Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "América do Norte"

História da Groenlândia

06 de agosto de 2018 0

A Groenlândia foi descoberta pelo Viking Erik, o vermelho, em 981. Após alguns anos no sul da ilha, que de fato tem pastagens verdes ele retorna a Islândia propagandeando sua “Greenland”, e acabou convencendo a centenas de pessoas a acompanhá-lo. Acabaram se estabelecendo em diferentes fjords onde se dedicaram a criação de ovelhas como em Hvalsey das imagens abaixo que tem a mais bem preservada ruína daquele período – uma igreja do ano 1300.

No início do séc. XV todas essas comunidades desaparecem – não se sabe se por mudanças climáticas que impossibilitaram a vida local , ataques de piratas ou pela peste que atacava a Europa nessa mesma época. Alguns dinamarqueses retornam no final do séc. XVIII e estabelecem fazendas em alguns fjords, no séc. XIX passa a ser 1 colônia da Dinamarca. Ocupada como base americana durante a II Guerra, enquanto a Dinamarca estava ocupada pelos nazistas e após a guerra os EUA quiseram adquiri-lá sem sucesso.

Na segunda metade do século XX por pressão das Nações Unidas, a Dinamarca implanta vários planos de melhoria das condições de vida para a população local – majoritariamente Inuit (termo politicamente correto para os esquimós) e o território adquire sucessivos níveis de autonomia – em 79 com sua bandeira própria e status, a Dinamarca, em 2005 seu próprio parlamento e em 2009 “self rule”. Hoje apenas as relações exteriores e segurança internacional são determinadas por Copenhagen.

ec665b5d-3902-4eee-ae52-6a54df4c7e6e 0bb23f7b-b574-4520-a156-cee14f825394

ddc94583-9c63-40c8-8c51-702c46c9f307

Bookmark and Share

Qaqortoq

06 de agosto de 2018 0

O maior porto do sul da Groenlândia – ativo e cênico.

6c0920c1-107c-49d1-bdd4-1303ee6c9380

a640f7ee-2436-4f65-bc1f-da9bfde97733

34705139-8859-4c46-8e46-7c8e2f768aa9

Bookmark and Share

Groenlândia

06 de agosto de 2018 0

Adicionamos em nosso Grand Tour Islândia, a vizinha Groenlândia. Esta ilha no círculo polar Ártico de 2.2 milhões de km² e apenas 57 mil habitantes, tem 88% da população composta pelo povo Inuit  e os outros 12% sobretudo de dinamarqueses, da qual a ilha faz parte como um território autônomo. No sul da Groenlândia, passamos 4 dias navegando por seus fjords observando geleiras, icebergs e charmosos povoados costeiros.

b99649b8-7988-4dd3-8e57-b570f649dbc5

af477475-aac7-47e6-b673-69f528eca844

d06f25b3-3360-4e6f-b862-9c953719e21f

Bookmark and Share

Jantar ártico

04 de agosto de 2018 0

A gaúcha Miriam Guerra Damboriarena Másson, que vive há 15 anos aqui em Reykjavik , nos levou no Grillmarkadurinn, considerado o melhor restaurante do país. O fish gourmet dos céus polares e o festival de sobremesa do demô. Estamos adorando a vibe cool da charmosa capital islandesa.

165de2a5-0806-4ebb-b501-384680a30eb5

71bfdaf9-5fbd-4ee4-a288-79484ee20387

7a44bfd3-3add-4c9f-801e-7ab9a738e517

b07c8d83-7144-4da6-955b-36fb76a4a75b

0733dd98-9b20-43a5-a816-07c0a2dd48f1

bdc701dc-c7a8-411f-bafb-9d5cb9908998

7951752a-3f4c-423b-b631-da2896845006

Bookmark and Share

A magia das luzes da autora boreal

04 de agosto de 2018 0

Como estamos no verão, com noites curtas, não vamos poder ver o show de luzes da autora boreal. Mas viemos conferir aqui no Museu Aurora, em Reykjavik.

5a443323-da89-4bd0-b7ae-f454195846e2

24c096a1-a109-405d-b9f4-edd902b3ab2b

21056a54-2f9d-4e05-8873-ed89b1643236

Bookmark and Share

Remote lands!

