Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Quer um filhote mestiço de boxer com pitbull? ADOTADOS!

11 de julho de 2011 10

Foto: arquivo pessoal

Pessoal, a Elissandra adotou uma cachorrinha de rua mestiça de boxer com pitbull e levou de brinde váááários filhotinhos que estão para adoção. Os pequenos têm 36 dias, ainda não foram desverminados e vacinados.

Já estão comendo ração e ainda estão sendo amamentados pela mãe. Atualmente, eles estão em São Leopoldo, mas podem ser levados para cidades próximas.

Para adotar esses fofinhos, fale com a Elissandra pelo telefone (51) 8145-3102 ou através do e-mail elissandra.nascimento@ig.com.br.

>>> Curta a página do Bicharada no Facebook!

ADOTADOS!!!!

Bookmark and Share

Comentários (10)

  • RENATA diz: 11 de julho de 2011

    Aiiiiiii que coisa mais amadaaaaaa!!!!
    Eu tenho uma “pitboxer”, ela é um doce!!!
    Que Deus ajude esses bbs a encontrarem um lar!!!

  • aline diz: 11 de julho de 2011

    Muito importante: se você é “cachorreira”, ótimo! Mas se é mãe adotiva de primeira viagem, considere o lugar, os anos que o animal vive e veja se realmente vai ficar com ele para o resto de sua vida! Porque para o animal, a mãe é uma só…eles sentem muito quando ficam pulando de casa em casa… Tenho 5, 4 de rua..amo todos e sempre digo…vão se os maridos mas os cães sempre ficam….rsss

  • Ivone diz: 11 de julho de 2011

    Pessoal, necessito de ajuda. Em Tijucas (SC) temos um abrigo com 22 animais que recolhemos. São animais estavam em perigo: feridos, atropelados, bebês, etc… Agora estamos com duas cadelinhas com cinomose. Elas foram vacinadas assim que chegaram, mas desenvolveram a doença logo após a vacinação. Os veterinários alegaram é isso pode acontecer. A doença já estava incubada. Bom, mas o que desejo é encontrar algum tratamento alternativo. Elas já receberam medicamento (antibióticos). Agora estamos alimentando e medicando com Citoneurin® 5000. Uma está bem, mas a outra não. Já pensamos em fazer eutanásia, mas desistimos sempre que chegamos e a encontramos de pé. Ela tem dificuldade para alimentar-se. Tudo é dado por nós. Cai sempre que tenta andar. É triste ver a situação, mas nos falta coragem de tomar alguma atitude.

  • Juliana diz: 11 de julho de 2011

    Oi!
    Gostaria de ver fotos da mãe desses filhotinhos.
    Obrigada

  • Gustavo diz: 11 de julho de 2011

    Ivone, isso é muito triste. A nossa cachorra teve cinomose quando bebê, tomou sora hiperimune e vários outros remédios, e hoje não tem sequelas. Torço por vocês.

  • Marcos Martins – APAAMA.ORG diz: 12 de julho de 2011

    Ivone

    Como lidamos com muitos animais todos os meses, já passamos por vários casos de Cinomose. Alguns com cura e outros infelizmente a doença foi mais forte. Basicamente o que eles tem que ter sempre repostas são vitaminas no organismo, porém é um tratamento muito complexo e demorado mesmo. O tempo médio de tratamento contra os sintomas da Cinomose leva em torno de 3 a 4 meses de batalha constante, pois ela funciona praticamente como uma AIDS canina, ela combate o sistema imunológico deles podendo fazer com que uma pneumonia, por exemplo, leve á morte, fazendo com que o tratamento tenha altos e baixos.
    Deixo claro que não sou veterinário, mas devido aos diversos casos que já passamos, com respaldo e tratamento dado por veterinário (sempre o mesmo), talvez possamos ajudar com algumas dicas que auxiliam no tratamento. Envie, por favor, um email para contato@apaama.org para que possamos estreitar o contato e ver no que podemos ajudar com dicas e sugestões que auxiliam no tratamento. Cabe salientar que em 99% dos casos em que os animais se salvam ficam com alguma seqüela. Tenho atualmente duas cadelinhas em casa que tratamos e acabamos adotando, e ambas tem problemas dentários originados da Cinomose, e uma delas tem espasmos musculares no corpo e na mandíbula, porém vive normalmente, feliz e muito brincalhona.
    NUNCA, repito NUNCA recomendo a eutanásia para Cinomose, pois com a experiência que já acumulamos vemos que eles sempre têm uma chance, e também pode crermos que cada um tem seu momento para partir e não somos nós que temos o direito de decidir quem vive e quem morre.
    Por favor, mande o email que conversaremos melhor.

  • Daiyana diz: 12 de julho de 2011

    Ivone, fiquei muito emocionada com o que voce colocou expos para nós, uma cachorra de rua que adotei morreu de cinomose, lutei muito pela sobrevivencia dela, mas infelizmente nao consegui salva-la. Deus vai te abençoar, e tudo vai dar certo, a luta é constante, mas pense que se o pior acontecer, a sua parte voce fez. ABraço, tudo de bom.

  • ALINE diz: 14 de julho de 2011

    Bom dia,
    Como fico feliz em saber que tem pessoas assim tão boas que adotaram esses lindos filhotes.
    Que eles tragam muitas felicidades para os novos lares.

  • vera diz: 14 de julho de 2011

    Que bom que estes fofinhos foram adotados, muita sorte e felicidade para as pessoas que adotaram,e para cada um deles.

  • mariah regina zaupa diz: 18 de julho de 2011

    como eles são maravilhosos, gostaria de receber noticias via facebook.

Envie seu Comentário