalto vulcânico.

Auckland é a entrada principal da Nova Zelândia, e o centro de comércio e indústria. Com um milhão e meio de habitantes, é a maior área urbana da Nova Zelândia com um terço da população do país. Auckland se desenvolve em torno golfo de Hauraki com muitas ilhas e mais de 250 quilômetros de baias e enseadas, com praias e marinas entre as áreas residenciais de casas com jardins. Apenas no centro a cidade se verticaliza com edifícios concentrando as atividades comerciais e culturais. A maioria da população utiliza eficiente transporte público e ferries para vir de seus bucólicos bairros até a “waterfront” no centro da cidade. Conhecida como a cidade das velas, um em cada quatro habitantes tem um barco, embelezando com seus mastros e velas as marinas de Auckland.

Atrações

A paisagem diversa, com baias e montanhas, proporciona lugares atrativos para todos os gostos. No “waterfront” ótimos restaurantes oferecem o melhor da gastronomia local e internacional, incluindo frutos do mar e vinho de alta qualidade. Auckland oferece todas as atrações de uma cidade cosmopolita, incluindo galerias de arte, ótimos museus, teatros e concertos, mesclando temas Polinésios e Ocidentais.

Trata-se de uma cidade multicultural que concilia a herança nativa Maori com a do colonizador Britânico e das diferentes ondas migratórias sucessivas – Europeus no pós-guerra, Asiáticos e das ilhas vizinhas. O mosaico étnico é composto por 15% de Maoris e 8% de povos das ilhas do Pacifico – constituindo a maior comunidade Polinésia do mundo.

Vale a pena conferir

1) Um cruzeiro pela baia de Auckland, partindo do porto e circulando por suas ilhas navegando por águas com golfinhos e baleias. Na volta uma boa pedida é o  happy hour em um dos restaurantes da “waterfront” apreciando o por do sol.

2) Legal fazer um lanche no café da Auckland Art Gallery conferindo a arte contemporânea local, e depois uma caminhada pelo vizinho Albert Park.

3) A Harbour Bridge oferece ótimas vistas da cidade e da marina – com capacidade para três mil barcos.

4) Saindo do centro recomendo tomar a rota cênica Tamaki Drive junto ao mar no caminho da praia de Mission Bay. No caminho passar pelo charmoso bairro de Parnell com casario do período colonial e o Auckland Museum, em um belo prédio Neoclássico no topo de uma colina com ótima seleção de arte Maori e Polinésia.

5) Confira no Kelly Tarlton’s Antarctic Encounter o mundo subaquático com pinguins, arraias, tubarões e uma replica da antiga estação da Nova Zelândia na Antártica.

6) De volta ao centro vale a pena jantar no alto dos 328 m da Sky City Tower em seu restaurante giratório com vista de 360o  da cidade desenhada por baias e enseadas.

Auckland, envolta nas águas, é um ponto de entrada perfeito as terras do Pacífico.

aacl

acel

acl

acll

aclll

acllll

acwl

VEJA MAIS
Acompanhe toda a viagem no blog  http://wp.clicrbs.com.br/betonomundo

 

 

 

Bookmark and Share

Envie seu Comentário