03 de agosto de 2018 0

Não é fácil chegar aos locais mais remotos do Planeta – de Porto Alegre a Groenlândia serão 4 voos mais trajetos de barco que começaram na quinta-feira de manhã até sábado.  Além do destino, o trajeto já faz parte da diversão.

0aedbfba-563e-462f-8c20-90f90bb88b4a

Bookmark and Share

Montanhas Rochosas

02 de setembro de 2015 0

Beto Conte, do STB, que já percorreu 127 países nos 5 continentes, apresenta uma das regiões de maior beleza natural do planeta – o cenário deslumbrante das Montanhas Rochosas Canadenses

Estive em agosto, acompanhando o Grand Tour STB, desvendando a parte oeste do Canadá. Uma  viagem inesquecível percorrendo o melhor das Montanhas Rochosas de Calgary até a charmosa Vancouver. No Parque Nacional de Jasper, paisagens instigantes de geleiras e no  Parque Nacional de Banff suas bem preservadas maravilhas naturais – lindos lagos, extensas florestas, picos nevados e animais selvagens.

IMG_9224

As montanhas Rochosas é uma importante cordilheira localizada na América do Norte ocidental que segue por mais de 4.800 quilômetros a partir da parte norte da Columbia Britânica, no oeste do Canadá, até o Novo México, no sudoeste dos Estados Unidos.

As montanhas Rochosas foram formadas há cerca de 70 milhões de anos atrás e desde então, a erosão pela água e os glaciares esculpiram a região dando origem a vales e picos íngremes. No final da última era glacial, os seres humanos começaram a habitar vindo da Ásia através do Estreito de Bering.

Nos dias atuais grande parte da cordilheira transformada no Parque Nacional das Montanhas Rochosas composto pelos parques de Banff, Jasper, Kootenay, Waterton Lakes e Yoho preservam os ecossistemas naturais e a beleza cênica do local. O turismo é uma atividade econômica mais relevante atraindo milhões de turistas do mundo inteiro para caminhar, acampar, ou praticar atividades esportivas de montanha.

Os rios que correm das Rochosas deságuam em três oceanos – Atlântico,  Pacífico e Ártico – com as principais fontes hidrológicas da América do Norte.

IMG_8301---Moraine-Lake-no-vale-dos-10-picos

IMG_9213

Parque Nacional Banff

O parque, situado a 120 quilômetros ao oeste de Calgary, cobre uma área de 6.641 km² e contém mais de 1.600 quilômetros de trilhas. No próprio parque está localizado o município de Banff.

Trata-se do primeiro parque nacional do Canadá criado em 1885 e hoje é um dos principais centros turísticos do país, atraindo mais de 4,5 milhões de visitantes por ano para caminhadas no verão e esquiar no inverno.

Em 1984 o parque foi declarado patrimônio mundial pela UNESCO, juntamente com os parques de Yoho, Jasper e Kootenay.

Parque Nacional Jasper

O Parque Nacional Jasper é o maior e mais setentrional parque nacional canadense nas Montanhas Rochosas com uma área de 10.878 km². No parque situa-se a mais alta montanha de Alberta, o Mt. Columbia. Além das montanhas, florestas, plantas e da vida selvagem, encontramos no parque as geleiras do Columbia Icefield, fontes termais, lagos, rios e cascatas.

Highlights das Montanhas Rochosas

Johnston Canyon, Castle Mountain, Vale dos 10 picos, Lago Esmeralda e Louise -considerado um dos lugares mais espetaculares do mundo com suas águas azul-turquesa e sua magnífica vista da Geleira Victoria ao fundo. Além do Peyto Lake e Columbia Icefield Glacier – uma das maiores acumulações de gelo e neve ao sul do Polo Ártico, formando 8 geleiras.

IMG_8193---Johnson-Canyon

IMG_8356---Lago-Esmeralda

IMG_8406---Columbia-icefields

Veja Mais
Confira os relatos de viagens do Beto conduzindo os Grand Tour STB pelo mundo no blog betonomundo.wordpress.com

Viaje Nessa
Participe dos próximos Grand Tours STB, que Beto acompanha em 2016 – Japão em abril, Equador em junho, Georgia, Armênia e Azerbaijão em agosto.

Confira os roteiros em www.stbrs.com

Informações pelo fone: (51) 4001-3000

Bookmark and Share

Grand Tour se despede da cidade no The Art Institut of Chicago

31 de agosto de 2015 0

Passamos nossas últimas horas em Chicago em um ícone da arte e cultura da cidade – The Art Institut of Chicago – votado o museu #1 do mundo pelo Tripadvisor.

Começamos pela West Wing, com a parte Moderna do 3º andar com a pintura da 1ª metade do séc. XX – Picasso, Mondrian, Kandinsky, Chagall, Miró, … e a escultura modernista de Brancusi. No 2º andar, exibição especial do trabalho das últimas 2 décadas do escultor americano Charles Ray, nascido em 1953 – com suas figuras humanas e “Hinoki” reprodução de um tronco de árvore da Califórnia, esculpida por minimalistas japoneses.

Seguimos pelo setor dos impressionistas com todos os grandes – Renoir, Pissarro, Monet, Matisse, Cezanne, Gauguin, Van Gogh,.. Além de masterpieces como “A Assunção” de El Greco, e retratos de Rembrandt.  Também exposições especiais – de Degas e de representações de Dionysius/Bacchus ao longo de séculos.  Uma viagem pela história da arte através do tempo e espaço – desde a peculiar arte de Ghandara – do séc. III no Paquistão que combinava a estética Helenística com temática Budista ate a pop arte de Roy Lichenstein.

Passando ao longo do caminho pela arte Etrusca, Grega, Romana, Bizantina, escultura religiosa Hindu e Budista, máscaras africanas, porcelana chinesa, pintura Cuzquena, arte Inca e Maya, arte islâmica ate os vitrais “America Window” de Chagall,…2.500 anos de arte concentradas nesse espaço criado para a EXPO de 1893. Uau! Super recomendo!

img_1275

img_1276

img_1284

img_1287

img_1297

img_1307

Bookmark and Share

História de Chicago

30 de agosto de 2015 0

Chicago foi fundada em 1831 como centro de abastecimento de gado, em função de sua posição estratégica junto aos grandes lagos e no caminho da linha férrea a caminho do oeste.

A cidade apresentava um traçado regular entre o rio e o lago Michigan. Os materiais construtivos da cidade no seu primeiro meio-século eram a madeira, pedra, alvenaria e ferro fundido tradicionais com edifícios de no máximo 6 pavimentos.

img_9694

O grande incêndio 1871 destruiu 95% da cidade possibilitando que cria-se a partir do zero uma cidade nova com uma arquitetura refletindo valores americanos, anticlássicos e sem a hierarquização social Europeia.

Uma oportunidade de reconstruir uma cidade modernista utilizando novas tecnologias.

img_9696

O domínio do aço desenvolvido na Guerra da Secessão para pontes e construções temporárias e de fins militares serão aplicadas nas técnicas construtivas civis.
A utilização do aço que possibilitou em Chicago um padrão de maiores alturas com um maior aproveitamento da limitada área central da cidade.
A necessidade de um intenso ritmo de construção e maximização do aproveitamento limitado de solo repercute em uma verticalização que nao existia, ate então, no mundo – os arranha-céus.

img_9698

Ao longo de uma década surge uma arquitetura com poucos elementos decorativos e enfoque na funcionalidade, com grandes aberturas de vidro e incorporando as inovações tecnológicas com a eletricidade, elevador, telefone,.. criando um dos grandes centros mundiais de edifícios inovadores para chegar, literalmente, aos céus. Individualmente, são lendas da arquitetura americana: William Le Baron Jenney, Louis Sullivan, Daniel Burnham, John Wellborn Root, William Holabird e Martin Roche; juntos, eles criaram o estilo conhecido como a Escola de Chicago.

Bookmark and Share

Final do dia em Chicago

28 de agosto de 2015 0

img_9652

img_9660

img_9641

Bookmark and Share